Pan na Colômbia: mountain bike a 2.566m de altitude

HomeCompetiçõesMountain bike

Pan na Colômbia: mountain bike a 2.566m de altitude

Município de Cota recebe as provas do Campeonato Pan-Americano neste final de semana

Rubens Valeriano treina em Cota, na Colômbia

Rubens Valeriano treina em Cota, na Colômbia

Do Bikemagazine
Foto de divulgação

Neste final de semana o município de Cota, na Colômbia, recebe os melhores bikers das Américas para a disputa do Pan-Americano de MTB, a 2.566 m de altitude. Os atletas entram na disputa de olho nas medalhas e nos pontos do ranking mundial e olímpico. O campeão da Elite leva 200 pontos e, somando as três primeiras colocação, são 470 pontos em disputa.

A Seleção Brasileira conta com dez atletas: Henrique Avancini, Frederico Nascimento, Sherman Trezza, Rubens Donizete e Ricardo Pscheidt disputam a prova da Elite masculino, enquanto Luiz Henrique Cocuzzi será o representante na Sub-23. No feminino, a seleção terá Raiza Goulão, Isabella Lacerda e Erika Gramiscelli. O piloto Lucas Bertol completa a participação brasileira, na prova de Downhill. Leia mais

“O Pan-Americano é fundamental na busca das vagas olímpicas. O diferencial será a adaptação de cada atleta à altitude”, ressalta o técnico Cadu Polazzo. “Sabendo que estamos nos adaptando à altitude, os primeiros treinos foram leves, mas depois apertamos o ritmo. Tive muita dor de cabeça, mas a adaptação está boa e espero estar 100% até domingo”, contou Rubens Valeriano, em seu 10º Pan-Americano (seus melhores resultados foram prata na Guatemala e bronze no México).

Raiza Goulão, em seu segundo ano na elite, é bicampeã sub-23 (2012 e 2013) e se destacou em 2014 como melhor brasileira, completando o Pan de Barbacena (MG) em nono lugar. “Estar acostumado à altitude faz diferença porque o percurso é muito duro. Quem estiver com as pernas leves e bem psicologicamente, irá se destacar. Vou tentar esquecer as adversárias e focar na minha prova, para obter o melhor resultado”, relata Raiza, que, assim como Rubens Valeriano, integra a recém-criada equipe Aoo Specialized.

A empolgação brasileira se estende também entre as mulheres. Erika Gramiscelli aposta em seu melhor momento da carreira para brilhar na Colômbia. “Nunca estive tão bem preparada fisicamente e mentalmente para uma competição. O meu objetivo principal é estar sempre entre as cinco melhores e buscar a vitória. Essa competição será decisiva tanto para a minha participação nos Jogos de Toronto, como para a classificação do Brasil para Rio 2016. Não tenho medo do que terei que enfrentar, realizei um trabalho de preparação física muito intenso e agora é só aguardar a largada”, afirmou.

PROGRAMAÇÃO
27 de março
8:00 – 10:00 – Reconhecimento
10:30 – 15:00 – XCO Master e Cadetes
15:00 – 17:00 – Prova eliminator XCE

28 de março
8:00 – 10:00 – Classificatórias DHI todas as categorias
11:00 – 13:00 – Final DHI
14:00 – 15:30 – Final júnior XCO feminino
15:45 – 17:15 – Final júnior XCO masculino

29 de março
8:00 – 9:30 – Final sub 23 XCO feminino
10:00 – 11:30 – Final sub 23 XCO masculino
12:30 – 14-30 – Final elite XCO feminino
15:00 – 17:00 – Final elite XCO masculino