Ciclismo é o 3º esporte com mais testes de doping, atrás do futebol e do atletismo

HomeCompetiçõesCiclismo

Ciclismo é o 3º esporte com mais testes de doping, atrás do futebol e do atletismo

Relatório de agência mundial apresenta dados de mais de 303 mil amostras de atletas de todos os esportes

Agência Mundial Anti-doping, a WADA, divulga relatório

Agência Mundial Anti-doping, a WADA, divulga relatório

Do Bikemagazine
Foto de divulgação

Muitos acreditavam que o ciclismo era o esporte com o maior número de testes de doping no mundo, mas a WADA (Agência Mundial Antidoping) esclareceu, em relatório divulgado em novembro, que o ciclismo ocupa a terceira colocação, atrás do futebol e do atletismo.

O relatório de 274 páginas apresenta os dados de 303.369 amostras de atletas de todos os esportes, analisadas por todos os laboratórios credenciados pela WADA ao redor do mundo – um aumento de 5,3% em relação ao ano anterior.

Com 22.652 testes realizados em 2015, o ciclismo perde em número total de exames para o futebol, com 32.362 e para o atletismo, com 30.308.

Segundo a WADA, nas competições do ciclismo foram realizados 13.616 testes de urina e 694 exames de sangue. O ciclismo de estrada concentrou a maioria dos testes, com 11.559 amostras coletadas. No ciclismo de pista foram realizados 2.521 e no mountain bike 2.187 testes. O ciclocross comparece com 773 amostras. Mais 5.086 testes foram realizados no ciclismo, mas o relatório não especifica as categorias.

LEIA MAIS
Artigo: Precisamos falar sobre o doping