Renato Rezende e Nataniel Giacomozzi disputam provas nos EUA

HomeCompetições

Renato Rezende e Nataniel Giacomozzi disputam provas nos EUA

Também nos EUA, o brasileiro Nataniel Giacomozzi fará uma participação especial em uma prova de downhill

Foto de arquivo

Renato Rezende disputa prova de BMX nos EUA neste final de semana

Dois bikers Troy Lee Designs Brasil disputam provas nos EUA neste final de semana. Renato Rezende tem a importante missão de conquistar os primeiros pontos no Ranking Mundial de bicicross, enquanto Nataniel Giacomozzi fará uma participação especial em uma prova de downhill.

A expectativa pelo desempenho de Rezende no Gator Nationals é grande. A corrida integra o circuito norte-americano e irá reunir os maiores nomes da modalidade na cidade de Oldsmar, na Flórida. Porém, o piloto se mantém confiante graças a pré-temporada e aos resultados que alcançou já no início do ano, como o título da Copa América.

“Estou evoluindo a cada dia e acredito que tenho boas chances no evento. Ter um bom resultado para pontuar no ranking é muito importante, pois é ele quem define a participação em campeonatos internacionais, como os Jogos Olímpicos, por exemplo. Meu principal objetivo neste momento é garantir minha vaga nos Jogos do Rio 2016”, explica.

O piloto que completou 22 anos no mês passado é considerado o grande destaque do bicicross nacional na atualidade. Rezende coleciona 11 títulos brasileiros, um mundial, além de diversos estaduais. Ele também representou o país nos Jogos Olímpicos de Londres, no ano passado, sendo eliminado após sofrer um acidente nas quartas de finais.

Já a tarefa de Nataniel em solo americano é bem mais simples. Ele disputa a final do Winter Series Downhill, que será realizada na cidade de Fontana, na Califórnia, para intensificar a preparação para o Panamericano, programado para o mês de abril, na Argentina. Os melhores atletas da modalidade também estarão presentes e a etapa servirá de parâmetro para Nata.

“Esta é uma boa oportunidade de andar em uma pista de alto nível, de realizar um excelente treino e avaliar os adversários, ver o que eu preciso melhorar em relação a eles para brigar pelo título panamericano. Não tenho obrigação de alcançar um bom resultado, mas espero dar o meu melhor e quem sabe chegar lá”, afirma o piloto de 28 anos, detentor de quatro conquistas nacionais.