Colombiano e argentina vencem 2ª etapa da Copa Internacional de MTB

HomeCompetiçõesMountain bike

Colombiano e argentina vencem 2ª etapa da Copa Internacional de MTB

O colombiano Fabio Castañeda e a argentina Agustina Apaza foram os campeões em São João del-Rei, com Rubens Valeriano e Raiza Goulão em 2º

O colombiano Fabio Castaneda vence em São João del-Rei Foto: Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

O colombiano Fabio Castaneda vence em São João del-Rei Foto: Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

Os estrangeiros quebraram a hegemonia dos brasileiros e venceram o cross country da categoria Super Elite da Copa Internacional de MTB. O colombiano Fabio Castañeda e a argentina Agustina Apaza foram os campeões da 2ª etapa da competição, disputada neste domingo (17 de maio) em São João del-Rei (MG), e faturaram 60 pontos nos rankings olímpico e mundial.

Rubens Valriano, o Rubinho, foi vice Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

Rubens Valeriano, o Rubinho, foi vice Foto: Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

Raiza Goulão ficou em 2º lugar pelo 2º ano seguido Foto: Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

Raiza Goulão ficou em 2º lugar pelo 2º ano seguido Foto: Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

Os brasileiros mais bem colocados na Super Elite foram os ciclistas da equipe AOO Specialized Raiza Goulão e Rubinho Donizete, ambos vice-campeões, resultado que lhes garantiu 40 pontos nos rankings da UCI. No masculino, completaram as cinco primeiras colocações, na sequência: Guilherme Müller (LM/Shimano), Henrique Avancini (Cannondale) e o suíço Lukas Kaufmann (Cannondale). No feminino, Isabella Lacerda (LM/Shimano) foi a terceira, seguida pela costarriquenha Adriana Rojas e pela equatoriana Alexandra Serrano.

Pódio da Super Elite Foto: Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

Pódio da Super Elite Foto: Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

Fabio Castañeda participou pela primeira vez da etapa de São João del-Rei e dominou de ponta a ponta. “É uma prova que exige muita estratégia e não permite que você descanse os músculos em momento algum. No começo, sabia que meus principais adversários seriam o Rubinho e o Avancini. Fui seguido pelo Cocuzzi nas primeiras voltas, mas aos poucos consegui me distanciar dos outros competidores”, relata.

Rubinho confiou na manutenção do ritmo para finalizar a prova como vice-campeão. O mineiro não largou bem e caiu para o décimo lugar, mas manteve a estratégia traçada e conquistou um bom resultado. “Fiz uma prova de cabeça, pensei comigo mesmo: ‘nesse ritmo vou conseguir ir até o final’. Na terceira volta consegui encaixar o ritmo, e vi que os outros estavam perdendo força. Consegui alcançar o Fred (Mariano) e trocar posições com ele por um tempo. Depois comecei a andar mais forte, alcancei o Henrique e depois o Cocuzzi. Infelizmente o colombiano abriu muito”, disse.

A argentina Agustina Apaza Foto: Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

A argentina Agustina Apaza Foto: Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

Incluída entre as favoritas pelas brasileiras, Agustina acelerou o ritmo na terceira volta e assumiu a liderança na penúltima, encerrando a briga que Isabella Lacerda e Raiza Goulão travaram pela primeira colocação nas primeiras voltas. “A corrida foi muito dura, porque o circuito é bem técnico e as adversárias bastante qualificadas”, disse a campeã.

A goiana Raiza comemorou os 40 pontos UCI garantidos pelo segundo lugar, mas lamentou o fato de ter encerrado a etapa de São João como vice pelo segundo ano consecutivo. “Larguei muito forte, impondo o ritmo que trabalhei durante os treinamentos. Senti um pouco na passagem da terceira para a quarta volta. Vinha revezando com a Isabella, que também estava forte. Vi que Agustina estava chegando, tentei aumentar o ritmo, mas não deu”.

Pódio da Super Elite feminino Foto: Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

Pódio da Super Elite feminino Foto: Alvaro Perazzoli/Ag.Laborazoli

Além de ter superado Henrique Avancini, brasileiro mais bem colocado no ranking da UCI, Guilherme Müller foi campeão da sub-23 masculina. Entre as mulheres, a colombiana Xiomara Cuervo, sexta colocada na Super Elite, foi a melhor da sub-23.

