Kit de ferramentas para ciclistas: as dicas de um profissional

HomeOficinaManutenção

Kit de ferramentas para ciclistas: as dicas de um profissional

Ulisses Dupas ensina a montar 3 opções de kit de acordo com preferências e necessidades

Texto e fotos de Marcos Adami

O Bikemagazine conversou com Ulisses Dupas (foto abaixo) e elaborou sugestões de kits de ferramentas para ciclistas. Dupas é mecânico de bikes há 26 anos e um dos poucos especialistas em suspensões e amortecedores de bicicletas no Brasil.

Montamos três kits de ferramentas de acordo com o nível de aptidão mecânica do ciclista. O primeiro kit é bem básico e traz os itens necessários para uma pedalada tranquila e suficiente para sobreviver a pneus furados e imprevistos mais simples.

Para quem gosta de mexer na bike em casa, Dupas sugere um kit intermediário, com ferramentas mais específicas. Já para os bikers com talento de mecânico, o profissional indica algumas ferramentas que não podem faltar para os mais habilidosos.

Quem é apaixonado por mecânica e tem disponibilidade de espaço, vale a pena investir numa bancada com morsa, ferramentas elétricas como esmeril e furadeira,  arco de serra, compressor e até numa máquina de solda.

“Procure sempre adquirir ferramentas de boa qualidade. O investimento vale a pena, pois elas vão durar bastante”, afirma Dupas.

Muitas ferramentas e produtos indicados por Dupas podem ser adquiridos nas boas bike shops. Muita coisa pode ser comprada em comércios de máquinas e ferramentas.

Existem fabricantes de ferramentas específicas para bicicletas. Uma das mais famosas é a marca norte-americana Park Tool, que pode ser encontrada no Brasil no site www.globalesporte.com.

Ulisses Dupas ensina: “Procure manter sua oficina sempre limpa, bem organizada e  iluminada”.

BÁSICO

Ferramentas essenciais que todo ciclista deve ter quando sai para pedalar

  • Bolsa de selim – Escolha o tamanho que comporte pelo menos duas câmaras de ar. Quem usa pneus tubeless deve levar pelo menos uma câmara de ar.
  • Canivete de chaves Allen – Também conhecida como Multitool ou Multiferramenta, essa ferramenta é obrigatória para todo ciclista. Além de várias chaves Allen, algumas trazem também Philips, fenda e chave Torqx. Outras mais completas trazem também chave de raios e chave de corrente. Escolha uma de boa qualidade, que não quebre. Dê preferência às feitas de inox, pois não enferrujam.
  • Espátula resistente – É interessante fazer um teste em casa para ver se ela aguenta o tranco na desmontagem e montagem dos pneus que você usa.
  • Kit de cola, remendo, lixa – Existem kits prontos, ou pode-se comprar separadamente. Dica: verifique periodicamente o estado da cola, pois com o tempo elas evaporam e ressecam.

INTERMEDIÁRIO

Chave de pedal, torquímetro (cabo vermelho), bomba de suspensão, chave de corrente (ou saca-corrente), chave inglesa, chave de raios, extrator de cassete e o lavador de corrente

Chave de pedal, torquímetro (cabo vermelho), bomba de suspensão, chave de corrente (ou saca-corrente), chave inglesa, chave de raios, extrator de cassete e o lavador de corrente

    • Chave de pedal – Quanto maior o cabo, mais fácil será a remoção dos pedais
    • Limpador de corrente – Perfeito para limpar a corrente sem fazer sujeira. Basta adicionar o desengraxante e girar o pedal.
    • Jogo completo de chaves Allen – Pode ser adquirido em lojas de ferramentas profissionais. Procure comprar de boa qualidade
    • Chave de corrente – As profissionais têm o cabo longo para facilitar. Os modelos compactos podem ser levados na bolsa de selim
    • Chave de raios – Existem dos mais variados modelos e formatos
    • Chave inglesa – Tamanho médio. Pode ser comprada em lojas de ferramentas
    • Bomba de suspensão – Facilita a vida do biker na hora de fazer o ajuste da suspensão e amortecedor traseiro. São encontradas em boas bike shops e variam de preço conforme a qualidade.
    • Torquímetro – Indispensável na hora de apertar componentes delicados de carbono. São vendidos nas boas bike shops e lojas de ferramentas. Variam de preço conforme a qualidade.
    • Extrator de cassete – Fundamental para quem gosta de uma limpeza completa na bike.

