Peter Sagan é o mais bem pago do pelotão; Froome é o 2º

HomeCompetiçõesCiclismo

Peter Sagan é o mais bem pago do pelotão; Froome é o 2º

Confira a lista dos ciclistas com os maiores salários no pelotão profissional; equipe Ineos aparece com cinco nomes no Top 10, entre eles os sul-americanos Bernal e Carapaz

Peter Sagan treina na Colômbia no início da temporada 2020

Do Bikemagazine
Foto de divulgação

Peter Sagan (Bora-Hansgrohe), três vezes campeão mundial de estrada, é atualmente o ciclista com o maior salário do pelotão profissional, segundo reportagem do jornal francês L’Équipe, que publicou a lista dos 20 ciclistas mais bem pagos do mundo. O eslovaco de 30 anos, um dos mais carismáticos do ciclismo, lidera a lista com um salário de 5 milhões de euros por temporada.

Cinco ciclistas da equipe Ineos aparecem no Top 10. Chris Froome (Ineos), em segundo lugar, tem um salário de 4,5 milhões de euros. Geraint Thomas vem em seguida, com 3,5 milhões de euros, seguido pelo vencedor do Tour de France de 2019, o colombiano Egan Bernal, com 2,7 milhões de euros. O polonês Michal Kwiatkowski aparece em sexto lugar, com um salário de 2,5 milhões de euros e o novo contratado Richard Carapaz, equatoriano que venceu o Giro d’Itália em 2019, é o décimo colocado, com 2,1 milhões de euros.

Dois italianos estão entre os dez mais bem pagos: Fabio Aru (UAE Emirates), em quinto, com 2,6 milhões de euros, e Vincenzo Nibali, que estreou na Trek-Segafredo nesta temporada, em nono lugar, com 2,1 milhões de euros.

O único francês no Top 10 é Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep), em sétimo, com um salário de 2,3 milhões de euros. E o veterano Alejandro Valverde (Movistar), campeão mundial de 2018, é o único espanhol entre os dez mais bem pagos, com um salário de 2,2 milhões de euros, em oitavo lugar.

Confira a lista
Salário por temporada

1 – Peter Sagan: 5 milhões de euros (Bora-Hansgrohe)
2 – Chris Froome: 4,5 milhões de euros (Ineos)
3 – Geraint Thomas: 3,5 milhões de euros (Ineos)
4 – Egan Bernal: 2,7 milhões de euros (Ineos)
5 – Fabio Aru: 2,6 milhões de euros (UAE Emirates)
6 – Michal Kwiatkowski: 2,5 milhões de euros (Ineos)
7 – Julian Alaphilippe: 2,3 milhões de euros (Deceuninck-QuickStep)
8 – Alejandro Valverde: 2,2 milhões de euros (Movistar)
9 – Vincenzo Nibali: 2,1 milhões de euros (Trek-Segafredo)
10 – Richard Carapaz: 2,1 milhões de euros (Ineos)
11 – Thibaut Pinot: 2 milhões de euros (Groupama-FDJ)
12 – Primož Roglič: 2 milhões de euros (Team Jumbo-Visma) 
13 – Tadej Pogačar: 2 milhões de euros (UAE Emirates)
14 – Nairo Quintana: 1,9 milhão de euros (Arkéa-Samsic)
15 – Tom Dumoulin: 1,8 milhão de euros (Jumbo-Visma)
16 – Fernando Gaviria: 1,8 milhão de euros (UAE Emirates)
17 – Romain Bardet: 1,7 milhão de euros (Groupama-FDJ)
18 – Greg Van Avermaet: 1,6 milhão de euros (CCC Team)
19 – Elia Viviani: 1,5 milhão de euros (Cofidis)
20 – Miguel Ángel López: 1,5 milhão de euros (Astana)