Junior Series
Os colombianos dominaram a júnior, que valeu como única etapa brasileira da UCI Junior Series. Egan Bernal, vice-campeão mundial em 2014, dominou a prova de ponta a ponta, terminando quase 30 segundos mais rápido do que o segundo colocado, o também colombiano Wilson Molano, seu companheiro de equipe. Gonzalo Lokman, da Argentina, foi o terceiro, seguido pelo catarinense Érick Bruske (AOO Specialized) e pelo colombiano Santiago Pietralunga.

Com a vitória, Egan Bernal somou 60 pontos, resultado que pode alçá-lo à terceira colocação do ranking mundial (estava em quinto). “A organização da prova me surpreendeu muito, a pista é muito rápida. Consegui meu objetivo aqui, que era conseguir elevar minha pontuação na UCI. Esse resultado me aproxima do meu objetivo neste ano: terminar o circuito entre os oito primeiros para disputar a final do UCI Junior Series”.

RESULTADOS
Super elite – masculino (6 voltas)
1.- Fábio Castañeda Monsalve (Colômbia) – 1h26min45
2.- Rubens Donizete (AOO Specialized) – a 58seg
3.- Guilherme Muller (LM/Shimano) – a 1min07
4.- Henrique Avancini (Cannondale) – a 1min14
5.- Lukas Kaufmann (Cannondale) – a 1min18
6.- Daniel Grossi (Groove/Shimano) – a 1min23
7.- Marcelo Cândido (LM/Shimano) – a 2min55
8.- Luiz Cocuzzi (Lar/Scott/Shimano) – a 2min57
9.- Ricardo Pscheidt (Trek) – a 3min18
10.- Andrey Fonseca (Costa Rica) – a 4min11

Super elite – feminino (5 voltas)
1.- Agustina Apaza (Argentina) – 1h26min55
2.- Raiza Goulão (AOO Specialized) – a 34seg
3.- Isabela Lacerda (LM/Shimano) – a 1min45
4.- Adriana Rojas (Costa Rica) – a 2min12
5.- Alexandra Serrano (Equador) – a 4min23
6.- Xiomara Cuervo (Colômbia/Specialized) – a 5min48
7.- Erika Gramiscelli (Funvic/Soul) – a 7min04
8.- Fernanda Castro (Chile) – a 8min53
9.- Evelyn Jaramillo (Chile) – a 9min11
10.- Michela Arizaga (Equador) – a 9min25

Sub 23 – masculino (6 voltas)
1.- Guilherme Muller (LM/Shimano) – 1h27min53
2.- Luiz Cocuzzi (Lar/Scott/Shimano) – a 1min50
3.- Andrey Fonseca (Costa Rica) – a 3min04
4.- Brandon Rivera (Colômbia/Specialized) – a 3min11
5.- Luis Camacho (Costa Rica) – a 4min22

Sub 23 – feminino (5 voltas)
1.- Xiomara Cuervo (Colômbia) – 1h32min22
2.- Fernanda Castro (Chile) – a 3min07
3.- Michela Arizada (Equador) – a 3min39
4.- Maria Paula Rodarte – a 13min34
5.- Tatielle Valadares de Souza – a 1 volta

Junior masculino (4 voltas)
1.- Egan Bernal Gómez (Colômbia/Specialized) – 1h01min17
2.- Wilson Pena Molano (Colômbia/Specialized) – a 26 seg
3.- Gonzalo Lokman (Argentina) – a 1min10
4.- Erick Bruske (AOO Specialized) – a 1min23
5.- Santiago Pietralunga (Colômbia) – a 2min06

Vencedores da Copa LM Bike de Amadores
Sub 30 – Nathanael Fonseca
Sub 35 – Marcos Faria
Sub 40 – Marcelo Sebastião
Sub 45 – Silvio Amorim
Sub 50 – Cláudio de Souza
Sub 55 – Edu Ramires

A terceira e última etapa da temporada será em Congonhas (MG), de 6 a 8 de novembro. Para saber mais visite o site do evento.