L’Eroica em Punta Del Leste será nos dias 2 e 3 de dezembro

HomeVintage

L’Eroica em Punta Del Leste será nos dias 2 e 3 de dezembro

Balneário no Uruguai recebe o evento pela segunda vez; saiba como participar

Evento será em dezembro no Uruguai

Foto de divulgação

Idealizado pelo italiano Giancarlo Brocci, o L’Eroica estreou em 1997 na região de Chianti, na Toscana, Itália. Brocci é adepto do ciclismo antigo — como uso de bicicletas vintage, por exemplo — e do “passeio de cascalho”. Sua ideia, com a criação do evento, além de resgatar importantes valores do ciclismo, era passar para outras pessoas elementos da cultura italiana como a música, literatura e história do país da bota.

“O uso das estradas de terra e de bicicletas vintage são para os participantes entenderem as dificuldades do ciclismo do passado. Passeios em estradas não pavimentadas requerem mais habilidades individuais dos ciclistas e aumentam o desafio”, disse Brochi.

Pelo segundo ano consecutivo, em dezembro, Punta Del Este receberá o L’Eroica. Colocada à beira do rio mais largo do mundo, e a poucos metros do oceano Atlântico, Eroica Punta del Este inicia e termina na praça emblemática do Faro. O trajeto explora muito bem a beleza de Punta.

Os participantes que ainda não se inscreveram terão até o dia 30 de novembro para entrar no evento e o valor é de US$ 145,00 — o pagamento poderá ser efeito no próprio site da organização do L’Eroica. Além do uso de capacete ser obrigatório, para participar na Eroica Punta Del Este serão apenas permitidas bicicletas de estrada antigas. Não serão aceitas bicicletas fabricadas depois de 1987; os câmbios têm que ser originais do tipo Câmbio Corsa, Câmbio Paris Roubaix, Câmbio Vittoria Margherita, etc.

Na prova, que terá início no dia 3 de dezembro, há quatro percursos com distância de: 40 km, 90 km, 140 km e 210 km.

Passeio Eroica 40 km — Menor distância do evento, o Passeio Eroica é para ciclistas de todos os níveis. Inclusive, há menos exigências de especificações das bicicletas, mas elas precisam ser vintage.

As bicicletas antigas, aliadas ao circuito de terra, proporcionarão para as pessoas uma sensação que elas estão no passado, lidando com algumas dificuldades dos ciclistas de antigamente. O circuito percorre La Barra, passando por casas e alguns campos de golfe. Ainda há uma pausa em Manantiales e, logo em seguida, a volta para encerrar o percurso e aproveitar o Festival.

Percurso Curto 90 km — O Percurso Curto é ideal para ciclistas com uma preparação física básica, pois o terreno não tem muitas subidas. Assim como o trajeto de 40 km, o percurso passa por La Barra, também por algumas residências e campos de golfe com direito a parar em um botequim. Depois que percorrer uma boa distância no circuito de terra, os participantes retornam pelo vilarejo de San Carlos para encerrar a prova.

Percurso Médio 140 km — O Percurso Médio tem o mesmo trajeto do Percurso Curto até a chegada em San Carlos. Daí em diante o percurso fica mais duro para os ciclistas na medida em que passa próximo da Serra de los Caracoles. Ao longo percurso, eles terão o prazer de parar em um agradável local, a adega boutique. Em seguida, o roteiro os leva em direção ao mar, ao Mirante de Punta Ballena, e a partir daí voltam para o Festival na Península.

Percurso Garzón, 195 km — O percurso mais longo, que exigirá dos participantes bom preparo físico, os levará  até Pueblo Garzón. No decorrer do longo trajeto, antes de voltar para o Festival, os ciclistas poderão degustar de várias comidas típicas da região.

A ideia de Brocci deu muito certo, pois, além de ser referência, o L’Eroica tenta agregar o melhor do ciclismo sem alto nível de competição, no qual os participantes se preocupam em apenas divertir, confraternizar e aproveitar o evento ao máximo.