Pan-Americano de MTB: provas começam em Catamarca, na Argentina

HomeCompetiçõesMountain bike

Pan-Americano de MTB: provas começam em Catamarca, na Argentina

Seleção brasileira conta o atual campeão Pan-Americano Henrique Avancini, Rubens Donizete, Ricardo Pschiedt e Raiza Goulão

A comemoração na chegada do Pan-Americano 2015

A comemoração de Avancini na chegada do Pan-Americano de 2015

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O Campeonato Pan-Americano de MTB XCO começa nesta quarta-feira em Catamarca, na Argentina, que apresenta algumas das rotas mais desafiadoras para se pedalar no continente, por conta do relevo acidentado de terra batida e cascalho. As provas vão até domingo.

A seleção brasileira conta com o atual campeão Pan-Americano Henrique Avancini, Rubens Donizete, Ricardo Pschiedt e Raiza Goulão. Isabella Lacerda que estava relacionada para o torneio, foi diagnosticada com dengue na última sexta-feira (25) e com isso irá desfalcar a equipe.

“Esperamos que eles trabalhem bem em equipe para fazer a maior pontuação possível para o ranking da UCI. Eles estão muito focados e determinados. Infelizmente tivemos uma baixa com a Isabella, mas a Raiza está muito bem e estamos otimistas por um bom resultado. O Henrique demonstrou que está muito bem também fisicamente. Rubinho e Pschiedt fizeram uma prova no mesmo percurso no ano passado, então já sabem que irão encarar muita subida, pedras soltas, tempo seco e poeira. Todos precisam de muita atenção à esses detalhes para não perderem tempo com um pneu furado ou uma queda”, conta o técnico Carlos Polazzo

O principal objetivo dos atletas na competição é somar pontos no ranking mundial que leva aos Jogos Olímpicos do Rio 2016. De acordo com os critérios de classificação da UCI (União Ciclística Internacional) para o evento no Rio de Janeiro, os cinco países que lideram o ranking olímpico contam com três vagas, do 6º ao 13º colocado são disponibilizadas duas vagas e do 14º ao 23º haverá apenas um representante.

Com o Brasil em 12º lugar no ranking olímpico feminino e 14º no masculino, a disputa por uma das vagas está cada vez mais intensa entre os brasileiros, tendo em vista que os três melhores do país pontuam para a nação. Assim, manter uma boa colocação no Pan-Americano garante não apenas pontos significativos no ranking, como aproxima os atletas do sonho de defender o Brasil no maior evento poliesportivo do mundo e com a torcida a favor.

Trabalho e suor

Para Henrique Avancini, que completa 27 anos nesta quarta-feira (30), realizar uma temporada periodizada com foco em provas especificas é fundamental para conquistar resultados expressivos no calendário mundial e buscar uma vaga na equipe que estará representando o Brasil na Rio 2016.

“Esse é um ano em que eu estou guardando um pouco mais de energia para o segundo semestre. Nessa temporada estamos buscando trabalhar de forma mais ascendente e isso vem funcionando bem até o momento. Participei até agora de duas provas, a CIMTB Levorin em Araxá, onde fui campeão, e a Cape Epic, na Africa do Sul, uma prova de 8 dias, principal competição por etapas do mundo, no qual fui 4º colocado geral e ainda fui campeão da última etapa. Estou rendendo acima das expectativas, usei as provas como preparação para ganhar ritmo de corrida e espero continuar nesse embalo para confirmar minha participação na Olimpíada”, contou Henrique Avancini, que é o brasileiro mais bem posicionado no ranking mundial (18º colocado).

Raiza Goulão, 25 anos, que atualmente fez história para o MTB brasileiro ao aparecer na 17ª colocação do ranking mundial, aposta no clima atípico e nos trechos técnicos para poder alcançar um bom resultado para a equipe brasileira. “Estou com boas expectativas para o Pan. Ainda não pedalei na pista, mas disseram que é muito dura e com vários trechos técnicos. Particularmente gosto desse tipo de pista e já competi em Catamarca, então conheço bem o clima, bastante semelhante ao da minha cidade em Pirenópolis (GO). O objetivo principal será conseguir superar o resultado do ano passado (10º lugar) e brigar por uma medalha para o Brasil”, declarou Raiza.

O Brasil também será representado no Pan-Americano por Luiz Cocuzzi, atual campeão da prova de XCE, Sherman Treza, Frederico Mariano, Guilherme Gotardelo, Leonnardo Botelho, Peterson Neves e Carlos Olimpio na elite masculina, Viviane Favery, Sofia Subtil e Luana Machado na elite feminina. Relação de atletas inscritos nas demais categorias pode ser acessado no link https://goo.gl/AkwuZK