Avancini conquista o 1º lugar do ranking mundial UCI

HomeCompetiçõesMountain bike

Avancini conquista o 1º lugar do ranking mundial UCI

Aos 31 anos, brasileiro conquista o primeiro lugar no ranking mundial do MTB XCO, um feito inédito para o esporte no Brasil; Nino Schurter cai para a segunda colocação

Avancini no Mundial de MTB 2020 Foto: Moritz Ablinger

Do Bikemagazine
Foto de divulgação

O brasileiro Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) passa a ocupar o primeiro lugar do ranking mundial de MTB XCO da UCI (União Ciclística Internacional), na atualização divulgada pela entidade nesta terça-feira (13 de outubro). Aos 31 anos, Avancini, que estava em 2º lugar, agora conquista o topo do ranking pela primeira vez na carreira, um feito inédito para o esporte brasileiro, depois das vitórias no short track e XCO na segunda rodada Copa do Mundo de MTB na República Tcheca, além do 10º lugar no Campeonato Mundial.

 

Nos últimos anos, o suíço Nino Schurter liderou o ranking mundial com mão de ferro; apenas Gerhard Kerschbaumer conseguiu derrubá-lo por um curto período em 2019. Agora, depois da Copa do Mundo e do Campeonato Mundial em Leogang, com o fraco desempenho de Schurter, Avancini somou 1945 pontos, contra 1799 do suíço. O 3º colocado no ranking é o holandês Milan Varder, com 1281 pontos.

“Hoje realizo uma das metas da minha carreira: ser número 1 do ranking mundial”, comemorou Avancini. “Durante anos me perguntei se realmente buscar alguma coisa com tanto afinco valeria a pena. Se insistir em não querer ser “só mais um” me levaria a algum lugar. Quis chegar ao topo, do meu jeito, acreditando nos meus princípios. Não importa onde, qual ou quando for a corrida, eu vou largar pra brigar pela vitória. Essa postura, hoje, recebe sua recompensa máxima: o topo do ranking UCI.”

Com o cancelamento da ultramatarona Cape Epic e o fato de os pontos UCI da edição 2019 terem expirado, Nino Schurter perdeu uma soma significativa de pontos. Avancini, que costuma competir mais durante a temporada do que o suíço, contou com os pontos da ultramaratona Brasil Ride 2019 e, sobretudo, da Copa Internacional de MTB (CIMTB), que nesta temporada foi SHC, mesmo nível da Cape Epic.

A maior subida no Top 10 do ranking foi do francês Luca Braidot, 4º colocado no Mundial, que subiu oito posições e agora ocupa o 9º lugar.

No ranking das nações, o Brasil ocupa o 4º lugar, atrás da líder Suíça, seguida da França e Itália.

Veja aqui

TOP 10



Até recentemente, o ranking UCI somava todos os pontos obtidos em corridas UCI durante o ano anterior à publicação do ranking. Ou seja, o ranking UCI publicado no dia 13 de outubro somaria todos os pontos obtidos de 13 de outubro de 2019 até agora. Mas, com a pandemia e a paralisação das corridas, a UCI introduziu uma modificação no cálculo do ranking em busca de manter posições mais ou menos estáveis ​​apesar da falta de competições. Agora, são somados os pontos das 67 semanas anteriores à publicação do ranking.

LEIA MAIS
Reportagens com Henrique Avancini no Bikemagazine