Shimano Fest: Luiz Cocuzzi e Giuliana Morgen vencem o Short Track

HomeCompetiçõesMountain bike

Shimano Fest: Luiz Cocuzzi e Giuliana Morgen vencem o Short Track

Além da competição de mountain bike, evento mostrou lançamentos e promoveu test rides

Cocuzzi venceu pela segunda vez o short track

Do Bikemagazine
Fotos de Fernando Siqueira / FS Fotografia

No mesmo dia em que Henrique Avancini conquistou o inédito título mundial de Marathon, o Shimano Fest, em São Paulo, realizou a competição de short track em uma pista de 1.100 metros montada no Memorial da América Latina.

Na elite masculina, a vitória foi do paulistano Luiz Cocuzzi, pelo segundo ano consecutivo. Já a disputa feminina teve o triunfo inédito da jovem Giuliana Morgen, de 15 anos. Giuliana, conhecida como Giu Giu é filha de Albert Morgen, ex-ciclista profissional que brilhou no mountain bike nos anos 90 e considerada uma das grandes promessas do mountain bike brasileiro.

O mineiro Rubens Donizette, considerado um dos favoritos ao título, teve problemas com a bike ao passar por um obstáculo. “Minha corrente caiu. Recoloquei, mas perdi muitas posições. Mas tranquilo, correr é assim mesmo”, contou o ciclista olímpico que disputou os Jogos Pequim, Londres e Rio de Janeiro.

Cocuzzi foi o protagonista em uma disputa equilibrada na elite masculina. Apesar de não liderar nas primeiras voltas, o ciclista soube a hora certa de atacar seus adversários para garantir o título. Seus principais perseguidores foram Mario Couto e Guilherme Muller, vice-campeão e terceiro colocado, respectivamente. O top 5 contou ainda com os atletas Edson Rezende e José Gabriel Marques.

“A pista praticamente não tinha pontos de ultrapassagem. No começo fiquei em terceiro e senti dificuldade para chegar na frente. Quando assumi a ponta, estive o tempo inteiro com o Mario Couto me acompanhando em um ritmo forte, mas no final consegui abrir alguns segundos para garantir este título”, contou Cocuzzi.

“É uma pista que faz com que a prova tenha adrenalina o tempo inteiro. Você não tem tempo de descanso, com várias curvas e arrancadas. É muito legal. Gosto de competições neste estilo. Estou muito feliz”, comemorou Cocuzzi, que detém o título de campeão pan-americano de 2018.

Atual campeão brasileiro sub-23 de mountain bike, Mario Couto destacou o alto nível da disputa. “O ritmo foi alucinante ali com o Cocuzzi. Consegui encaixar uma boa colocação desde a largada e estou extremamente feliz com a minha performance. Final de temporada, já de olho em 2019 e sigo pedalando bem”, disse Mario Couto. “Correr com os atletas da elite é uma chance de aprender a cada dia mais, para seguir evoluindo no esporte”, complementou o vice-campeão.

FILHA DE CAMPEÃO

Albert Morgen dá a bandeirada na vitória da filha de apenas 15 anos

Na elite feminina, uma ciclista da categoria juvenil foi quem subiu no lugar mais alto do pódio, mostrando que está em grande fase. Giuliana Morgen, a Giu Giu, venceu e deixou para atrás as favoritas Karen Olimpio e Letícia Cândido. Giu Giu recebeu a bandeirada de chegada do pai.

“Para mim é bastante gratificante estar em um evento com uma estrutura tão grande. Foi muito bom porque esta é a minha segunda prova competindo com as ciclistas da elite e tenho apenas 15 anos. Foi um dia especial para Petrópolis. O Henrique Avancini foi campeão mundial de maratona MTB (XCM) e eu venci o Shimano Fest, o que para mim é uma super conquista”, vibrou Giu Giu.

“Adorei a pista montada pelo Marcio Ravelli. Achei super legal, porque era um desafio grande construir um circuito em um lugar de concreto, dentro de uma cidade como São Paulo. Disputar com as mais velhas é bem legal, porque mostra como está o seu nível e que você está no caminho certo. Quem sabe chego aonde o Avancini chegou. Estou atrás disso, de seguir os passos dele. Assim como ele foi campeão nas primeiras edições do Shimano Fest quando era mais novo, tive aqui minha primeira vitória nesta tradicional competição”, finalizou a jovem ciclista.

MAIS INFORMAÇÕES:
www.shimanofest.com.br e bike.shimano.com.br