Giro 2020: Filippo Ganna estreia arco-íris com vitória na crono

HomeCompetiçõesGiro D'Itália

Giro 2020: Filippo Ganna estreia arco-íris com vitória na crono

Italiano de 24 anos, em sua primeira vez na competição, é o primeiro maglia rosa depois de marcar 15min24s no contrarrelógio em Palermo

Filippo Ganna, o novo campeão mundial de contrarrelógio, vence a 1ª etapa do Giro

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

Novo campeão mundial de contrarrelógio, o italiano Filippo Ganna (Ineos Grenadiers) estreou a camisa arco-íris com vitória na abertura do Giro d’Italia, neste sábado, em Palermo. O ciclista de 24 anos, em sua primeira vez no Giro, foi o mais rápido na crono de 15,1 km ao marcar o tempo de 15min24s e é o primeiro a vestir a maglia rosa de líder da classificação geral.

“Eu sabia que era um dos favoritos e tentei manter a calma e o foco. Conseguimos. Que resultado fantástico e que emoção usar a maglia rosa no meu primeiro Giro, que é um bom presságio para o resto da corrida”, comemorou Ganna. 

Por conta do percurso, que começava em subida no primeiro quilômetro e praticamente descia os 14km restantes direção à chegada, o campeão mundial pedalou com uma relação bastante incomum: coroas 60×34 e cassete 11×30. Top Ganna, como é chamado pela imprensa italiana, completou os 15,1km em 15min24s a uma velocidade média de 58,8km/h.

Ganna, o primeiro maglia rosa

O português João Almeida (Deceuninck-Quickstep), que liderou com o melhor tempo boa parte da etapa, terminou em 2º, a 22 segundos; o dinamarquês Mikkel Bjerg (UAE Emirates) foi o 3º, a 23 segundos.

Entre os favoritos da classificação geral, Geraint Thomas (Ineos Grenadiers) ficou entre os melhores colocados, com o 4º melhor tempo, a 24 segundos.

A prova, entre Monreale e Palermo, foi marcada por fortes ventos e houve duas quedas significativas: Victor Campenaerts (NTT Pro Cycling), detentor do recorde da hora e um dos favoritos para a crono, caiu e criticou o estado da pavimentação; o colombiano Miguel Angel Lopez (Astana) sofreu uma queda forte antes do segundo tempo de verificação e teve que ser levado de ambulância.

TOP 10 DA ETAPA 1
1 Filippo Ganna (Ita) Ineos Grenadiers 0:15:24
2 Joao Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep 0:00:22
3 Mikkel Bjerg (Din) UAE Team Emirates 0:00:23
4 Geraint Thomas (GBr) Ineos Grenadiers 0:00:24
5 Tobias Foss (Nor) Team Jumbo-Visma 0:00:31
6 Josef Cerny (Pol) CCC Team 0:00:36
7 Matteo Sobrero (Ita) NTT Pro Cycling 0:00:41
8 Lawson Craddock (EUA) EF Pro Cycling 0:00:41
9 Miles Scotson (Aus) Groupama-FDJ 0:00:42
10 Matthias Brändle (Aut) Israel Start-Up Nation 0:00:42

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 Filippo Ganna (Ita) Ineos Grenadiers 0:15:24
2 Joao Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep 0:00:22
3 Mikkel Bjerg (Din) UAE Team Emirates m.t.
4 Geraint Thomas (GBr) Ineos Grenadiers 0:00:23
5 Tobias Foss (Nor) Team Jumbo-Visma 0:00:31
6 Josef Cerny (Pol) CCC Team 0:00:36
7 Matteo Sobrero (Ita) NTT Pro Cycling 0:00:40
8 Lawson Craddock (EUA) EF Pro Cycling 0:00:41
9 Miles Scotson (Aus) Groupama-FDJ 0:00:42
10 Matthias Brändle (Aut) Israel Start-Up Nation m.t.

AS CAMISAS
Maglia Rosa, líder da classificação geral, patrocinada pela Enel – Filippo Ganna (Ineos Grenadiers)
Maglia Ciclamino, líder na classificação por pontos, patrocinado por Segafredo Zanetti – Filippo Ganna (Ineos Grenadiers)
Maglia Azzurra, líder de montanha, patrocinado pela Banca Mediolanum – Rick Zabel (Israel Start-Up Nation)
Maglia Bianca, líder da classificação dos jovens, patrocinado pela Eurospin – Filippo Ganna (Ineos Grenadiers)

Giro começou na Sicília com crono em Palermo

PRÓXIMA ETAPA
No segundo dia na Sicília, neste domingo (4 de outubro), a 2ª etapa terá 149 km, entre Alcamo e Agrigento. De Alcamo, localizado a cerca de 50 quilômetros a oeste de Palermo, a rota segue para o sul, cruzando a província de Trapani, cruzando uma subida de quarta categoria em Santa Ninfa e passando pelo primeiro sprint da corrida em Partanna. Depois, o percurso é mais plano e a estrada principal que corre na costa ou perto da costa em direção a Agrigento tem suaves ondulações. O percurso, então, sobe até Agrigento com uma média de 5,3% de inclinação, com ponto máximo de 9% logo após os 3 km restantes. Veja altimetria:

Altimetria da 2ª etapa, entre Alcamo e Agrigento

 

AS ETAPAS
Etapa 1 – 3 de outubro – Monreale – Palermo – 15,1 km Contrarrelógio individual
Etapa 2 – 4 de outubro – Alcamo – Agrigento – 149 km
Etapa 3 – 5 de outubro – Enna – Etna (Linguaglossa Piano Provenzana) – 150 km
Etapa 4 – 6 de outubro – Catania – Villafranca Tirrena – 140 km
Etapa 5 – 7 de outubro – Mileto – Camigliatello Silano – 225 km
Etapa 6 – 8 de outubro – Castrovillari – Matera – 188 km
Etapa 7 – 9 de outubro – Matera – Brindisi – 143 km
Etapa 8 – 10 de outubro – Giovinazzo – Vieste (Gargano) – 200 km
Etapa 9 – 11 de outubro – San Salvo – Roccaraso (Aremogna) – 208 km
12 de outubro – Descanso
Etapa 10 – 13 de outubro – Lanciano – Tortoreto – 177 km
Etapa 11 – 14 de outubro – Porto Sant’Elpidio – Rimini – 182 km
Etapa 12 – 15 de outubro – Cesenatico – Cesenatico – 204 km
Etapa 13 – 16 de outubro – Cervia – Monselice – 192 km
Etapa 14 – 17 de outubro – Conegliano – Valdobbiadene – Contrarrelógio individual 34,1 km
Etapa 15 – 18 de outubro – Base Aerea Rivolto (Frecce Tricolori) – Piancavallo – 185 km
19 de outubro – Descanso
Etapa 16 – 20 de outubro – Udine – San Daniele del Friuli – 229 km
Etapa 17 – 21 de outubro – Bassano del Grappa – Madonna di Campiglio – 203 km
Etapa 18 – 22 de outubro – Pinzolo – Laghi di Cancano (Parco Nazionale dello Stelvio) – 207 km
Etapa 19 – 23 de outubro – Morbegno – Asti – 253 km
Etapa 20 – 24 de outubro – Alba – Sestriere – 198 km
Etapa 21 – 25 de outubro – Cernusco sul Naviglio – Milão – Contrarrelógio – 15,7 km

LEIA MAIS
Giro d’Itália no Bikemagazine

ÚLTIMO KM