Seleção brasileira de BMX se destaca no SX de Londres

HomeCompetições

Seleção brasileira de BMX se destaca no SX de Londres

Atletas conquistaram pontos importantes na briga pela vaga olímpica.

Bianca Quintanilha, Squel Stein e Priscilla Carnaval no treino em Londres

Foto de divulgação CBC

A seleção brasileira de bicicross disputou de 19 a 21 de agosto o SX de Londres, uma competição de Supercross válida pelo ranking mundial da União Ciclística Internacional (UCI) e que também distribuiu pontos para a disputa de vagas nas Olimpíadas de Londres em 2012.

Já na sexta-feira, dia 19 de agosto, os atletas do Brasil mostraram um bom desempenho e conquistaram ótimos resultados, passando para a segunda e decisiva fase, que seria realizada no sábado, dia 20, mas devido ao mal tempo as finais foram transferidas para o domingo.

Na categoria feminino, a seleção brasileira conseguiu o melhor desempenho de toda a história do bicicross brasileiro. As atletas Priscilla Carnaval e Squel Stein terminaram na sexta colocação, enquanto Bianca Quinalha finalizou na sétima colocação. Todas seguiram até as quartas de finais. Com estes resultados, a seleção feminina acumulou 173 pontos por equipe, colocando o Brasil mais próximo da vaga olímpica.

No masculino, Renato Rezende representou muito bem a camisa verde e amarela, e terminou na quinta colocação das oitavas de finais, somando 49 pontos no ranking mundial. Renato retorna agora para o Centro Mundial de Treinamento da UCI, onde seguirá treinando e competindo em provas do calendário internacional, na busca por pontos pela vaga olímpica e realizando uma melhor preparação para disputar os Jogos Pan-Americanos.

A próxima competição de Supercross será na cidade de Chula Vista (Estados Unidos), em setembro. A competição será mais uma etapa importante para a seleção brasileira buscar pontos na briga pela vaga olímpica.

“O caminho para conquistarmos a vaga olímpica ainda é muito longo, mas estamos cada vez mais perto, estou muito contente com os resultados conquistados em Londres. Individualmente serão disputadas três vagas, vamos ter que estar pontuando em todas as provas que distribuir esta pontuação para as olimpíadas”, comentou Guilherme Pussieldi, técnico da seleção brasileira de Bicicross.

Mais informações no site www.cbc.esp.br