Velotour – Vale Europeu

HomeCicloturismo

Velotour – Vale Europeu

3 dias de pedal pelo interior de Santa Catarina no Circuito Vale Europeu

Durante o carnaval deste ano, mais de 40 cicloturistas de várias partes do país se reuniram no Vale Europeu (SC) para participar do primeiro Velotour do país. O Velotour é uma aventura de bicicleta, onde os participantes são autônomos, isto é carregam sua própria bagagem sem utilizar carro de apoio.

Foram três dias de pedal em conjunto. Como o ritmo no Velotour é livre, formavam-se grupos menores ou maiores conforme a velocidade de cada cicloturista.

Em geral todos sempre se encontravam nos PCs, pontos de controle, onde eram distribuídos água e bananas.

Em cada etapa diária do evento, os participantes recebiam os carimbos (foto) nos PCs por onde passavam. Os carimbos eram uma forma de controlar se todos haviam passado e se ninguém tinha se desviado do caminho.

O local escolhido pelo Clube de Cicloturismo para ser o percurso do primeiro Velotour, foi a parte baixa do Circuito Vale Europeu de Cicloturismo.

Segundo Eliana Garcia, diretora do clube,”o fato de ser um roteiro oficial de cicloturismo tornou a viagem bem mais tranqüila, já que existe toda a estrutura própria para isso. Neste circuito, que é todo sinalizado com setas amarelas, é possível encontrar pelo menos uma opção de hospedagem a cada 50km e elas estão preparadas para receber os ciclistas”.

O circuito passa por uma região de natureza muito preservada, vários rios e cachoeiras no caminho e uma grande riqueza cultural e arquitetônica decorrente da colonização alemã e italiana do local.

Como o objetivo do Velotour é a integração dos cicloturistas, logo de início o clima de amizade e companheirismo se apresentou no grupo. A cada parada num bar ou numa cancha de bocha, que é muito comum na região rural do circuito, as pessoas do local tinham a impressãode se tratar de um grupo de velhos amigos e se espantavam em saber que a maioria tinha acabado de se conhecer.

A solidariedade também ficava evidente quandohavia algum problema mecânico ou furo de pneu. Os mais experientes sempre auxiliavam na solução do problema, além de passar os conhecimentos para os mais novos.

O grupo seguiu a planilha do circuito saindo de Timbó, passando por Rio dos Cedros, pernoitando o primeiro dia em Pomerode, o segundo em Indaial, e no terceiro chegando à Rodeio onde os participantes receberam os carimbos de conclusão em suas credenciais.

Foi um grande passeio para alguns e a conquista de um desafio para outros. Para Rodrigo Telles, também diretor do Clube de Cicloturismo a experiência foi inesquecível: “passamos por momentos difíceis, momentos alegres, muita brincadeira e muita amizade. Dividir os sentimentos de um pedal tão longo com todas essas pessoas foi uma grande oportunidade para nós”.

Alguns tiveram que voltar para suas cidades de origem devido ao fim do feriado, mas boa parte do grupo (20 pessoas) continuou a viagem por mais 4 dias, concluindo também a parte alta do circuito.

A parte alta, como o nome já diz, possui bem mais subidas e é também uma região um pouco mais isolada e com muita natureza. Por isso, os participantes tiveram que se preparar levando sempre alimentos e água para cada dia.

O grupo se manteve unido até o final completando os 7 dias e recebendo também o certificado de conclusão do Circuito Vale Europeu.

A comemoração como não poderia deixar de ser foi uma boa rodada de chope fabricado na região.

Agradecimento: Prefeitura de Timbó, Associação Vale das Águas, Restaurante Thapyoka e Bicicletas Dahon.

Mais informações: www.clubedecicloturismo.com.br

VELOTOUR – VALE EUROPEU PDF Imprimir E-mail


3 dias de pedal pelo interior de Santa
Catarina no Circuito Vale Europeu
Durante o carnaval deste ano, mais de 40 cicloturistas de várias partes do país se reuniram no Vale Europeu (SC) para participar do primeiro Velotour do país. O Velotour é uma aventura de bicicleta, onde os participantes são autônomos, isto é carregam sua própria bagagem sem utilizar carro de apoio.

Foram três dias de pedal em conjunto. Como o ritmo no Velotour é livre, formavam-se grupos menores ou maiores conforme a velocidade de cada cicloturista.

Em geral todos sempre se encontravam nos PCs, pontos de controle, onde eram distribuídos água e bananas.

Em cada etapa diária do evento, os participantes recebiam os carimbos (foto) nos PCs por onde passavam. Os carimbos eram uma forma de controlar se todos haviam passado e se ninguém tinha se desviado do caminho.

O local escolhido pelo Clube de Cicloturismo para ser o percurso do primeiro Velotour, foi a parte baixa do Circuito Vale Europeu de Cicloturismo.

Segundo Eliana Garcia, diretora do clube,”o fato de ser um roteiro oficial de cicloturismo tornou a viagem bem mais tranqüila, já que existe toda a estrutura própria para isso. Neste circuito, que é todo sinalizado com setas amarelas, é possível encontrar pelo menos uma opção de hospedagem a cada 50km e elas estão preparadas para receber os ciclistas”.

O circuito passa por uma região de natureza muito preservada, vários rios e cachoeiras no caminho e uma grande riqueza cultural e arquitetônica decorrente da colonização alemã e italiana do local.

Como o objetivo do Velotour é a integração dos cicloturistas, logo de início o clima de amizade e companheirismo se apresentou no grupo. A cada parada num bar ou numa cancha de bocha, que é muito comum na região rural do circuito, as pessoas do local tinham a impressãode se tratar de um grupo de velhos amigos e se espantavam em saber que a maioria tinha acabado de se conhecer.

A solidariedade também ficava evidente quandohavia algum problema mecânico ou furo de pneu. Os mais experientes sempre auxiliavam na solução do problema, além de passar os conhecimentos para os mais novos.

O grupo seguiu a planilha do circuito saindo de Timbó, passando por Rio dos Cedros, pernoitando o primeiro dia em Pomerode, o segundo em Indaial, e no terceiro chegando à Rodeio onde os participantes receberam os carimbos de conclusão em suas credenciais.

Foi um grande passeio para alguns e a conquista de um desafio para outros. Para Rodrigo Telles, também diretor do Clube de Cicloturismo a experiência foi inesquecível: “passamos por momentos difíceis, momentos alegres, muita brincadeira e muita amizade. Dividir os sentimentos de um pedal tão longo com todas essas pessoas foi uma grande oportunidade para nós”.

Alguns tiveram que voltar para suas cidades de origem devido ao fim do feriado, mas boa parte do grupo (20 pessoas) continuou a viagem por mais 4 dias, concluindo também a parte alta do circuito.

A parte alta, como o nome já diz, possui bem mais subidas e é também uma região um pouco mais isolada e com muita natureza. Por isso, os participantes tiveram que se preparar levando sempre alimentos e água para cada dia.

O grupo se manteve unido até o final completando os 7 dias e recebendo também o certificado de conclusão do Circuito Vale Europeu.

A comemoração como não poderia deixar de ser foi uma boa rodada de chope fabricado na região.

Agradecimento: Prefeitura de Timbó, Associação Vale das Águas, Restaurante Thapyoka e Bicicletas Dahon.

Mais informações: www.clubedecicloturismo.com.br