Novo Dura-Ace tem medidor de potência integrado e freios a disco

HomeCompetiçõesLançamentos

Novo Dura-Ace tem medidor de potência integrado e freios a disco

Outra novidade importante é que o grupo traz a opção de medidor de potência integrado FCR9100-P que mede separadamente o lado direito e o esquerdo

Grupo foi totalmente redesenhado

Grupo foi totalmente redesenhado

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

A Shimano lançou nesta quarta-feira (29 de junho) o novo grupo Dura-Ace R9100, o mais avançado da história da empresa. Entre as novidades, agora o ciclista pode controlar tanto o câmbio dianteiro e traseiro com um único comando por meio da tecnologia Syncronized Shift.

Outra novidade importante é que o grupo traz a opção de medidor de potência integrado FCR9100-P que mede separadamente o lado direito e o esquerdo e transfere os dados para aparelhos de diversas marcas. O sensor do potencímetro fica alojado na aranha do pedivela e é o mais compacto do mercado, além de permitir a fácil troca das coroas sem descalibrar o sistema.

Novo grupo traz freios a disco e rodas com aros de carbono

Novo Shimano Dura-Ace traz freios a disco e rodas com aros de carbono

Como nos demais grupos Di2, o R9100 conta com o aplicativo Shimano E-Tube que permite ao ciclista faça o download de diferentes perfis e configure o funcionamento conforme sua preferência de pilotagem a partir de smartphones e tablets. O E-Tube também permite a atualização do firmware e a verificação do sistema.  A unidade possui uma potente bateria recarregável e pode ser recarregada com um pequeno adaptador magnético sem a necessidade de retirar a tampa e a carcaça.

O pedivela 2×11 usa a tecnologia Hollowtech e é totalmente novo. Esteticamente os braços estão mais largos e leves e o perdeu 7 gramas de peso. As coroas são ofecidas nas combinações 50×34, 52×36, 53×39, 54×42 e 55×42, com sete diferentes comprimentos de braço do pedivela que vão de 165mm a 180mm. Os pesos variam de 609 gramas (50×34) a 621 gramas (53×39).

As novas rodas têm largura 28mm e os aros C60 e C40 trazem uma roda mais rígida para reforçar a transmissão de força lateral e dianteira, com aros ultra leves de carbono de 60mm e 40mm de altura e projetados para reduzir a resistência do ar. Segundo a empresa, as novas rodas R9100 permitem um ganho de 16W em relação às rodas do antigo grupo Dura-Ace 9000, no aro C50.

Já as rodas modelo C24 completam o Dura-Ace com aros de alturas de 60mm, 40mm e 24mm. As rodas estão disponíveis nas versões clincher, tubulares ou tubeless (sem câmara) com cubos de blocagem rápida e opção de eixo E-Thru (12mm).

Os trocadores de marcha do Dura-Ace R9100 podem ser usados com câmbios mecânicos ou eletrônicos, e também funcionam com freios mecânicos ou a disco hidráulicos e podem ser montados em guidões ou clips de triathlon e de contrarrelógio.

O novo grupo ganhou freios hidráulicos e as capas dos manetes (ST-R9120/70) incorporam o reservatório e oferecem posição ergonômica para as mãos, similar ao da alavanca de freio mecânico (ST-R9100/50) e a posição do manete é customizável para maior precisão. Ciclistas que optarem pela versão eletrônica Di2 também podem customizar a função multi-shift (multi-trocas) através de botão de on/off ou pelo software E-Tube.

Os câmbios dianteiro (FD-R9150, 104g) e traseiro (RD-R9150, 210g) são compactos e projetados para proteger as operações de troca de marcha em caso de acidente. Já o câmbio traseiro traseiro traz a tecnologia Shimano Shadow RD, que posiciona o câmbio abaixo da área de funcionamento do cassete. Ambos câmbios Di2 são conectados através da pequena unidade wireless EW-WU111 que pemitem uma conexão privada ANT entre o Dura-Ace R9100 e dispositivos de outros fabricantes.

Mais informações: http://goo.gl/1SxOc7