Seleção do Brasil encerra Giro del Sol desfalcada após quedas e abandonos

HomeCompetiçõesCiclismo nacional

Seleção do Brasil encerra Giro del Sol desfalcada após quedas e abandonos

Rafael Andriato e Marcos Levy da Matta caem e voltam para casa; Vinicius Rangel e Leonardo Finkler encerram no Top 10 da classificação geral da Sub 23

Leonardo Finkler encerrou o Giro del Sol em 6º lugar na classificação geral da Sub 23

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/Luis Rojo/CBC

A primeira prova da seleção do Brasil na Argentina, representada em sua maioria por ciclistas Sub 23 da equipe de Ribeirão Preto, além do experiente Rafael Andriato e o convidado Vinicius Rangel, que se prepara para sua segunda temporada na equipe de base de Alejandro Valverde, na Espanha (leia aqui), encerrou o Giro del Sol, em San Juan, desfalcada.

Na primeira etapa, que teve Alessandro Guimarães, o Indinho, no pódio, na terceira colocação, dois ciclistas sofreram graves quedas: Rafael Andriato e Marcos Levy da Matta, que abandonaram a disputa. Na segunda etapa, com muito vento e um percurso bastante seletivo, Felipe Ronzani se envolveu em um dos muitos acidentes e abandonou. Depois, Alessandro Guimarães passou mal e também não terminou a etapa.

Restaram os ciclistas Leonardo Finkler e Vinicius Rangel, que continuaram na briga da Sub 23. Finkler encerrou a etapa em 9º e Rangel em 10º, com o mesmo tempo do vencedor, o argentino Daniel Juarez.

Na classificação geral, Rangel encerrou em 5º e Finkler encerrou em 6º lugar na categoria Sub 23. 

Rangel no abastecimento no Giro del Sol

O Giro del Sol, na província de San Juan, é considerado uma prova de aquecimento para a Volta de San Juan, que será disputada de 26 de janeiro a 2 de fevereiro. A competição reuniu 168 ciclistas, em 20 equipes argentinas e 4 seleções nacionais que também posteriormente estarão na Vuelta de San Juan: Brasil, Peru, Venezuela e Panamá. Além do prólogo, a disputa teve três etapas e um contrarrelógio individual.

Com os abandonos de Andriato e Levy da Matta, dois novos ciclistas devem ser chamados para integrar a equipe em San Juan. O Bikemagazine entrou em contato com a comissão técnica para confirmar a nova escalação, mas a informação ainda não será divulgada, de acordo com o técnico Marcelo Donnabella. 

Andriato no chão, após a dura queda na 1ª etapa Foto: reprodução

Rafael Andriato
Rafael Andriato, o único veterano da seleção, com experiência no ciclismo Pro Tour, assustou os fãs depois da queda na 1ª etapa, onde machucou bastante o rosto. “Estava tudo indo muito bem, a preparação para esta prova tinha sido ótima e as boas sensações estavam começando a aparecer, e em um piscar de olhos me deparo com mais de 50 pontos no rosto e uma micro fratura no zigomático”, contou.

“Foi tudo muito rápido, o pelotão andava forte devido ao vento cruzado, e como normalmente acontece alguns ciclistas se tocaram e outros meteram a mão no freio, sem tempo de reação bati na roda do ciclista a minha frente, e seria somente uma queda normal e alguns ralados, mas quando eu estava já em queda no ar, os ciclistas que vinham atrás bateram em mim e me arremessaram de cabeça nos raios da roda traseira de outra bike ainda em movimento. A primeira reação foi de levantar e seguir, mas logo percebi que estava perdendo muito sangue, e os cortes eram bem mais profundos do que eu poderia sentir naquele momento”, relatou.

De volta para o Brasil, o ciclista vai perder a oportunidade de disputar a Volta de San Juan, uma das grandes corridas deste início de temporada. “Um pouco chateado com a interrupção de um início de ano empolgante e rico de competições internacionais importantes, onde além da Vuelta de San Juan também iria disputar o Tour da Colômbia, uma pena.”