Shimano prepara lançamento mundial para mercado de mountain bike

HomeLançamentos

Shimano prepara lançamento mundial para mercado de mountain bike

Empresa japonesa faz segredo sobre seus dois novos produtos para o MTB; Bikemagazine vai conferir a apresentação oficial nos dias 29 e 30 de maio

Gabriel Vargas/Especial para o Bikemagazine
Fotos de divulgação

A Shimano prepara o lançamento mundial de dois novos produtos para o mercado de mountain bike no próximo dia 30 de maio. O gigante japonês faz segredo e as especulações estão no ar.

No Brasil, a apresentação oficial para a mídia especializada será nos dias 29 e 30 de maio em um lugar ainda não revelado na cidade de Mairiporã, a cerca de 40 quilômetros da capital paulista. O Bikemagazine vai conferir de perto e todos os veículos de imprensa têm o compromisso de sigilo até o meio-dia do dia 30 de maio.

Segundo a Shimano Brasil, será possível testar os lançamentos no evento. Ou seja, os produtos estão prontos para uso e já passaram há muito tempo a fase de protótipos.

Normalmente a empresa apresentaria suas novidades na Taipei Cycle Fair, evento anual realizado no final de março. Porém, assim como a nova tendência entre outras grandes marcas, a Shimano optou por um evento próprio cercado de mistério.

Nos últimos anos, a Shimano vem encontrando dificuldades para enfrentar a SRAM no mountain bike, segmento responsável por uma enorme parcela das vendas mundiais. Sem nenhuma informação vazada na imprensa internacional nos últimos dias, resta especular o que podemos ver de relevante para a linha de mountain bike da Shimano em breve:

XTR M9150 Di2
O novo grupo foi mostrado em maio de 2018 com várias novidades: 12 velocidades, pedivela single com coroa direct mount, cassete com pinhão de 10 dentes etc. Curiosamente, o grupo foi apresentado somente na versão mecânica, sendo que a linha XTR anterior (M9000) já possuía a versão eletrônica Di2 M9050.

O grupo XTR M9100 sofreu atrasos e ainda não recebeu a versão Di2

O M9100 teve enormes atrasos de entrega após seu lançamento. Os problemas envolveram o cancelamento do cubo silencioso Scylence e da versão de 11 velocidades do grupo. Houve até mesmo um incêndio em uma fábrica da Shimano, atrasando ainda mais a chegada do novo XTR às trilhas. Enquanto isso, a SRAM deu um enorme passo com o Eagle AXS, a linha de grupos eletrônicos wireless para mountain bike da empresa norte-americana.

Em 2016, a Shimano frustrou algumas expectativas quando mostrou o Dura-Ace R91050 Di2 – muita gente esperava ver um grupo sem fios. A Shimano já patenteou um STI wireless nos Estados Unidos, que provavelmente será mostrado na linha Dura-Ace R9200 em 2020. Assim, reunindo algumas peças do quebra-cabeças, fica a expectativa de que a Shimano mostre, em breve, o XTR M9150 Di2. E claro, esperamos que ele seja wireless.

A Shimano já tem um sistema de transmissão sem fio patenteado ainda sem data para lançamento

Novos XT M8100 e XT M8150 Di2
A Shimano renova seus grupos em lançamentos anuais, seguido uma ordem decrescente em sua linha. Se no ano passado vimos o novo XTR, é aguardado que o novo XT saia em 2019. Pelo esquema de nomenclatura da empresa, esse grupo deverá se chamar M8100.

A nova geração do XT é esperada para 2019

Embora não seja a joia do catálogo da Shimano, o XT tem um papel extremamente importante e muitas responsabilidades recairão sobre o M8100. Geralmente este grupo apresenta todas ou quase todas as características do XTR, porém em construção um pouco menos custosa, evitando pequenos detalhes em materiais refinados e com um peso ligeiramente superior. E, o mais importante, é um grupo que oferece grande nível de performance por um preço bem abaixo do XTR.

Essa responsabilidade que o XT carrega é influenciada diretamente pela concorrência. A SRAM já tem uma grande família de grupos com 12 velocidades: XX1, X01, GX, NX e, para atormentar os japoneses, o recém-lançado SX Eagle.

Toda a linha Eagle já está há alguns anos no mercado, com bastante sucesso entre praticantes e também como OEM (equipamento original em bikes de fábrica). Por isso, esperamos que a Shimano mostre o novo XT com 12 velocidades, assim como o recente XTR, e que possivelmente inclua uma ou outra novidade que torne o grupo mais destacado em relação à concorrência. Isso inclui, claro, a versão Di2.

Agora é esperar para ver de perto as duas novidades que os japoneses vão apresentar para enfrentar a concorrência que só cresce no mountain bike.