Volta de Guarulhos: Roberto Pinheiro sonha com o bicampeonato

HomeCompetiçõesFunvic Pro Continental

Volta de Guarulhos: Roberto Pinheiro sonha com o bicampeonato

Conheça a trajetória do ciclista de 34 anos que começou a carreira entregando pamonha no mercado

Volta Internacional de Guarulhos será de 19 a 23 de julho

Volta Internacional de Guarulhos será de 19 a 23 de julho

Do Bikemagazine
Foto de divulgação

O ciclista Roberto Pinheiro (Funvic), campeão da primeira edição da Volta Internacional de Guarulhos, está pronto para defender o título. E a vida de um campeão não é fácil. Betinho, como é conhecido no pelotão, começou a trabalhar aos 15 anos descascando e entregando pamonha no mercado para juntar dinheiro e comprar sua primeira bicicleta. Depois de juntar R$ 260, adquiriu uma bicicleta de corrida e começou a pedalar pela cidade de Parnamirim (RN).

Aos 34 anos, Betinho é hoje conhecido em todo o Brasil e tem como principal título da carreira a Copa da República (2008). Em seus planos está conquistar o bicampeonato da Volta Ciclística Internacional de Guarulhos.

O incentivo ao ciclismo veio do irmão. “Ele pedalava e um dia me levou a uma competição. Disse a ele que conseguia vencer todos aqueles garotos que estavam correndo e então ele me desafiou”, conta. Foi aí que ele ganhou uma mountain bike, inapropriada para corridas de ciclismo de estrada. “Logo na minha primeira corrida com essa bike, fiquei em segundo”, relembra.

A partir dessa conquista, Betinho começou a fazer bicos com os vizinhos do bairro para comprar a bicicleta apropriada. “Fiz bastante coisa para juntar dinheiro. Eu ajudava a vizinha a descascar o milho para fazer pamonha na época de festa junina e depois fazia a entrega no mercado”, relata.

Todo o dinheiro que juntava entregava para a mãe. Quando apareceu a oportunidade de comprar uma speed ele não perdeu tempo. “Meu amigo Soro (Moisés) me ofereceu uma bike pelo valor de R$ 260. Eu não tinha tudo, mas minha mãe completou o que faltava então consegui minha primeira bicicleta speed.”

Em 1998, Betinho correu a Copa Nordeste e ficou com o título. Depois de se destacar no Rio Grande do Norte, um ano depois ele foi convidado para ir ao interior de São Paulo, na cidade de Assis, correr pela equipe do município.  Ficou em Assis até 2007, quando fechou contrato com a sua atual equipe, que era instalada em Pindamonhagaba, SP.

Em 2008 sua carreira profissional começou a deslanchar e Betinho ganhou títulos como o Torneio de Verão, GP de Ciclismo de Montes Claros, Copa da República e um ótimo quarto lugar na Copa América de Ciclismo, em 2009.

Em 2009, Betinho caiu na última etapa da Volta do Uruguai. O ciclista quebrou a clavícula e teve um pequeno traumatismo craniano. “Poucos dias depois da queda já fui querer correr e acabei piorando, pois tive um problema grave no joelho”. Por conta disso, teve que parar de novo até se recuperar completamente. Ele se tratou no hospital de Pindamonhangaba, onde conheceu a chefe de medicina do local, a Conceição, e o fisioterapeuta, Still, que segundo ele, foram essenciais para o seu tratamento.

“Quando eu entrei no hospital, a médica que me ajudou viu que eu era ciclista e disse que tinha o sonho de conhecer o campeão da Copa da República. Quando falei que era eu, ela me abraçou como um filho”, relembrou. “Foi ela que conseguiu tudo para mim, como ressonância e tratamento”, completou.

Quatro meses depois voltou a pedalar e seguiu vitorioso em conquistas de etapas de grandes voltas ciclísticas, e título como a Prova 9 de Julho (2011 e 2013), classificação por pontos na Volta do Estado (2011), Prova Ciclística de Salvador (2013) e Volta de Guarulhos (2016).

Apesar de considerar esta edição da Volta de Guarulhos mais difícil do que a do ano passado, Betinho vive a expectativa de subir ao lugar mais alto do pódio na classificação geral mais uma vez. Para o ciclista que é especialista em velocidade, esse ano será mais difícil por conta da segunda etapa, que larga do Bosque Maia e chega no alto da montanha, em Mairiporã.

“Não vou deixar de lutar pelo título, mas esse ano a etapa de montanha vai dificultar bastante. Mas será importante nesse dia eu não perder muito tempo dos demais, para conseguir vencer outras etapas e brigar pela classificação geral”, afirmou.

Betinho ainda elogiou o diretor-geral da prova, José Claudio dos Santos, o Facex. “Desejo parabéns ao Facex por organizar uma prova desse nível. Será muito importante para o calendário brasileiro”, concluiu.

SERVIÇO:
2ª Volta Ciclística Internacional da Cidade de Guarulhos
19 a 23 de julho
Avenida Paulo Faccini
www.voltaciclisticadeguarulhos.com