A Fantástica Epopeia que não era reúne memórias de uma cicloviagem

HomeCicloturismo

A Fantástica Epopeia que não era reúne memórias de uma cicloviagem

Primeiro romance de Ernesto Stock explora os limites da realidade e ficção ao relatar pedalada de 3 mil km entre Brasil, Paraguai, Argentina e Chile

Kit do livro de Ernesto Stock que relata cicloviagem entre Brasil, Paraguai, Argentina e Chile

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O livro “A Fantástica Epopeia que não era”, de Ernesto Stock, é inspirado em uma travessia de bicicleta entre o Atlântico e o Pacífico realizada em 2013. Ao explorar os limites entre a realidade e ficção, o primeiro romance do autor foi inicialmente concebido como um relato, mas acabou se transformando quando Stock teve seu caderno de anotações roubado em um café na Argentina. O que seria um relato então se tornou em um “livro sobre a memória e a sua fabulosa capacidade de inventar lugares e elevá-los à categoria de verdades incontestes”.

O autor no percurso da cicloviagem

Na cicloviagem que inspirou o livro o autor pedalou com mais dois amigos 3 mil km entre Brasil, Paraguai, Argentina e Chile. “Não tenho nenhum compromisso com outra verdade que não seja a que as minhas referências e todo um emaranhado de lembranças convenientemente inventadas pela minha imaginação possam apresentar”, escreve o autor na introdução.

O livro foi lançado no Encontro Nacional de Cicloturismo, em julho, e desde então o autor tem feito lançamentos em diversas cidades. Em setembro, a publicação será apresentada no Mountain Festival em São Bento do Sapucaí e em São José dos Campos. Na primeira semana de outubro haverá lançamento no Rio de Janeiro e, em novembro, em Belo Horizonte e São Paulo.

Stock, que estudou Cinema na Universidade de São Paulo, é fotógrafo, ceramista e escritor e durante mais de dez anos trabalhou como restaurador na Cinemateca Brasileira. O autor já percorreu mais de 20 países de bicicleta e colaborou com dezenas de publicações.

O livro custa R$ 40,00 e para informações sobre como comprar escreva para o e-mail [email protected]