Pico do Gavião

HomeCicloturismo

Pico do Gavião

Um dos pontos mais altos do Sul de Minas Gerais a 1.663 metros sobre o nível do mar. Local é paraíso para o mountain bike e vôo livre

Texto de Marcos Adami
Fotos de Carlos Eduardo/Mantiqueira Bikers

O Pico do Gavião, um dos pontos mais altos do Sul de Minas Gerais, sempre esteve nos meus planos de pedalada. Muito eu já tinha ouvido muito sobre o visual panorâmico de onde se avista 34 cidades.

O desafio de encarar os majestosos 1.663 metros até o topo veio de um convite do ciclista Cássio Paiva, um dos fundadores do Clube Mantiqueira Bikers, com sede na cidade de São João da Boa Vista, no interior de São Paulo.

Desde que parou de competir profissionalmente em 2007, o inesquecível campeão da Volta a Portugal em 1992 – e talvez o maior ciclista de estrada que o Brasil já teve – se dedica integralmente ao comando da bike shop Cássio Bikes.

O passeio realizado pelo clube no dia 26 de outubro de 2008 foi uma confraternização entre 18 amantes do mountain bike e reuniu bikers da região de S. João da Boa Vista, Campinas e São Paulo.

INFRA-ESTRUTURA DO PICO

O Pico do Gavião fica na cadeira da Serra da Mantiqueira, exatamente na divisa entre os municípios de Águas da Prata (SP) e Andradas (MG), a 220 km de São Paulo e a 120 km de Campinas.

O local é considerado um dos melhores do Brasil e do mundo para a prática do vôo livre, paraglider e parapente.

No alto funciona a sede do Clube de Vôo Livre Gavião, que oferece uma boa infra-estrutura que pode ser aproveitada por qualquer visitante.

São 15 mil metros de área gramada com estacionamento para 300 veículos, banheiros masculino, feminino e para portadores de deficiência física, fraldário, chuveiros quentes, área para camping, enfermaria com equipamentos de primeiros socorros, estação meteorológica, churrasqueira, lanchonete e até Wi-Fi grátis. Há sinal de algumas operadoras de telefonia celular também.

É necessário pagar uma taxa de R$ 2 para ter acesso à área do Pico.

MANTIQUEIRA BIKERS

O passeio começou pontualmente às 9 da manhã sob sol forte e nenhuma nuvem no céu. A temperatura chegou fácil aos 37º C logo no início de nossa jornada, que seria de cerca de 30 km até o topo. A volta seria via Águas da Prata, com outros 30 km, praticamente todo em descida.

O Clube Mantiqueira Bikers forneceu dois carros de apoio, água mineral, frutas, suco e lanche. O próprio Cássio Paiva se encarregou de conduzir o carro-vassoura, que ia por último e serviu de resgate nos momentos difíceis da subida.

Da sede do clube, os bikers atravessaram a cidade e pegaram a estrada vicinal asfaltada em direção à cidade de Santo Antonio do Jardim. O trecho de terra começou na estrada que leva à Fazenda Cachoeira. Dali, o grupo a serra em direção à Fazenda Mamonal, com seu lago e capivaras. Mais adiante, viramos à direita, rumo ao Pico do Gavião.

O caminho é bem sinalizado com placas nos cruzamentos. A pedalada não é para principiantes, especialmente em dias de calor extremo. A saída é da cota 789 metros (S.N.M) e a pedalada só termina nos 1.663 metros, com uma ascensão total de 874 metros de altitude.

Após o lanche e fotografias, o grupo desceu em direção a Águas da Prata, passando pela ponte de pedra e por um trecho do Caminho da Fé. O retorno é um prato cheio para quem gosta de descer forte. Entretanto, o terreno pedregoso e os veículos que sempre transitam pela estrada exigem muita cautela e perícia.

Mais informações sobre o clube: www.mantiqueirabikers.com

ALTIMETRIA