Andre Bretas será o 1º brasileiro no Enduro World Series

HomeMais competiçõesEnduro

Andre Bretas será o 1º brasileiro no Enduro World Series

Brasileiro garantiu o vice campeonato e a vaga na final do Montenbaik Latam Enduro Series, no Chile

Bretas em Valdívia, no Chile

Bretas em Valdívia, no Chile

Foto de divulgação

O piloto mineiro Andre Bretas concluiu neste fim de semana a temporada com mais um feito inédito em sua carreira, após a conquista dos título de campeão brasileiro de Enduro e do Brasil Enduro Series. Ao terminar em terceiro lugar e subir no pódio da etapa chilena de Valdivia do Montenbaik Latam Enduro Series, Bretas garantiu o vice-campeonato da temporada e credenciou-se como primeiro brasileiro na elite do Enduro MTB a poder disputar o Enduro World Series (EWS), principal competição do mundo na modalidade, em 2016.

Bretas viveu altos e baixos durante os dois dias da competição no Chile. Enquanto no sábado (28) registrou os melhores tempos em dois dos cinco estágios cronometrados, no domingo (29) o piloto foi o melhor em uma das duas especiais realizadas. Na soma dos sete estágios, teve o tempo acumulado de 29min15 contra 29min02 do campeão em Valdivia, o chileno Mauricio Acuña.

“Comecei mal no primeiro dia, com alguns erros graves nas duas primeiras especiais, mas consegui recuperar o tempo perdido nas três seguintes, com o melhor tempo na terceira e na quinta descidas. Da nona colocação subi para terceiro ao fim do dia 1, o que me deixou muito satisfeito”, relatou o valadarense, que pedalou mais uma vez com sua S-Works Enduro.

“No dia 2 da competição infelizmente não foi diferente. Errei muito na primeira especial e completei com o décimo tempo. No último estágio cronometrado, técnico e muito rápido, sabia da necessidade de me superar para garantir o pódio. Soltei o freio e fiz uma descida muito forte, surpreendendo a todos. Fiquei sete segundos a frente do segundo colocado naquele trecho, algo bem significativo”, completou Bretas.

Apesar de ter aceitado o desafio de disputar a prova no Chile em um período de descanso, já focado na próxima temporada, Bretas se mostrou satisfeito e surpreso com seu resultado. “Confesso que a terceira colocação foi uma surpresa grande e muito boa. Vim com o intuito de participar, ganhar experiência internacional e tentar um top 10”, comentou. “Se tem algum país na América do Sul com pilotos de alto nível e que podem me trazer dificuldades no Enduro MTB é o Chile. Por isso quis vir para cá, mesmo sem estar no melhor condicionamento físico”.

Vaga garantida no Enduro World Series
Após completar sua participação na etapa decisiva do Monteinbaik Latam Enduro Series, competição com início em Bariloche (ARG) e prova intermediária em Urubici (SC), Bretas recebeu da organização uma excelente notícia. “O vice do latino-americano me deu acesso ao Enduro World Series, prova restrita em que nem todos atletas podem participar. Recebi a notícia do organizador Matias Del Solar, de que o diretor de prova do EWS, o Chris Ball, me deu passe livre para participar de todas as etapas de 2016”, revelou. “Algo inédito entre os profissionais brasileiros do esporte”, concluiu.

“É muito bom contar com isso e ter essa oportunidade de acesso ao EWS, o que muitos pilotos tentam e não conseguem. O vice-campeonato no Latam surpreende porque só corri duas das três provas, Urubici e Valdivia, e a diferença de pontos foi bem pequena em relação ao vencedor, o Andreas Kukulis do Chile, que disputou as três etapas. Esse é, até agora, o maior feito no Enduro em minha carreira”, festejou Andre.

Agora, o atleta Specialized já começa o planejamento para dois de seus maiores desafios no ano que vem, as etapas chilena e argentina do Enduro World Series, marcadas para os meses de março e abril, respectivamente. Irlanda, Estados Unidos, Canadá, França e Itália (duas provas) recebem as demais fases do EWS na próxima temporada. “Quem sabe também não participo das demais etapas. Seria um sonho representar o Brasil também nesses países”, avaliou Andre Bretas.