MTB: brasileiros buscam pontos olímpicos em provas no Chile e Portugal

HomeCompetições

MTB: brasileiros buscam pontos olímpicos em provas no Chile e Portugal

Atletas Shimano, Ricardo Pscheidt e Raiza Goulão estão na disputa da Copa Lippi em Santiago

Ricardo Pscheidt na disputa na Copa Internacional de MTB em Araxá Foto: Thiago Lemos

Ricardo Pscheidt na disputa na Copa Internacional de MTB em Araxá Foto: Thiago Lemos

Fotos de divulgação

O Shimano Sports Team estará representado por seus atletas de mountain bike em duas provas do calendário UCI (União Ciclística Internacional) neste fim de semana. No Chile, o trio formado por Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano) e Raiza Goulão e Érick Bruske (ambos da Specialized Racing BR), disputará a Copa Lippi de XCO, em Santiago. A competição classe 1 ofertará 60 pontos aos campeões nos rankings internacionais.

Já Isabella Lacerda (LM/Sense Bike de MTB) terá pela frente a etapa de Viana do Castelo da Taça Portugal de XCO, valendo 30 pontos aos vencedores (classe 2 na UCI).

Raiza Goulão em ação na CIMTB Foto: Fabio Piva

Raiza Goulão em ação na CIMTB Foto: Fabio Piva

A Copa Lippi de XCO será realizada no Parque Metropolitano de Santiago e contará com um circuito de 5,6 km com desnível acumulado de 238 metros. Na temporada passada, Raiza Goulão concluiu a prova no terceiro lugar, vencida pela mexicana Daniela Campuzano. “É uma pista bem técnica, o que me deixa feliz, porque favorecerá quem tem habilidades no mountain bike e não só aquele que sobe ou desce bem. Estou muito motivada, com ótimos resultados em 2016. Quero me recuperar da CIMTB, para fazer uma boa competição no domingo (13). A ideia é ir bem aqui no Chile para me manter na liderança entre as brasileiras nos rankings olímpico e mundial”, destaca a goiana Raiza Goulão.

O catarinense Ricardo Pscheidt desembarca no Chile em um bom momento na temporada. “Chego aqui em Santiago confiante após uma vitória na Argentina e um bom resultado na CIMTB, em Araxá, com o sexto lugar no geral, quando almejava ficar no top 10 da prova, pelo alto nível dos concorrentes. Marquei muitos pontos nas duas competições, um total de 160, e assim o sonho da vaga olímpica está mais vivo do que nunca. Enquanto tiver 1% vou acreditar que é possível”, assegura Pscheidt. “”Devido ao clima seco da capital chilena, o circuito está bem traiçoeiro, com muitas pedras e terreno solto. Escolher bem os pneus e a acertar na calibragem será decisivo para ter uma pilotagem mais suave e ao mesmo tempo poupar energia”, completou.

Mais novo entre os atletas Shimano em ação neste fim de semana, Érick Bruske guarda boas lembranças da Copa Lippi. “Minha expectativa está alta, já que ano passado obtive um excelente resultado com o vice-campeonato na UCI Junior Series. Esse ano vou competir na sub-23 e gosto muito do local da prova. Espero ir bem, por já conhecer o circuito e por estar próximo do Campeonato Pan-Americano, da Argentina, principal foco do ano nesse momento”, avalia Bruske, ciclista de Indaial (SC).

Número dois do Brasil nos rankings internacionais, a mineira Isabella Lacerda optou por viajar a Europa, onde terá a Taça Portugal como desafio do fim de semana. “Minha expectativa é a melhor possível. Quero fazer uma boa prova, e para isso preciso me recuperar fisicamente da abertura da Copa Internacional de MTB, em Araxá. Quero chegar forte e conseguir a melhor classificação possível, conquistando uma boa pontuação nos rankings internacionais”, conta Isabella.