Restauração BMX Tanquinho

HomeVintage

Restauração BMX Tanquinho

Bicicleta motocross: A restauração de um sucesso do final dos anos 70

Texto e fotos: Marcelo Afornali

Na segunda metade dos anos 70 a Monark formou um grupo de ciclistas para desenvolver o Bicicross no Brasil. Os primeiros modelos desenvolvidos para tal modalidade foram a BMX Super e a BMX Especial.

A Monark Super era carinhosamente conhecida como BMX Tanquinho

A Super era conhecida carinhosamente como BMX tanquinho, pois agregava ao seu estilo um visual extremamente agressivo. Um visual de motocicleta especial para a prática do motocross. Já a Especial, vinha “pelada”, ou seja, para o ciclista comprar e montar separadamente as partes plásticas ao seu gosto.

O Slogan para a época era: “BMX SUPER a bicicleta motocross da Monark"

Enfim, o sucesso foi tão grande que além de tirar o sono da garotada, tirava dos pais também, pois este esporte era algo novo para nossos padrões. O preço desta bike era algo impronunciável para a época.

Houve também uma variação deste modelo que contava com amortecedores na traseira (BMX Turbo) e que não serviu diretamente ao esporte, pois sua
estrutura não era propícia para tal, e facilmente entortava com os trancos da pista.

A bicicleta em questão (da foto) foi coletada em lastimável estado, na cidade de Rio Negrinho, graças ao amigo Valtencir Schmidt, que conseguiu localizá-la a meu pedido.

As partes plásticas como tanque, pára-lamas e protetores, vieram com a ajuda de Adir de Lima, de São Bernardo do Campo (SP), que conseguiu comprar peças importantíssimas para completar esta bike, ou seja, toda a roupagem da bike.

Ainda assim, faltavam detalhes que marcaram época para ela, como os pneus Pirelli Cross, que tinham como característica o desenho de “tacos” e a largura de 20 X 2.125.

Naquele momento eu somente possuía o quadro completo e os plásticos. Faltava todo o resto.

Por milagre, finalmente o quebra-cabeças completou-se:

Surgiram os pneus, o selim, que assemelha-se ao de uma motocicleta, aros originais e catálogos que demonstravam todo seu padrão de construção. Depois disto foi fácil, já que a bicicleta tem um conjunto simples e que não requer nada de anormal.

O resultado final pode ser conferido na foto. Acima de tudo caracteriza-se esta “pequena notável” como uma verdadeira bicicleta clássica nacional, já que foi uma bicicleta que fez estrondoso sucesso e levou toda uma geração a sonhar.

O modelo BMX Super 1978 mudou completamente os hábitos de uma geração de ciclistas e formando hoje, uma legião de sonhadores como eu, que há exatos 22 anos pagava todos os dias um “sanduíche de mortadela” para um garoto de minha idade, com o intuito de dar uma voltinha naquela que foi meu verdadeiro sonho de consumo, uma Monark BMX Super.