Giro 2020: Demare vence 7ª etapa, Sagan reclama do sprint

HomeCompetiçõesGiro D'Itália

Giro 2020: Demare vence 7ª etapa, Sagan reclama do sprint

Francês conquista sua segunda vitória seguida no Giro em dia marcado por novo recorde de velocidade média de 51,23 km/h para uma etapa de estrada da competição

Sagan e Demare na chegada em Brindisi

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/La Presse

O francês Arnaud Demare (Groupama-FDJ) conquistou sua segunda vitória seguida no sprint e a terceira no Giro d’Italia deste ano na 7ª etapa, entre Matera e Brindisi, nesta sexta-feira (9 de outubro), mais uma vez se beneficiando da excelente liderança de sua equipe e de sua própria velocidade e confiança.

Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) conseguiu alcançar a roda de Demare, que lidera a classificação por pontos, na linha de chegada, mas o francês controlou sua passagem. Sagan acenou com o braço após a meta, indicando que o francês havia mudado a trajetória. Ele mudou, mas não o suficiente para que os juízes da UCI o punissem. Michael Matthews (Team Sunweb) terminou em 3º e Ben Swift (Ineos Grenadiers) o 4º.

Demare comemora sua segunda vitória seguida no Giro

“Foi uma etapa muito rápida, com muito vento e muitos acidentes. Estava muito nervoso. Felizmente as coisas se acalmaram. Estava com muito vento até os quatro quilômetros para a meta e a chegada era sinuosa, dificultando a subida”, contou Demare.

“Foi um sprint ganho com os músculos. Fizemos isso com autoridade, graças à nossa força coletiva. Jacopo Guarnieri abriu meu caminho quando a equipe UAE tentou atrapalhar nossa chegada. Foi um verdadeiro sprint com todos os melhores velocistas na disputa”, completou.

Largada da etapa em Matera

Etapa bateu o recorde de velocidade do Giro, com velocidade média de 51,23 km/h

Os primeiros ataques dividiram o pelotão e deram início a um dia de corrida em alta velocidade, que marcou um novo recorde de 51,23 km/h para uma etapa de estrada Giro d’Italia.

O maglia rosa João Almeida esteve bem protegido pelo sua equipe Deceuninck-QuickStep e terminou com o mesmo tempo dos velocistas. “Foi assustador, principalmente na chegada, todo mundo estava nervoso e queria estar na frente. Mas tenho uma equipe perfeita e eles fizeram um trabalho perfeito. Acho que a maglia rosa me fortalece mentalmente também e amanhã é outro dia de rosa”, comemorou.

MELHORES MOMENTOS

TOP 10 DA ETAPA 7
1 Arnaud Demare (Fra) Groupama-FDJ 2:47:28
2 Peter Sagan (Svk) Bora-Hansgrohe m.t.
3 Michael Matthews (Aus) Team Sunweb m.t.
4 Ben Swift (GBr) Ineos Grenadiers m.t.
5 Alvaro Jose Hodeg Chagui (Col) Deceuninck-Quickstep m.t.
6 Rudy Barbier (Fra) Israel Start-Up Nation m.t.
7 Davide Ballerini (Ita) Deceuninck-Quickstep m.t.
8 Enrico Battaglin (Ita) Bahrain McLaren m.t.
9 Filippo Fiorelli (Ita) Bardiani CSF Faizane’ m.t.
10 Elia Viviani (Ita) Cofidis m.t.

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 João Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep 24:48:29
2 Pello Bilbao (Esp) Bahrain McLaren 0:00:43
3 Wilco Kelderman (Hol) Team Sunweb 0:00:48
4 Harm Vanhoucke (Bel) Lotto Soudal 0:00:59
5 Vincenzo Nibali (Ita) Trek-Segafredo 0:01:01
6 Domenico Pozzovivo (Ita) NTT Pro Cycling 0:01:05
7 Jakob Fuglsang (Din) Astana Pro Team 0:01:19
8 Steven Kruijswijk (Hol) Team Jumbo-Visma 0:01:21
9 Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe 0:01:26
10 Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe 0:01:32

PRÓXIMA ETAPA
A 8ª etapa, neste sábado, dia 10 de outubro, será de Giovinazzo a Vieste (Gargano), com 200 km. O pelotão vai percorrer a costa do Adriático; o primeiro trecho se estende por 90 quilômetros de Giovinazzo até o sprint intermediário inicial em Manfredonia, porta de entrada sul para Gargano. A corrida entra nesta península com antigos bosques de carvalhos e terá uma subida de segunda categoria no Monte Sant’Angelo, com extensão de 9,6 km e média de 6,1% Depois de descer de volta para a costa, a rota segue para o leste, cruzando uma subida de quarta categoria em La Guardia antes de chegar ao início do circuito de chegada de 14 km. Veja altimetria:

Percurso da 8ª etapa será na costa do Mar Adriático

Monte Sant’Angeloestá no percurso

Monte Sant’Angeloestá no percurso

AS ETAPAS
Etapa 1 – 3 de outubro – Monreale – Palermo – 15,1 km Contrarrelógio individual
Etapa 2 – 4 de outubro – Alcamo – Agrigento – 149 km
Etapa 3 – 5 de outubro – Enna – Etna (Linguaglossa Piano Provenzana) – 150 km
Etapa 4 – 6 de outubro – Catania – Villafranca Tirrena – 140 km
Etapa 5 – 7 de outubro – Mileto – Camigliatello Silano – 225 km
Etapa 6 – 8 de outubro – Castrovillari – Matera – 188 km
Etapa 7 – 9 de outubro – Matera – Brindisi – 143 km
Etapa 8 – 10 de outubro – Giovinazzo – Vieste (Gargano) – 200 km
Etapa 9 – 11 de outubro – San Salvo – Roccaraso (Aremogna) – 208 km
12 de outubro – Descanso
Etapa 10 – 13 de outubro – Lanciano – Tortoreto – 177 km
Etapa 11 – 14 de outubro – Porto Sant’Elpidio – Rimini – 182 km
Etapa 12 – 15 de outubro – Cesenatico – Cesenatico – 204 km
Etapa 13 – 16 de outubro – Cervia – Monselice – 192 km
Etapa 14 – 17 de outubro – Conegliano – Valdobbiadene – Contrarrelógio individual 34,1 km
Etapa 15 – 18 de outubro – Base Aerea Rivolto (Frecce Tricolori) – Piancavallo – 185 km
19 de outubro – Descanso
Etapa 16 – 20 de outubro – Udine – San Daniele del Friuli – 229 km
Etapa 17 – 21 de outubro – Bassano del Grappa – Madonna di Campiglio – 203 km
Etapa 18 – 22 de outubro – Pinzolo – Laghi di Cancano (Parco Nazionale dello Stelvio) – 207 km
Etapa 19 – 23 de outubro – Morbegno – Asti – 253 km
Etapa 20 – 24 de outubro – Alba – Sestriere – 198 km
Etapa 21 – 25 de outubro – Cernusco sul Naviglio – Milão – Contrarrelógio – 15,7 km

LEIA MAIS
Giro d’Itália no Bikemagazine