Cape Epic 2020: todos contra Nino Schurter e Lars Forster

HomeCompetiçõesCape Epic

Cape Epic 2020: todos contra Nino Schurter e Lars Forster

Campeões da ultramaratona de 2019 terão pela frente fortes duplas adversárias, entre elas a formada por Avancini e Fumic, na disputa de 15 a 22 de março

Schurter e Forster na Cape Epic de 2019 Foto: Nick Muzik

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O campeão mundial e olímpico Nino Schurter e seu parceiro Lars Forster (Scott-Sram), os atuais campeões da ultramaratona Cape Epic, na África do Sul, já confirmaram que vão brigar para defender o título em 2020. A corrida, de 15 a 22 de março, vai contar com fortes duplas na Elite masculino, com oito vencedores em edições anteriores, que vão lutar contra o favoritismo dos campeões. 

Avancini e Fumic na disputa de 2019 Foto: Dwayne Senior

Em 2019, os principais adversários de Schurter e Forster foram o brasileiro Henrique Avancini e o alemão Manuel Fumic (Cannondale Factory Racing), que terminaram em uma histórica segunda colocação. “Para mim a ultramaratona Cape Epic é uma das maiores competições do mountain bike”, diz Avancini. “Evoluímos ao longo dos anos, conquistamos muitas vitórias em etapas e dois pódios na classificação geral. Estamos voltando este ano para finalmente ganhar a camisa amarela e a vitória geral”, afirma Fumic, que anunciou que esta será sua última vez na Cape Epic.

Quem também promete lutar contra o favoritismo dos atuais campeões é a dupla Samuele Porro e Damiano Ferraro (Trek-Pirelli), terceira colocada em 2019. Mas, na equipe, há quem aposte ainda na dupla Fabian Rabensteiner e Michele Casagrande, que venceu a Swiss Epic – o evento-irmão da Cape Epic disputado em Graubünden, na Suíça.

Porro e Ferraro em ação em 2019 Foto: Nick Muzik

A dupla formada por Jaroslav Kulhavy e Howard Grotts, da equipe Ninety One – Songo – Specialized está de volta depois que Grotts não conseguiu defender o título em 2019. Eles vão contar com duplas de apoio importantes, como a que reúne Christoph Sauser e Wessel Botha e a que reúne Tom Pidcock e Florian Vogel.

O Team Bulls, com grande experiência na ultramaratona, terá Urs Huber e Simon Stiebjahn, que acabam de vencer a Tankwa Trek, considerada uma corrida preparatória da Cape Epic, na qual Avancini e Fumic, campeões de 2019, não tiveram um bom início, mas venceram as duas últimas etapas (veja mais aqui). A equipe alemã também vai contar com Martin Frey e Simon Schneller e com os veteranos Karl Platt e Alban Lakata no apoio.

As duplas Johnny Cattaneo e Luis Meija e Ole Hem e Marco Rebagliati, da Wilier 7C CBZ, também podem se destacar na edição de 2020, assim como Frans Claes e Soren Nissen, da Devonbosch Pro. Também estará de volta a dupla ciclistas de estrada Alexander Howes e Lachlan Morton, da EF Education First.

VÍDEO DO PERCURSO DE 2020

A Cape Epic é a principal corrida de mountain bike do mundo e a única prova de MTB por etapas classificada como hors catégorie pela UCI (União Ciclística Internacional). O percurso muda a cada ano, mas gira em torno dos 700 km no total. A ultramaratona de 2020 abre com um prólogo em Table Mountain e vai terminar em Val de Vie, com 647 km e 15.500 metros de elevação total.

AS ETAPAS
Prólogo – 15 de março – Cape Town – 20 km Prologue
Etapa 1 – 16 de março – Ceres – 98 km – 1.800m de elevação acumulada
Etapa 2 – 17 de março – Ceres – Saronsberg, Tulbagh – 94 km – 2.050m de elevação acumulada
Etapa 3 – 18 de março – Saronsberg, Tulbagh – 88 km – 2.100m de elevação acumulada
Etapa 4 – 19 de março – Saronsberg, Tulbagh – CPUT, Wellington – 101 km – 1.9050m de elevação acumulada
Etapa 5 – 20 de março – CPUT, Wellington – 85 km – 2.900m de elevação acumulada
Etapa 6 – 21 de março – CPUT, Wellington – 95 km – 2.300m de elevação acumulada
Etapa 7 – 22 de março – CPUT, Wellington – Val de Vie – 66km – 1.850m de elevação acumulada

LEIA MAIS
Cape Epic no Bikemagazine