Brasileiro de Ciclismo: Gohr e Tamirez Radatz vencem contrarrelógio

HomeCompetiçõesCiclismo nacional

Brasileiro de Ciclismo: Gohr e Tamirez Radatz vencem contrarrelógio

Campeonato Brasileiro 2019 começou nesta sexta-feira em Paulínia; neste final de semana serão disputadas as provas de estrada da Elite e Sub 23

Pódio do Brasileiro de Contrarrelógio 2019 Elite masculino

Do Bikemagazine
Texto e fotos: Bikemagazine

André Gohr e Tamires Radatz são os campeões brasileiros de contrarrelógio 2019. O Campeonato Brasileiro de Ciclismo 2019 começou nesta sexta-feira (28 de junho) em Paulínia, no interior paulista, com as provas de crono. Nas categorias Sub 23 e Elite feminino, o percurso foi de 23,46 km. Nas categorias Sub 23 e Elite masculino a distância foi 31,26 km.

André Gohr no aquecimento para a prova

Gohr (Funvic), que venceu em 2018 na categoria Sub 23, conquistou o título pela primeira vez na Elite com o tempo de 37min29s. Cristian Egídio (Ribeirão Preto) foi o 2º, com o tempo de 37min54, e Rodrigo do Nascimento (Ribeirão Preto) foi o 3º, com 38min. “Esse título tem um valor especial. Já havia vencido essa prova em outras categorias, mas nada como ser campeão brasileiro na Elite. Estou muito feliz. A crono é uma prova que eu gosto bastante de fazer. A prova foi realizada em um circuito novo, com características diferentes, muito vento, mas essa variação de percurso é benéfica e acaba valorizando a característica de todos os atletas”, destacou Gohr.

Na categoria Sub 23, o vencedor foi Gabriel Machado da Silva (Black Arrow), com o tempo de 38min42s. Fábio pereira Dalamaria (Taubaté Cycling Team) foi o 2º, com 38min52s, e Bruno Campos de Sá Pinto (Indaiatuba) o 3º, com 39min08s.

Tamires Radatz é bicampeã brasileira de crono

Na Elite feminino, Tamires Radatz (Avaí), campeã de 2018, confirmou o bicampeonato com o tempo de 31min50s. Flavia Oliveira (avulsa) ficou em 2º lugar, com 32min21s, e Ana Paula Polegatch (Memorial) marcou o 3º melhor tempo, com 33min. “Fiquei emocionada por estar vencendo novamente a prova mais importante do calendário nacional. Treinei bastante, estava com uma ótima sensação, mas o nível das adversárias foi bastante alto e precisei saber administrar as forças para não faltar no final. Já chorei muito de alegria ao compartilhar o resultado com a minha família, é uma sensação incrível”, destacou a campeã.

Na Sub 23, a vencedora foi Talita da Luz de Oliveira (Liga de Ciclismo Campos Gerais), com o tempo de 35min09s. A 2ª colocada foi Nicolle Wendy Borges (SMELJ Curitaba), com 35min39s, e a 3ª foi Thainá Araújo de Lima (Memorial), com 35min39s.

A competição marcou o retorno de Flavia Oliveira às competições, depois de cumprir suspensão de seis meses após ser flagrada em exame antidoping justamente na disputa do Campeonato Brasileiro de 2018. 

Disputa do contrarrelógio no entorno do Parque Brasil 500, em Paulínia

Neste sábado e domingo serão realizadas as provas de estrada, que serão disputadas em um circuito de 8,8 km. Nas categorias Sub 23 e Elite feminino, o percurso total é de 96,8 km. Na Sub 23 e Elite masculino, o percurso é de 184,8 km.

MELHORES MOMENTOS

PROGRAMAÇÃO

29/6 sábado
9h – Prova de Resistência (Estrada)
Sub 23 e Elite feminino

30/6 domingo
9h – Prova de Resistência (Estrada)
Sub 23 e Elite masculino