Restauração Schwinn DX

HomeVintage

Restauração Schwinn DX

Confira a restauração desse lendário modelo americano da década de 40

Texto e fotos de Marcelo Afornali

Em meados de 2006, meu amigo Clodoaldo Brentam encontrou esta clássica Schwinn, modelo DX, fabricada entre os anos de 1942 e 1947, em Apucarana (PR), onde ele mora. Clodoaldo já havia feito contato comigo anteriormente na procura de peças para suas duas bicicletas Prosdócimo, mas dessa vez seu interesse era em saber qual bicicleta era esta, pois nunca antes tinha visto algo igual.

A bike Shwinn DX antes e depois

De imediato, disse a ele que se tratava de uma bicicleta americana, especificamente uma Schwinn DX (Packard). “Esta bicicleta deve ser sua Marcelo, você deve colocar ela em pé”, pediu-me com carinho o amigo Clodoaldo.

A bike é uma verdadeira clássica americana, simplesmente a marca mais conhecida nos Estados Unidos, com mais de 100 anos de história, e uma lenda sobre rodas, Schwinn – A Powerhouse – American Dynasty!

UM ANO DE TRABALHO

De início, acreditei que seria fácil, mas percebi que estava errado até pela negociação, que Clodoaldo conseguiu finalizar somente oito meses depois, porque o proprietário em suas palavras era “jogo duro”.

A bicicleta chegou em janeiro de 2007 e, após verificar seu estado geral, realmente constatei que ela praticamente precisava de todas as peças originais, já que somente poderiam ser reaproveitados o quadro, garfo e os dois aros, que eram os corretos.

Depois de muita busca, consegui alguns contatos especializados nos EUA, principalmente com Daniel Ventury. Comecei então a trazer o material desta bicicleta. Peças como a lanterna Delta, os cubos originais, o conjunto pedivela/coroa, pedais, tensores de garfo, caixa de direção e demais partes chegaram lentamente, já que o investimento em bicicletas americanas é algo fora do comum.

Para ser mais exato, foram mais de US$ 2.700 (cerca de R$ 5.500) em peças e serviços para finalizar o trabalho. O quadro e o garfo foram gabaritados, pois ambos estavam fora de alinhamento e toda a lataria foi refeita dentro do mais correto padrão original de fábrica.

Por fim, a bicicleta já estava semi-completa quando foi para jateamento e a seguir, para a pintura.

Após um contato com o Leon Dixon, da NBHAA (National Bicycle History Archive America), sanei algumas dúvidas e encontramos a cor correta: Maroon and Ivory (Bordô e Marfim). A bicicleta levou as demãos em marfim, foi empapelada e recebeu o bordô logo a seguir, finalizando com a aplicação do verniz de acabamento.

O trabalho de montagem levou 12 dias, com o maior cuidado e zêlo de minha parte, pois atuei diretamente nessa restauração, hora isolando com fitas a bicicleta, hora montando ou comprando as partes necessárias para sua finalização.

Por fim, após 12 meses de trabalho e um grande investimento em dinheiro e mão-de-obra, o objetivo de resgate da bicicleta e sua história chegou ao fim, pois era notório que estava perdida esta preciosidade, entulhada num pequeno rancho, recoberta com rodas e pneus velhos.

Deixo aqui meus agradecimentos especiais aos que possibilitaram que esta maravilha sobre rodas pudesse rejuvenescer outra vez: Clodoaldo Brentam; Tadeu Chudzikiewicz; Daniel Ventury (EUA); Leon Dixon (NBHAA) e João Pinturas (Mecânica Lucca).

FICHA TÉCNICA

Marca: Schwinn
Arnold Schwinn & Company – Chicago – Il
Modelo: Packard DX masculina aro 26 X 2.125
Ano: Entre 1942 e 1947
Origem: Estados Unidos da América (USA)
Proprietário: Marcelo Eduardo Afornali – Curitiba, PR
Acessórios: Farol a pilha e buzina Delta, Pneus Schwinn Typhoon Cord 26 X 2.125 com faixa branca, Refletivos traseiros Gulco, Cubo traseiro e dianteiro New Departure, Pedais Torrington, Selim original Mesinger, Avião e flâmula sobre o guidão