Dica Shimano: vantagens dos freios a disco nas bikes de estrada

HomeShimano Responde

Dica Shimano: vantagens dos freios a disco nas bikes de estrada

Especialista da Shimano Latin America comprova controle e eficiência na frenagem dessa tecnologia nas road bikes

Freio a disco

Freio a disco: especialista comenta o uso do equipamento nas road bikes

Foto de divulgação

Caros leitores do Bikemagazine,

Sou o Fabius Luiz Palaro, também conhecido como Luizão. Sou especialista em produtos da Shimano Latin America há sete anos e ciclista de carteirinha há mais de 30 anos, desde meus seis aninhos. Neste longo período pude usufruir de muitos benefícios dos produtos oferecidos pela indústria do ciclismo e sabem principalmente por quê? Por dar atenção e valor para os componentes que sei que são fabricados pensando nas minhas necessidades como ciclista.

Agora me respondam: quem é ciclista profissional aí levanta a mão. Estão vendo? Não temos que perder tempo discutindo o que vai acontecer com o freio a disco para as bicicletas de estrada nos pelotões do Pro Tour se até o momento eles foram feitos para nós ciclistas amadores e entusiastas que estamos sujeitos às adversidades do clima e das estradas e ruas que pedalamos no dia a dia.

Uso os freio a disco em mountain bikes desde 2001 e adotei na bike de estrada há mais de três meses e digo que a frenagem é muito mais consistente e segura. A força de frenagem é aplicada no centro da roda que está muito mais próxima do centro de gravidade do conjunto bicicleta + ciclista e oferece muito mais controle e eficiência.

Com isto, até mesmo é possível derrapar e fazer um drift (deslizada com a roda traseira) tão gostoso quanto fazemos no mountain bike. Podemos dizer que ambos os freios têm potência, mas com o freio a disco você faz bem menos esforço com as mãos para frear, além do que a modulação (variação entre frear forte e fraco) é bem mais fácil e controlável, evitando frear mais do que o necessário e perder o embalo sem necessidade.

E quanto ao peso, será que é mesmo mais pesado do que os freios tradicionais? Eu lhes digo que praticamente não, pois os freios tipo ferradura (side pull) podem ser mais pesados que os calipers e, claro, o conjunto da roda + rotor um pouco mais pesado. Pasmem vocês, estes freios foram desenvolvidos por volta de 1870 e parece piada carregarmos isto em nossas bicicletas 135 anos depois sem valorizar o que há de moderno.

A maior vantagem que senti foi manter o poder de frenagem mesmo com o aro todo sujo do dia a dia e até mesmo na chuva ou ao passar por poças de água, além do que, em nossas estradas e ruas esburacadas, mesmo que o aro dê uma leve empenada ou amassada pequena, o poder de frenagem não é afetado, evitando também o efeito de “peixe fisgando a vara” que sentimos nas mãos quando o aro está comprometido e fica variando a pressão do cabo de aço do freio.

Então, meu amigo ciclista, não hesite em esperar e faça você mesmo acontecer dando um upgrade na sua bike para proporcionar a si mesmo toda a modernidade e a segurança que a evolução dos produtos lhe oferece. Fique antenado em nossas dicas e torne sua pedalada mais prazerosa e eficiente.