Bikes são adaptadas para enfrentar os pavés das Clássicas

HomeCiclismo

Bikes são adaptadas para enfrentar os pavés das Clássicas

Chegou a hora do pelotão profissional encarar uma longa série de corridas com trechos em paralelepípedo

Pelotão nas Clássicas de Primavera: bikes adaptadas para os pavés

Pelotão nas Clássicas de Primavera: bikes adaptadas para os pavés

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

Chegou a hora do pelotão profissional encarar uma longa série de corridas com trechos calçados com paralelepípedos, ou simplesmente pavés, em francês.

Para enfrentar esse terreno, as bicicletas dos profissionais recebem algumas alterações importantes, não apenas para proporcionar o melhor conforto e menor sofrimento possível ao ciclista, mas também para minimizar as chances de problemas mecânicos.

Manete de freio extra para Paris-Roubaix

Manetes extras de freios para a pegada no alto

Guidão
O guidão recebe pelo menos duas camadas de fita aplicada sobre almofadas de gel. Alguns ciclistas, como o britânico Bradley Wiggins, preferem também fita aplicada atrás dos manetes de freios. Há quem use três camadas de fita e mais as almofadas de gel.

Quadro
Praticamente todos os fabricantes com parceria com equipes World Tour oferecem quadros mais robustos e confortáveis que foram especialmente criados para as clássicas.

A Astana, por exemplo, usa bikes quadros 8mm mais longos e que aceitam pneus de até 30mm. As bikes da Astana têm inserções de Zertz (material sintético que absorve vibrações) no quadro que garantem mais conforto. Outra opção interessante é o uso de quadros de ciclocross, adotado por algumas equipes.

Botão trocador Bradley Wiggins

O botão extra do trocador eletrônico de Bradley Wiggins

Trocadores
Alguns ciclistas preferem a instalação de trocadores extras na parte inferior do guidão. Essa facilidade é particularmente interessante para os velocistas, que não precisam tirar a mão do guidão durante um longo sprint.

No ano passado, Wiggins pediu ao mecânico da Sky Alan Williams a instalação de três trocadores eletrônicos Shimano Di2 eletrônico em pontos diferentes do guidão.

Selim
Em vez dos tradicionais selins levíssimos, a preferência é pelos selins mais confortáveis, com mais enchimento.

Pedais
Até pouco tempo atrás, a escolha era de pedais de alumínio. Mas, com a evolução da fibra de carbono, os robustos pedais Dura-Ace dão conta do recado.

Rodas
Rodas tubulares, como as Shimano Dura-Ace C50, encaram os paralelepípedos sem surpresas.

Pneu tubular FMB

O famoso pneu tubular FMB Paris-Roubaix 27

Pneus
São usados pneus com até 27mm de largura, afinal, maior quantidade de ar em seu interior significa mais amortecimento e conforto. As equipes de ponta têm o costume de usar pneus tubulares “Paris-Roubaix” de 27mm da consagrada marca FMB que foram “envelhecidos”.

A explicação é que a borracha se torna mais maleável e tende a furar menos com o passar dos anos. A calibragem dos pneus é mantida em segredo pelos mecânicos. A pressão varia de acordo com o peso do ciclista e leva em consideração também o conforto, a tração, a dirigibilidade e a possibilidade de furos.

Coroas
Como a região das clássicas (Flanders, Países Baixos, Bélgica, Norte da França) é majoritariamente plana, a escolha da coroa menor é praticamente a mesma usada nas provas de crono, ou seja, 44 ou 46 dentes. A coroa maior é a normal de 53 dentes e algumas equipes usam um “chain catcher”, ou seja, um dispositivo que impede que a corrente caia.

Suporte de caramanhola Paris-Roubaix

Detalhe do suporte de caramanhola com aplicação de fita adesiva na parte interna

Suportes de caramanhola
Devem estar bem fixados na bike e segurarem perfeitamente as garrafas. O alumínio é o material preferido por ser mais resistente. Há quem aplique uma fita aderente no interior do suporte para aumentar a fixação da garrafa.

Carro da equipe
A escolha de automóveis com maior distância livre até o solo é uma garantia de que o carro não raspe em lombadas, depressões e outras imperfeições do piso, como é o caso do Jaguar XF Sportbrakes da Sky. Alguns times equipam os carros com protetor de cárter.