Antes da Europa, campeão brasileiro Zucco confirma Tour Colômbia

HomeCompetiçõesCiclismo nacional

Antes da Europa, campeão brasileiro Zucco confirma Tour Colômbia

Ciclista catarinense de 22 anos vai disputar uma prova por etapas com a camisa do Brasil pela primeira vez e, depois, vai para a Europa integrar nova equipe

O campeão brasileiro Vitor Zucco vai voltar para a Europa em 2020

Dani Prandi/Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O campeão brasileiro Elite e Sub 23 Vitor Zucco confirmou ao Bikemagazine que vai disputar o Tour Colômbia 2.1, de 11 a 16 de fevereiro, com a Seleção do Brasil. O ciclista catarinense de 22 anos, que, portanto, entra para a categoria Elite em 2020, vai correr pela primeira vez uma prova por etapas com a camisa do Brasil. “Fico feliz de levar a bandeira brasileira em uma corrida por etapas”, afirmou.

Zucco, que nasceu em Blumenau, mas morou em Brusque, reduto do esporte, de onde saíram campeões como Márcio May, Murilo Fischer e Soelito Gohr, surpreendeu na decisão do Brasileiro de 2019 ao atacar o grupo escapado a cinco voltas do final das 21 voltas do circuito em Paulínia (SP) e cruzar com vantagem de mais de 1 minuto. Vale lembrar que essa foi a primeira vez que o ciclista competiu no Brasil.

E o catarinense, que vive nos Estados Unidos, estuda Economia e integrava a equipe universitária CCB Foundation, se prepara para mais uma grande mudança em sua vida. Depois da Colômbia, voltará para a Europa, onde começou sua carreira no ciclismo. “Ainda não posso revelar detalhes, mas vou integrar uma equipe europeia. Na minha programação estão corridas na Bélgica, França, Portugal e China”, adianta.

Zucco conta que pretende continuar a faculdade de Economia com aulas on-line e que encontrar uma equipe na Europa era tudo o que queria para 2020. “Fiquei alguns meses ansioso, custei a encontrar uma equipe com uma proposta ao meu gosto, com a qual eu me identificasse.”

Vitor Zucco, aos 21 anos, surpreendeu com vitória solo no Brasileiro de 2019

Zucco chamou atenção no Mundial de Ciclismo de 2015, em Richmond, quando integrou a seleção brasileira na categoria Junior. Na ocasião, dos três brasileiros na prova, apenas ele terminou. Depois da performance no Mundial, seguiu o conselho de Antonio Silvestre, técnico e ciclista, que representou o Brasil nos Jogos Olímpicos de Moscou-1980 e Seul-1988, e se mudou para a Bélgica, onde passou a treinar.

Em 2016, voltou a vestir a camisa da seleção brasileira, agora no Pan-Americano e, em 2018, integrou a equipe espanhola Aldro Team, comandada por Manolo Saiz, que, de 1989 a 2003, esteve à frente da equipe Once. A temporada começou boa, com a conquista da camisa de montanha em uma das provas da Copa de Espanha. “Mas a equipe não teve continuidade e fiquei sem contrato. De volta aos Estados Unidos, passei a integrar o time Sub 23 da CCB Foundation”, lembra.

A respeito do Tour Colômbia, Zucco, que gosta de subidas, conta que já estudou as etapas e acredita que a altitude será o principal desafio. “Mas é começo de temporada e, exceto pelos colombianos, o pelotão estará começando o ano. É uma corrida importante, mas acredito que, para mim, o bom é que vou ter a oportunidade de passar muitos dias em altitude antes de ir para a Europa. Quero chegar bem na nova equipe e os dias na Colômbia vão me ajudar a me preparar. Dali sigo direto para a Bélgica”, adianta.

Sobre defender ou não a camisa de campeão em 2020, Zucco diz que “adoraria”, mas não tem certeza de como será seu calendário de corridas com a nova equipe. “Tem muito para acontecer.” O ciclista espera estar no Mundial de Ciclismo de 2020, que será disputado em Aigle, na Suíça, em um percurso com muito sobe e desce. “Vai ser duro. No Mundial são todos bons ciclistas, com boas chances, temos que tratar a todos com respeito.”

LEIA MAIS
Exclusivo: entrevista com Vitor Zucco, que disputará o Mundial na Sub 23

Aos 21 anos, Vitor Zucco é campeão brasileiro Elite e Sub 23