Carrinho de mão salva equipe brasileira após queda no Mundial da Costa Rica

HomeCompetições

Carrinho de mão salva equipe brasileira após queda no Mundial da Costa Rica

Carlos Fonseca, o Caco, trincou osso da perna após escorregar em paredão, mas equipe Selva seguiu na disputa do Mundial de Corridas de Aventura. Time brasileiro cumpriu os 815 quilômetros em 171 horas

Fotos de divulgação

Equipe Selva Aventura disputou o Mundial de Corrida de Aventura na Costa Rica

Carlos Fonseca, atleta da Trek Bikes, mais conhecido como Caco, completou o circuito final do Campeonato Mundial de Corridas de Aventura na Costa Rica junto com os integrantes da equipe Selva Aventura. O time percorreu 815 quilômetros em 171h em uma região de condições extremas de montanhas altas e animais selvagens.

Brasileiros em ação na prova do Mundial de Corrida de Aventura

Uma das grandes características do Caco e da equipe Selva é a força de vontade, que foi provada durante a corrida.

Mesmo após escorregar em um paredão de pedras com mais de 10 metros de altura e ser salvo por galhos de árvores, queda que resultou em uma trinca na fíbula (osso longo situado na parte lateral da perna), Caco continuou na prova por mais 400km, até a chegada em Puerto Viejo.

Carlos Fonseca, o Caco, é levado em carrinho de mão após queda

“Isso reduziu muito a nossa velocidade. Sabia que na canoagem e na bike eu conseguiria seguir, mas no trekking fui me arrastando,” disse Caco. Por sorte, em um dos trechos a equipe encontrou um carrinho de mão e Caco foi levado pelos companheiros da Selva Aventura, Lico e Rafael Melges, e assim continuaram na prova.

Equipe Selva finalizou a prova no dia 12 de dezembro

Apesar do acidente, a equipe continuou na corrida e finalizou a prova no dia 12 de dezembro.

(Informações de assessoria de imprensa)