Suspensão eletrônica

HomeLançamentos

Suspensão eletrônica

Protótipo da Cannondale revela sistema eletrônico que será usado na família de suspensões Lefty.

Após cinco longos anos de pesquisa, finalmente a Cannondale revelou o protótipo do novo sistema de suspensão eletrônica que será empregado na consagrada família de suspensões Lefty, aquelas que só têm a perna esquerda.

A Simon, como já é chamada, utiliza um microprocessador capaz de mudar o funcionamento do garfo de totalmente aberto para totalmente travado em apenas seis milisegundos. O garfo tem um curso total de até 130mm.

Mas a grande novidade é que o sistema eletrônico permite ao biker personalizar a suspensão como nunca antes. Uma centralina eletrônica fixada sobre a mesa é o cérebro da suspensão. O biker insere seus dados pessoais, como peso e preferências de pilotagem, e escolhe entre cinco modos de funcionamento distintos: Cross Country, All Mountain, Downhill, Controle de Curso (usado para as subidas) e Travado. Uma alavanca instalada na manopla esquerda comanda todo o sistema.

Ao chegar na trilha, um sensor óptico rastreia o funcionamento da suspensão e um acelerômetro detecta os impactos recebidos pela roda dianteira. Toda vez que um impacto é recebido, o mecanismo de amortecimento é instantaneamente ajustado de acordo com o modo selecionado pelo piloto.

O microprocessador comanda um motor linear de altíssima velocidade que opera um pequeno pino que abre ou fecha um orifício por onde passa o óleo. Esse mecanismo é capaz de atuar até 500 vezes por segundo.

Uma bateria de íons de lítio recarregável alimenta o sistema. O protótipo completo pesa cerca de 1,8 kg, ou seja, é cerca de 450 gramas mais pesado que uma Lefty top de linha. A duração anunciada da bateria é de oito horas, mas esse tempo varia bastante em função do piso.

O novo produto ainda não tem data e nem preço para chegar ao mercado. O sistema poderá, inclusive, chegar aos amortecedores traseiros que equipam modelos da marca.