Caleb Ewan vence a Scheldeprijs, a clássica belga dos velocistas

HomeCompetiçõesCiclismo

Caleb Ewan vence a Scheldeprijs, a clássica belga dos velocistas

Pascal Ackermann cruzou em segundo lugar após provocar uma queda na chegada e acabou desclassificado

Caleb Ewan vence a Scheldeprijs

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

Caleb Ewan (Looto-Soudal) faturou nesta quarta-feira (14 de outubro) a clássica Scheldeprijs, na Bélgica. O velocista australiano venceu claramente a prova de 173 km depois de acelerar e escapar de uma queda a poucos metros da chegada.

“É uma corrida muito importante, especialmente para nós, velocistas. Eu estava muito motivado na largada e estou muito feliz”, disse Ewan. “Há muito tempo nossa equipe não vencia uma clássica belga tão importante. Estou muito satisfeito com o sprint que fiz, comecei na hora certa”, completou o australiano, que disputou a Scheldeprijs pela primeira vez.

 

Pascal Ackermann (Bora-Hansgrohe) respondeu, mas provocou a queda e não conseguiu igualar a velocidade de Ewan, cruzando em 2º lugar. Depois da chegada, os juízes o desclassificaram por sprint irregular.

Niccolò Bonifazio (Total Direct Énergie), que tinha cruzado em 3º, acabou assumindo a 2ª colocação. Bryan Coquard (B&B Hotels-Vital Concept) subiu para o 3º. Tim Merlier (Alpecin-Fenix) foi o 4º, Jasper Philipsen (UAE Emirates) o 5º e Sam Bennett (Deceuninck-QuickStep) terminou na 8ª colocação.

Queda na chegada da Scheldeprijs

Largada da clássica belga

Mark Cavendish (Bahrain McLaren) integrou novamente a fuga do dia, mas não disputou o sprint. O britânico foi visto tirando cuidadosamente o número da sua bike para o que poderia ser uma lembrança especial da última corrida de sua carreira, já que está sem contrato para 2021.

A corrida de 2020 teve seu percurso alterado por causa da pandemia coronavírus. O pelotão largou de Schoten ao invés de Terneuzen, na Holanda, por causa das restrições do governo holandês ao Covid-19. A prova foi disputada em um circuito de 17,3 km, com dez voltas. 

As barreiras impediram que os fãs vissem a largada, mas no circuito havia grandes mensagens pintadas para Cavendish e para o vencedor de 2019, Fabio Jakobsen, que está se recuperando lentamente das lesões após uma queda no Tour da Polônia. 

TOP 10
1 Caleb Ewan (Aus) Lotto Soudal 3:34:38
2 Niccolò Bonifazio (Ita) Total Direct Energie m.t.
3 Bryan Coquard (Fra) B&B Hotels-Vital Concept m.t.
4 Tim Merlier (Bel) Alpecin-Fenix m.t.
5 Jasper Philipsen (Bel) UAE Team Emirates m.t.
6 Amaury Capiot (Bel) Sport Vlaanderen-Baloise m.t.
7 Arvid De Kleijn (Hol) Riwal Readynez m.t.
8 Sam Bennett (Irl) Deceuninck-Quickstep m.t.
9 Itamar Einhorn (Isr) Israel Start-Up Nation m.t.
10 Romain Cardis (Fra) Total Direct Energie m.t.