Autópsia confirma que Goolaerts teve parada cardíaca e depois caiu

HomeCompetiçõesCiclismo

Autópsia confirma que Goolaerts teve parada cardíaca e depois caiu

Ciclista belga de 23 anos morreu na Paris-Roubaix e autópsia confirmou a hipótese mais provável; novos exames serão divulgados

Colega de equipe de Goolaerts com faixa de luto

Do Bikemagazine
Foto de divulgação

O ciclista belga Michael Goolaerts, que morreu domingo (8 de abril) após a Paris-Roubaix, na França, sofreu um ataque cardíaco que causou a queda, revelou a autópsia. “A autópsia confirmou a hipótese mais provável, uma morte relacionada com um ataque cardíaco, e não relacionada com a queda”, disse o procurador de Justiça encarregado do caso, Rémy Schwartz.

A autópsia revelou que a queda aconteceu depois de o coração ter parado, mas outros exames ainda são aguardados, como o da tipologia toxicológica e anatômica, para determinar “a origem” do ataque cardíaco.

Goolaerts, de 23 anos, caiu numa das seções de pavé do percurso de 257 quilômetros da clássica conhecida como “Inferno do Norte”. Ele foi encontrado inconsciente e em parada cardiorrespiratória, segundo os bombeiros que prestaram o primeiro auxílio, e morreu horas depois em hospital em Lille, para onde foi levado de helicóptero.

Durante a semana várias corridas prestaram homenagem ao ciclista, que estava em sua segunda temporada com a equipe Verandas Willems-Crelan, que é uma equipe Profissional Continental. Goolaerts tinha disputado a programação completa de clássicas até agora e foi Top 10 da Dwars West-Vlaanderen, em março, e Top 20 na Driedaagse De Panne e na Kuurne-Brussel-Kuurne.