Giro 2020: Demare vence 6ª etapa e lidera classificação por pontos

HomeCompetiçõesGiro D'Itália

Giro 2020: Demare vence 6ª etapa e lidera classificação por pontos

Campeão francês acelerou nos metros finais da chegada em Matera e assume a camisa ciclamino que estava com Sagan; João Almeida segura a maglia rosa

Demare no sprint em Matera

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

O francês Arnaud Démare (Groupama-FDJ) venceu a 6ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira (8 de outubro), em Matera, ao acelerar nos metros finais. Com a vitória, é o novo dono da camisa ciclamino de líder da classificação por pontos.

Demare com a camisa ciclamino de líder da classificação por pontos

O campeão nacional francês venceu com certa folga os adversários Michael Matthews (Team Sunweb) e Fabio Felline (Astana), que ficaram em 2º e 3º. O então líder da classificação por pontos, Peter Sagan (Bora-Hansgrohe), terminou em 9º. Demare está com 106 pontos e Sagan com 67 pontos na classificação da camisa ciclamino.

“Foi incrível, foi uma chegada incrivelmente difícil. Perdi a posição, mas não enlouqueci, voltei, segui a Astana, continuei na roda deles e depois continuei. Lancei o sprint e não acredito que ganhei. Estou super feliz”, comemorou o francês. “A 200 metros eu achei que daria certo e tentei. Agradeço a minha equipe que confiou em mim.”

 

A 6ª etapa do Giro, com 188 km, largou de Castrovillari e terminou em Matera, na Basilicata. O percurso final, com uma subida de 10 km antes da última reta, complicou os planos dos velocistas puros. Rafał Majka (Bora-Hansgrohe) assumiu o comando rumo aos 600 metros finais, com Sagan na roda e Demare um pouco atrás. As duas últimas curvas foram decisivas para o posicionamento para a chegada e Sagan não conseguiu alinhar.

João Almeida manteve a maglia rosa

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) segurou a liderança geral, com 43 segundos de vantagem sobre o vice, Pello Bilbao (Bahrain McLaren). Almeida teve problemas na etapa, quando foi atingido a 37 km da meta por Brandon McNulty (Bahrain-Merida), depois de parar junto com o companheiro de equipe Iljo Keisse por causa de um problema em seu rádio. “Nos últimos quilômetros tentei ficar na frente do grupo para evitar quedas, não queria perder segundos preciosos. É o meu quarto dia  com a maglia rosa. Inacreditável”, disse o português.

TOP 10 DA ETAPA 6
1 Arnaud Demare (Fra) Groupama-FDJ 4:54:38
2 Michael Matthews (Aus) Team Sunweb m.t.
3 Fabio Felline (Ita) Astana Pro Team m.t.
4 Juan Sebastian Molano (Col) UAE Team Emirates m.t.
5 Davide Cimolai (Ita) Israel Start-Up Nation m.t.
6 Andrea Vendrame (Ita) AG2R la Mondiale m.t.
7 Mikkel Frølich Honoré (Din) Deceuninck-Quickstep m.t.
8 Peter Sagan (Svk) Bora-Hansgrohe m.t.
9 Enrico Battaglin (Ita) Bahrain McLaren m.t.
10 Jhonatan Manuel Narvaez Prado (Ecu) Ineos Grenadiers m.t.

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 João Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep 22:01:01
2 Pello Bilbao (Esp) Bahrain McLaren 0:00:43
3 Wilco Kelderman (Hol) Team Sunweb 0:00:48
4 Harm Vanhoucke (Bel) Lotto Soudal 0:00:59
5 Vincenzo Nibali (Ita) Trek-Segafredo 0:01:01
6 Domenico Pozzovivo (Ita) NTT Pro Cycling 0:01:05
7 Jakob Fuglsang (Din) Astana Pro Team 0:01:19
8 Steven Kruijswijk (Hol) Team Jumbo-Visma 0:01:21
9 Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe 0:01:26
10 Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe 0:01:32  

ÚLTIMO KM

PRÓXIMA ETAPA
A 7ª etapa, nesta sexta-feira, dia 9 de outubro, será de 143 km, de Matera a Brindisi, em um percurso praticamente plano, ao longo de estradas na maior parte largas e retas. Nos últimos 30 km, o percurso é rápido; nos últimos 5 km há passagens por ruas com curvas consecutivas e estreitamento parcial da faixa de rodagem. A 2 km da meta há um trecho em declive e uma subida muito leve. A última curva fica a 1.200m do final. Veja altimetria:

A 7ª etapa sai da Basilicata e vai a Puglia

AS ETAPAS
Etapa 1 – 3 de outubro – Monreale – Palermo – 15,1 km Contrarrelógio individual
Etapa 2 – 4 de outubro – Alcamo – Agrigento – 149 km
Etapa 3 – 5 de outubro – Enna – Etna (Linguaglossa Piano Provenzana) – 150 km
Etapa 4 – 6 de outubro – Catania – Villafranca Tirrena – 140 km
Etapa 5 – 7 de outubro – Mileto – Camigliatello Silano – 225 km
Etapa 6 – 8 de outubro – Castrovillari – Matera – 188 km
Etapa 7 – 9 de outubro – Matera – Brindisi – 143 km
Etapa 8 – 10 de outubro – Giovinazzo – Vieste (Gargano) – 200 km
Etapa 9 – 11 de outubro – San Salvo – Roccaraso (Aremogna) – 208 km
12 de outubro – Descanso
Etapa 10 – 13 de outubro – Lanciano – Tortoreto – 177 km
Etapa 11 – 14 de outubro – Porto Sant’Elpidio – Rimini – 182 km
Etapa 12 – 15 de outubro – Cesenatico – Cesenatico – 204 km
Etapa 13 – 16 de outubro – Cervia – Monselice – 192 km
Etapa 14 – 17 de outubro – Conegliano – Valdobbiadene – Contrarrelógio individual 34,1 km
Etapa 15 – 18 de outubro – Base Aerea Rivolto (Frecce Tricolori) – Piancavallo – 185 km
19 de outubro – Descanso
Etapa 16 – 20 de outubro – Udine – San Daniele del Friuli – 229 km
Etapa 17 – 21 de outubro – Bassano del Grappa – Madonna di Campiglio – 203 km
Etapa 18 – 22 de outubro – Pinzolo – Laghi di Cancano (Parco Nazionale dello Stelvio) – 207 km
Etapa 19 – 23 de outubro – Morbegno – Asti – 253 km
Etapa 20 – 24 de outubro – Alba – Sestriere – 198 km
Etapa 21 – 25 de outubro – Cernusco sul Naviglio – Milão – Contrarrelógio – 15,7 km

LEIA MAIS
Giro d’Itália no Bikemagazine