Chris Froome fratura fêmur e está fora do Tour de France

HomeCompetiçõesCiclismo

Chris Froome fratura fêmur e está fora do Tour de France

Froome caiu durante o reconhecimento do percurso do contrarrelógio da Criterium du Dauphine e bateu contra uma parede a 60 km/h; diretor da equipe conta o que aconteceu

Froome sofre fratura durante reconhecimento do percurso da crono da Criterium du Dauphine

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

Chris Froome (Ineos) caiu no reconhecimento do percurso do contrarrelógio da 4ª etapa da Criterium du Dauphine, nesta quarta-feira (12 de junho), e fraturou o fêmur direito e o cotovelo direito, além de algumas costelas. Após os exames confirmarem as fraturas, a equipe, em comunicado, anunciou que ele está fora do Tour de France.

Após a queda, Froome, que venceu a Criterium du Dauphine três vezes, foi levado de helicóptero para o hospital.

Quatro vezes campeão do Tour de France, Froome, que tem 34 anos, estava na disputa da Criterium du Dauphine para encerrar sua preparação para a disputa do Tour, de 6 a 28 de julho. Seu objetivo era entrar na seleta galeria dos cinco vezes campeões, que reúne os franceses Jaques Anquetil e Bernard Hinault, o espanhol Miguel Induraín e o belga Eddie Merckx.

Antes da 4ª etapa, Froome estava em 8º lugar na classificação geral, a 14 segundos do então líder, Dylan Teuns (Bahrain-Merida). A prova de contrarrelógio seria um grande teste para ele e a única que iria disputar antes do Tour. Na manhã desta quarta-feira, ele saiu para reconhecer o percurso junto com seus companheiros de equipe e em um dos trechos bateu contra um muro.

Segundo o manager da equipe, Dave Brailsford, Froome estava descendo a 60 km/h. “Em um ponto, ele levantou a mão direita para assoar o nariz. Naquele momento, ele se desequilibrou por causa de uma rajada de vento e bateu contra uma parede. Froome ficou mais de uma hora sendo atendido em uma ambulância. Felizmente, onde ele caiu, havia essa ambulância da organização, foi pura sorte que ela estivesse lá. Ele, então, foi transportado de helicóptero para o hospital de Saint-Etienne”, contou Brailsford para uma emissora de TV francesa.

“Tudo o que posso dizer é que é uma situação muito difícil. Froome trabalhou duro para ficar em forma e estava muito bem. Talvez até em melhores condições do que nesta época no ano passado. Ele estava muito motivado para ganhar seu quinto Tour. E tudo isso acabou”, lamentou.

“No esporte, sabemos que um acidente pode rapidamente destruir todo o esforço de um atleta. Nosso foco principal agora é garantir que ele receba o melhor atendimento possível e que possa se recuperar o mais rápido possível. Agora, eu tenho que gerenciar o lado emocional da equipe. Vou reunir todo mundo à noite para falar sobre isso. Nunca é fácil”, finalizou.

CRITERIUM DU DAUPHINE 2019
AS ETAPAS

Etapa 1 – 9 de junho – Aurillac a Jussac – 142 km
Etapa 2 – 10 de junho – Mauriac a Craponne-sur-Arzon – 180 km
Etapa 3 – 11 de junho – Le Puy-en-Velay a Riom – 177km
Etapa 4 – 12 de junho – Roanne – 26,1km (contrarrelógio individual)
Etapa 5 – 13 de junho – Boën-sur-Lignon a Voiron – 201km
Etapa 6 – 14 de junho – Saint-Vulbas – Plaine de l’Ain a Saint-Michel-de-Maurienne – 228km
Etapa 7 – 15 de junho – Saint-Genix-les-Villages a Les Sept Laux-Pipay – 133km
Etapa 8 – 16 de junho – Cluses a Champéry (Suíça) – 113,5km