Circuito Vale Europeu de Cicloturismo é tudo de bom

HomeCicloturismo

Circuito Vale Europeu de Cicloturismo é tudo de bom

A região é rica em belas paisagens, montanhas que passam dos mil metros, cachoeiras e florestas.

Fotos Egon Koprowski

Em 2003, Santa Catarina lançou oficialmente o primeiro roteiro do Brasil de cicloturismo. O trajeto de 300 quilômetros privilegia estradas de terra e passa por nove cidades do Vale Europeu, a 170km de Florianópolis. A região é rica em belas paisagens, montanhas que passam dos mil metros, cachoeiras e florestas.

O roteiro foi criado em 2003 e se estende pelos municípios de Apiúna, Ascurra, Benedito Novo, Doutor Pedrinho, Indaial, Pomerode, Rio dos Cedros, Rodeio e Timbó, que estão juntos no Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (CIMVI) para a gestão do turismo na região.

É recomendado pelo menos sete dias para quem quer conhecer todo o roteiro, até mais, se o aventureiro resolver conhecer melhor as atrações locais com calma e visitar as cachoeiras mais longes da estrada.

Entretanto, é possível se organizar para percorrer somente parte do caminho. A primeira parte da pedalada se dá na parte baixa do trajeto, entre as cidades de Timbó e Rodeio. Depois disso o clicloturista precisa se preparar: há trechos em que a ascensão chega a 1.100 metros.

O viajante recebe um guia no início do trajeto; nele encontra as orientações básicas: o que verá pelo caminho, níveis de dificuldade física e técnica e ascensão. Os mapas trazem as informações sobre atrativos, hospedagem e serviços de alimentação.

Um dos aspectos do Circuito Vale Europeu de Cicloturismo é o contraste entre o bucólico e a estrutura oferecida. O trajeto por estradas de chão passa por campos, florestas, plantações, cachoeiras, casas de colonos e áreas totalmente isoladas.

Há trechos em que a estrada torna-se tão estreita que se confunde com a mata. Aliás, o contato com a natureza e a inserção na cultura local são os fatores que mais estimulam visitas ao roteiro.

Entre uma pedalada e outra vale um descanso para saborear queijos produzidos por descendentes de italianos, matar a fome com um bolinho de carne gigante oferecido em estabelecimentos de beira de estrada ou aproveitar as delícias de um típico café colonial alemão.

A cada 50 quilômetros o cicloturista encontra pousadas, hotéis ou alojamentos. O ciclista orienta-se pelo guia e por setas amarelas distribuídas pelo percurso. Junto com o guia recebe também a credencial do circuito, que é carimbada em cada parada e dá direito a descontos nas hospedagens. Quando retorna ao ponto inicial em Timbó – o roteiro é circular – recebe um certificado.

Todos os anos o Circuito Vale Europeu de Cicloturismo recebe muitos apaixonados por bikes, natureza e aventura. No calendário da região já estão consolidados eventos como o Velotur – uma viagem coletiva pelo circuito onde cada participante é autônomo: cuida de sua própria hospedagem e alimentação, carrega seus próprios pertences e de tudo o que precisar durante a viagem.

O percurso no circuito do Vale Europeu pode ser feito em qualquer época do ano, de forma independente ou organizada.

Mais informações:
CIMVI Turismo – Rua General Osório, 120 – Centro – Timbó (SC)
Contato (47) 3382 6811 – consorciotur@cimvi.sc.gov.br
Site oficial: www.circuitovaleeuropeu.com.br