Ricardo Pscheidt e Raiza Goulão vencem prova na Argentina

HomeCompetiçõesMountain bike

Ricardo Pscheidt e Raiza Goulão vencem prova na Argentina

Prova em San Miguel de Tucumán garante mais 60 pontos no ranking para os brasileiros

Pódio com o brasileiro Ricardo Pscheidt em primeiro

Pódio com o brasileiro Ricardo Pscheidt em primeiro

Fotos de divulgação

Os brasileiros Raiza Goulão (Specialized Racing BR) e Ricardo Pscheidt (Trek-Shimano) venceram em San Miguel de Tucumán, no norte de Argentina, neste domingo (28 de fevereiro). Os bikers do Shimano Sports Team subiram no lugar mais alto do pódio no Abierto del Noa, prova Classe 1 na UCI que garantiu 60 pontos aos campeões nos rankings mundial e olímpico, o que os ajuda na disputa por uma vaga para Rio 2016.

Para Raiza Goulão a vitória teve um sabor ainda mais especial. A ciclista de Pirenópolis (GO) conquistou o título na Argentina no mesmo dia em que completou 25 anos, recebendo os parabéns em dobro em suas redes sociais. “Fiquei muito feliz com meu desempenho, tanto pelo resultado na prova deste fim de semana, quanto nos treinos de pré-temporada. Tudo isso é consequência da dedicação. Esses pontos podem ter sido fundamentais nessa corrida pela vaga olímpica para Rio 2016”, comemorou a aniversariante.

Raiza Goulão foi a campeã no feminino

Raiza Goulão foi a campeã no feminino

“Meu equipamento fez total diferença e me ajudou muito na prova. Tivemos atletas fortes da Argentina e do Chile, então desde o início foquei em fazer a melhor largada possível para não ficar em desvantagem. Consegui iniciar bem, saí na frente das adversárias e na metade da primeira volta abri um boa vantagem, administrada no decorrer das quatro voltas”, contou Raiza, que pedala com o grupo XTR Di2 de mudança de marchas eletrônica da Shimano. “Agora é voltar para o Brasil e ir para a CIMTB em Araxá. Terei um período de várias viagens em março, por isso vou procurar me recuperar ao máximo, para estar 100% para os próximos desafios”, completou.

Se no feminino Raiza Goulão dominou a prova do início ao fim, entre os homens a vida de Ricardo Pscheidt foi mais difícil. Após um galho engatar em seu câmbio no começo da disputa, o catarinense de São Bento do Sul necessitou fazer uma prova de recuperação para conquistar a vitória. “Me senti muito bem na largada e assumi a liderança logo na volta de apresentação. Na metade da primeira volta tive um problema simples, mas que me fez perder algumas posições. Daí em diante fiz uma corrida de recuperação e voltei à liderança na terceira de cinco voltas”, contou Pscheidt.

“No final, administrei uma vantagem de 20 segundos em relação ao argentino Dario Gasco e garanti a vitória, com a conquista de importantíssimos pontos nos rankings UCI. Estou muito feliz com o resultado. Mostra que estou no caminho certo na temporada”, vibrou o ciclista. “A pista era 80% formada por single tracks (trilhas estreitas), com várias partes técnicas e subidas duras, o que exigiu muito do equipamento por ter muita trepidação e pedras. Meu XTR mecânico, da Shimano, me ajudou muito a obter o melhor desempenho”, concluiu.

Mais resultados
O Shimano Sports Team esteve representado ainda por outros dois atletas na competição argentina: José Gabriel Marques (Audax/Shimano) e Érick Bruske (Specialized Racing BR). Zé Gabriel concluiu a sub-23 na terceira colocação e em décimo na elite. “Me sinto cada vez mais rápido nas provas, o que me deixa muito feliz. Estou satisfeito pelo resultado obtido. Agora é voltar para o Brasil para o próximo desafio, a CIMTB, em Araxá”, disse Zé Gabriel.

Já Érick foi o quinto colocado sub-23 e o 13º no geral. “Na segunda volta, enquanto liderava um grande grupo de atletas, acabei errando e tomei um tombo feio. Fiquei deitado no meio da pista sem ar por alguns segundos, até que o ciclista argentino Luciano Caraccioli parou para ajudar e me tirar do meio da pista. Sou muito grato a ele pela força dada naquele momento. Gostaria de agradecer também a todos que estiveram na torcida por mim. Pensar em vocês faz a diferença nessas horas difíceis”, relatou Bruske.