Kit de remendo para tubeless

  • Medidor de desgaste da corrente – Perfeito para acompanhar o estado da corrente.
  • Selante – Quem usa pneus tubeless precisa estar de olho no estado do selante, pois ele evapora.
  • Kit de remendo para tubeless – Quando o selante não tapa um furo, a saída é usar esse kit e fazer o reparo do pneu.

AVANÇADO

Chave Allen de 8mm com cabo longo, chave inglesa grande, sangrador de freio hidráulico, chave da caixa de direção Head Set e chaves combinadas e fixas de vários tamanhos

  • Chaves para cone (a porca interna) dos cubos de 13 a 19mm – Para desmontar apertar e desmontar o eixo das rodas
  • Cavalete – Indispensável para fazer a manutenção com conforto e segurança. Existem modelos com pedestal (tripé) ou para fixação na parede.
  • Sangrador de Freio – Custam relativamente caro. Tem que adquirir o modelo certo para os freios de sua bike
  • Extrator de pedivela – Para fazer a limpeza e lubrificação dos eixos
  • Jogos de chaves fixa – De 8 a 17mm .Para uso geral
  • Chave Allen de 8mm com cabo longo – Serve para soltar o parafuso de alguns modelos de pedivela, que deve ser retirado posteriormente com o extrator.
  • Chave inglesa grande – Para trabalhar em conjunto com o extrator do cassete ou do movimento central.
  • Sacador de movimento central – Veja qual é o correto para sua bike. Existe o Hollowtech II da Shimano, GXP da Truvativ e o de cartucho selado (mais antigo).
  • Chave para caixa de direção Head Set – Usado nas bikes mais antigas
  • Chaves de boca de tamanhos diversos, podem ser com cabeça fixa ou combinada

LIMPEZA E LUBRIFICAÇÃO

Da esquerda para direita: graxa à base de teflon, silicone, desengraxante cítrico, desemgripante UltraLub, óleo para corrente Squirt, graxa de Teflon (embalagem diferente), graxa Slick Honey à base de cera de abelhas

Além das ferramentas, a lista avançada deve incluir também alguns produtos para limpeza e lubrificação. Ulisses Dupas sugere:

  • Graxa de teflon Finish Line – Para usar em rolamentos, caixa de direção, caixa de centro, rodas, esferas, contato do canote de alumínio, rosca do pedal etc.
  • Silicone em aerosol – Lubrifica e protege componentes externos, molas externas, partes internas do Rapid Fire, sob o canote, tirar barulhos, lubrificar os parafusos da mesa, parafusos de suspensão traseira, links etc
  • Desengraxante – Prefira os cítricos e biodegradáveis que não contaminam o solo como o Muc Off, Finish Line e Pedro´s.
  • Desengripante – Serve para soltar parafusos travados e oxidados. Existe o nacional UltraLube e o importado da Finish Line. Importante: esse tipo de óleo não deve ser usado para lubrificar a corrente.
  • Lubrificante de corrente – O mercado oferece várias marcas. As mais comuns são Finish Line, Squirt, Muc Off e Pedro’s.
  • Graxa tipo Slick Honey – Feita à base de cera de abelhas, essa graxa repele a água e é imbatível na lubrificação de cabos e também nos retentores (O’Rings) de suspensão e amortecedores.
  • Óleo de freio – Verificar qual é o tipo utilizado em seu freio. A Magura usa fluido mineral da própria marca e não é compatível com o mineral da Shimano. Nos freios com fluidos do tipo DOT, observar o tipo de DOT recomendado e  seguir rigidamente a indicação do fabricante.

SERVIÇO
Ulisses Dupas – Conexão Brasil
www.conexaodupas.com.br
Rua Vasco Fernandes Coutinho, 449
Jardim Nossa Senhora Auxiliadora
Campinas, SP – CEP 13076-261
Telefone: (19) 3291-1284