Tóquio-2020: evento-teste do ciclismo será neste domingo

HomeCompetiçõesCiclismo

Tóquio-2020: evento-teste do ciclismo será neste domingo

Prova para testar o percurso olímpico vai contar com 20 equipes; trajeto de 234km de extensão tem 4.865 metros de subida acumulada e passagem pelo Monte Fuji

Ciclismo de estrada olímpico terá evento-teste neste domingo

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

Os primeiros eventos-teste dos Jogos Olímpicos Tóquio-2020 começam neste mês no Japão. Neste domingo (21 de julho) 20 equipes com cinco ciclistas cada vão percorrer o trajeto da prova de ciclismo de estrada. Além das equipes nacionais da Alemanha, França, Bélgica, Grã-Bretanha, Rússia, Irlanda, Itália, Hong Kong, Luxemburgo e Tailândia, também participam os times convidados Asian Racing Team, Nippo Vini Fanini Faizane, Terengganu Inc TSG, Shimano Racing Team, Ukyo, Bridgestone, Kinan, Utsunomiya Blitzen, Matrix Powertag e University All Japan.

A 32ª edição dos Jogos Olímpicos será realizada entre os dias 24 de julho e 9 de agosto. Como já é tradição, a prova de ciclismo de estrada será realizada na manhã seguinte da cerimônia de abertura. O percurso em Tóquio foi apresentado no dia 9 de agosto do ano passado pela UCI (União Ciclística Internacional) e pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio.

A prova de estrada dos homens terá um percurso bem mais exigente que o das mulheres. Serão 234km de extensão com 4.865 metros de subida acumulada e o circuito final tem uma subida de 6,8km com uma média de 10,2% de inclinação, com trecho de 12,6%. Os ciclistas vão largar da área metropolitana de Tóquio e seguirão para o Oeste em direção à região do Monte Fuji.

O trajeto começa no Parque Musashinonomori, ao nível do mar, com um deslocamento neutro de 10 km. A corrida propriamente dita começará ainda na área urbana de Tóquio, seguirá depois para Kanagawa, Yamanashi e Shizuoka – cada uma com sua própria paisagem característica – e a chegada será no circuito Fuji Speedway, em Shizuoka. No percurso, o pelotão terá pelo menos cinco picos com altitudes que variam de 1.111 metros sobre o nível do mar até 1.451 metros, em Suyama.

Os ciclistas vão percorrer as encostas do Monte Fuji, a montanha mais alta do Japão, e passar pelo Lago Yamanakako, dois dos destinos mais cênicos do Japão. “Durante a segunda metade do percurso, os ciclistas enfrentarão terrenos difíceis ao redor do Monte Fuji, um dos marcos mais emblemáticos do Japão. Em suma, será um percurso imponente que irá oferecer cada vez mais emoção à medida que progride, com as mudanças de altitude proporcionando mais desafios. Estamos ansiosos para receber os melhores ciclistas de todo o mundo com uma atmosfera que lembrará as lendárias corridas europeias do passado”, disse Yoshiro Mori, presidente da Tóquio 2020.

Para as mulheres o percurso deverá ser de 140 km e repetir o mesmo lugar para largada e chegada.

A prova de contrarrelógio individual terá um total de 44,2km em um circuito de 22,1km, com duas voltas para os homens no circuito Speedway. A prova feminina será no mesmo local, com uma volta no percurso.

Confira a programação dos esportes com bicicleta

Programação
Nos esportes com bicicleta, o próximo evento-teste é o triathlon, entre os dias 15 e 18 de agosto, disciplina que estreia a modalidade olímpica de revezamento, com equipes mistas de homens e mulheres. A prova de triathlon começa e termina na praia do Parque Marinho de Odaiba, na Baía de Tóquio. O local recebe provas do campeonato japonês de triathlon há 20 anos. A natação vai dar duas voltas em um trecho demarcado na baía. O percurso de 40km do ciclismo vai dar 8 voltas em um percurso e a corrida de 10km terá 4 voltas em um circuito de 2,5km.

Pela primeira vez numa Olimpíada, o triathlon de revezamento será disputado por equipes mistas (homens e mulheres). Cada triatleta tem que nadar 300 metros, pedalar 7,4km, correr 2km e passa o bastão para o outro triatleta da equipe.

No dia 6 de outubro será a vez do evento-teste de mountain bike. A corrida de cross country será em um circuito conhecido como Sea Forest, em Izu, a 120km ao Sul da capital e próximo ao velódromo. O circuito olímpico – com vista para o cartão postal do Monte Fuji – vai aproveitar uma pista construída em 2010 e que recebeu o campeonato japonês em 2013 e em 2014.

O BMX olímpico vem em seguida, com provas nos dias 12 e 13 de outubro. As competições serão realizadas em uma pista construída no Parque Esportivo Urbano de Ariake, na Baía de Tóquio. Além do BMX olímpico, o parque vai receber os novos esportes olímpicos: basquete 3×3, skate, escalada esportiva e também o BMX Freestyle. Já o O BMX Freestyle, que estreia como modalidade olímpica, terá seu evento-teste em abril do ano que vem.

O velódromo recebe os eventos-teste em abril de 2020. O Japão optou em economizar US$100 milhões e, em vez de construir um velódromo totalmente novo, vai utilizar a instalação que já existe na cidade de Izu. A instalação funciona desde 2011 como um centro de treinamento e já recebeu campeonatos nacionais. Ali serão disputadas as provas de velocidade por equipes, velocidade individual, keirin, madison, perseguição por equipes e omnium.

AGENDA – JOGOS TÓQUIO-2020

CICLISMO DE ESTRADA – Parque Musashinonomori – Fuji Speedway
25 de julho – estrada masculino – 11h-18h15
26 de julho – estrada feminino – 13h-17h35
29 de julho – crono individual (masculino e feminino) – 11h30-17h20

MOUNTAIN BIKE – Pista de Mountain Bike de Izu
27 de julho – cross country masculino – 15h-17h
28 de julho – cross country feminino – 15h-17h

TRIATHLON – Parque Marinho de Odaiba
27 de julho – individual masculino – 7h30-9h50
28 de julho – individual feminino – 7h30-10h
1º de agosto – revezamento misto – 8h30-10h30

BMX – Parque Esportivo Urbano de Ariake
30 de julho – 10h-12h – Quartas de final masculino e feminino
31 de julho – 10h-12h20 – Semifinais e finais masculino e feminino

BMX FREESTYLE – Parque Esportivo Urbano de Ariake
1º de agosto – 10h10-12h20 – Classificatórias masculino e feminino
2 de agosto – 10h10-12h45 – Finais masculino e feminino

CICLISMO DE PISTA – Velódromo de Izu
3 de agosto – velocidade por equipes feminino e classificatórias para o masculino, classificatória perseguição por equipes masculina e feminina – 15h30-18h30
4 de agosto – final velocidade por equipes masculino, final perseguição por equipes feminina e classificatória masculina – 15h30-18h10
5 de agosto – classificatória keirin feminino, classificatórias velocidade masculina, final perseguição por equipes masculina – 15h30-19h
6 de agosto – final velocidade masculina 5º/8º, omnium masculina e final keirin feminina – 15h30-18h50
7 de agosto – classificatórias velocidade feminina, madison feminina, final velocidade masculina – 15h30-19h15
8 de agosto – madison feminino, 1ª rodada keirin masculino, 4ª rodada velocidade feminina – 15h30-18h25
9 de agosto – ominium feminina, final velocidade feminina, final keirin masculino, final madison masculino

*Todos os horários são locais