Giro: Ganna vence crono da 14ª etapa; Almeida aumenta liderança

HomeCompetiçõesGiro D'Itália

Giro: Ganna vence crono da 14ª etapa; Almeida aumenta liderança

Campeão mundial de contrarrelógio conquista sua terceira vitória no Giro 2020 e termina a prova com vantagem de 26 segundos sobre Rohan Dennis

O campeão mundial de contrarrelógio Filippo Ganna vence a 14ª etapa

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

O italiano Filippo Ganna (Ineos Grenadiers) honrou mais uma vez a camisa arco-íris de campeão mundial de contrarrelógio ao vencer, neste sábado (17 de outubro), a crono de 34,1km entre Conegliano e Valdobbiadene, um percurso com subidas, inclusive um grande prêmio de montanha, no Km 7,4, no Muro di Ca’ Del Poggio.

Em sua terceira vitória no Giro 2020, Ganna marcou o tempo de 42min40s, com velocidade média de 47,953km/h, e foi 26 segundos mais rápido que seu companheiro de equipe Rohan Dennis, bicampeão mundial de crono, que terminou em 2º. O norte-americano Brandon McNulty (UAE Emirates) foi o 3º, a 1min09s.

“Este é o meu terceiro sucesso no Giro, estou muito feliz e orgulhoso desta vitória. Neste último ano melhorei muito graças à ajuda da equipe e foram melhorias  necessárias para fazer performances como a de hoje”, disse Ganna, que venceu o contrarrelógio inicial do Giro e a 5ª etapa.

João Almeida amplia vantagem com a maglia rosa

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) fez uma prova excelente, terminou em 6º lugar a crono, a 1min1s, e aumentou a liderança com a maglia rosa. O líder ganhou mais 16 segundos na liderança e está agora com 56 segundos de vantagem sobre o holandês Wilco Kelderman (Sunweb), que fez o 9º melhor tempo no contrarrelógio, a 1min47s. Pello Bilbao (Bahrain McLaren) manteve a 3ª colocação e McNulty subiu para o 4º lugar, a 2min23s. Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo) continuou na 5ª colocação, a 2min30s.

“Foi um bom dia, fiz um grande contrarrelógio e agora tenho mais alguns segundos sobre o Wilco Kelderman na classificação geral. Espero continuar assim”, comemorou Almeida, que também lidera na classificação dos jovens. Aos 22 anos, o português é o primeiro ciclista Sub 23 na história do Giro a manter a camisa de líder por 12 etapas.

Arnaud Démare (Groupama – FDJ) continua com a liderança da classificação por pontos e Ruben Guerreiro (EF Pro Cycling) segue líder da classificação de montanha.

MELHORES MOMENTOS

TOP 10 DA ETAPA
1 Filippo Ganna (Ita) Ineos Grenadiers 0:42:40
2 Rohan Dennis (Aus) Ineos Grenadiers 0:00:26
3 Brandon McNulty (EUA) UAE Team Emirates 0:01:09
4 Thomas De Gendt (Bel) Lotto Soudal 0:01:11
5 Josef Cerny (Cze) CCC Team 0:01:16
6 João Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep 0:01:31
7 Tanel Kangert (Est) EF Pro Cycling 0:01:33
8 Jonathan Castroviejo Nicolas (Esp) Ineos Grenadiers 0:01:44
9 Wilco Kelderman (Hol) Team Sunweb 0:01:47
10 Jan Tratnik (Slo) Bahrain McLaren 0:02:00

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 João Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep 54:28:09
2 Wilco Kelderman (Hol) Team Sunweb 0:00:56
3 Pello Bilbao (Esp) Bahrain McLaren 0:02:11
4 Brandon McNulty (USA) UAE Team Emirates 0:02:23
5 Vincenzo Nibali (Ita) Trek-Segafredo 0:02:30
6 Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe 0:02:33
7 Domenico Pozzovivo (Ita) NTT Pro Cycling
8 Fausto Masnada (Ita) CCC Team 0:03:11
9 Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe 0:03:17
10 Jai Hindley (Aus) Team Sunweb 0:03:33

Próxima etapa
A segunda semana do Giro 2020 termina neste domingo, dia 18 de outubro, com a 15ª etapa, que vai homenagear a Frecce Tricolori, a esquadrilha de acrobacias aéreas italiana que celebra seu 60º aniversário em 2020. A etapa, que terá largada na Base Aérea Rivolto, segue até Piancavallo, com 185 km de percurso e quatro escaladas, com quatro prêmios de montanha, sendo três de categoria 2 e a chegada de categoria 1. A última é até Piancavallo, com 14,5 km a uma inclinação média de 10%, onde Marco Pantani foi o vencedor solo na primeira visita do Giro em 1998.

A subida foi escolhida o “Cima Pantani” deste ano, a escalada mais representativa do “Pirata”, um ídolo para sempre lembrado pelos fãs do ciclismo.

Veja altimetria:

A 15ª etapa terá largada da Base Aerea Rivolto, sede da Frecce Tricolori

 

AS ETAPAS
Etapa 1 – 3 de outubro – Monreale – Palermo – 15,1 km Contrarrelógio individual
Etapa 2 – 4 de outubro – Alcamo – Agrigento – 149 km
Etapa 3 – 5 de outubro – Enna – Etna (Linguaglossa Piano Provenzana) – 150 km
Etapa 4 – 6 de outubro – Catania – Villafranca Tirrena – 140 km
Etapa 5 – 7 de outubro – Mileto – Camigliatello Silano – 225 km
Etapa 6 – 8 de outubro – Castrovillari – Matera – 188 km
Etapa 7 – 9 de outubro – Matera – Brindisi – 143 km
Etapa 8 – 10 de outubro – Giovinazzo – Vieste (Gargano) – 200 km
Etapa 9 – 11 de outubro – San Salvo – Roccaraso (Aremogna) – 208 km
12 de outubro – Descanso
Etapa 10 – 13 de outubro – Lanciano – Tortoreto – 177 km
Etapa 11 – 14 de outubro – Porto Sant’Elpidio – Rimini – 182 km
Etapa 12 – 15 de outubro – Cesenatico – Cesenatico – 204 km
Etapa 13 – 16 de outubro – Cervia – Monselice – 192 km
Etapa 14 – 17 de outubro – Conegliano – Valdobbiadene – Contrarrelógio individual 34,1 km
Etapa 15 – 18 de outubro – Base Aerea Rivolto (Frecce Tricolori) – Piancavallo – 185 km
19 de outubro – Descanso
Etapa 16 – 20 de outubro – Udine – San Daniele del Friuli – 229 km
Etapa 17 – 21 de outubro – Bassano del Grappa – Madonna di Campiglio – 203 km
Etapa 18 – 22 de outubro – Pinzolo – Laghi di Cancano (Parco Nazionale dello Stelvio) – 207 km
Etapa 19 – 23 de outubro – Morbegno – Asti – 253 km
Etapa 20 – 24 de outubro – Alba – Sestriere – 198 km
Etapa 21 – 25 de outubro – Cernusco sul Naviglio – Milão – Contrarrelógio – 15,7 km

LEIA MAIS
Giro d’Itália no Bikemagazine