Volta a Espanha 2020: confira as etapas e altimetrias

HomeCompetiçõesVolta a Espanha

Volta a Espanha 2020: confira as etapas e altimetrias

Com o Tourmalet e o Angliru no percurso, competição que terá 18 etapas larga dia 20 de outubro de Irún e termina dia 8 de novembro em Madrid

Vuelta de 2020 terá 18 etapas ao invés das usuais 21 etapas

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

A Volta a Espanha 2020 começa na terça-feira (20 de outubro) reduzida a 18 etapas, ao invés das 21 usuais. A mudança de data da competição, em sua 75ª edição, por causa da pandemia coronavírus, vai coincidir com as etapas finais do Giro d’Itália, que termina dia 25. A Vuelta segue até o dia 8 de novembro, com um percurso modificado do previsto anteriormente, e não vai mais cruzar a fronteira com Portugal. O esloveno Primoz Roglic vai usar a dorsal de número 1 na competição.

Com a mudança no trajeto, a Vuelta 2020 ficará mais difícil na terceira semana, já que duas etapas com provável chegada em sprint em Portugal foram substituídas por etapas nas montanhas do Oeste espanhol. Permanecem no percurso o Col du Tourmalet antes do primeiro dia de descanso e o Angliru antes do segundo dia de descanso.

Com percurso total de 2.892,2 km, a competição larga de Irún, local de partida do Caminho de Santiago do Norte, e termina em Madrid, com 47 escaladas categorizadas. O “Cima Alberto Fernandez” deste ano – uma escalada especial de categoria 1 que decidirá qualquer desempate necessário para a classificação de montanhas – será no Tourmalet. A segunda semana promete ser a mais difícil, com uma chegada ao cume do Alto de la Farrapona na 11ª etapa e, no dia seguinte, a escalada ao Angliru.

A organização informou que o acesso do público será restrito e em alguns locais vetado durante as etapas, principalmente nas montanhas.

Percurso da Vuelta 2020

A terceira semana da Vuelta começará com o único contrarrelógio individual da corrida – um teste de 33,7 km na 13ª etapa, com chegada na barragem de Ézaro, que atinge inclinação de até 28%. Na penúltima etapa, a chegada será no Alto de la Covatilla.

Vuelta começa com etapa com chegada ao alto em Eibar

Primeira semana
A Vuelta começa com escalada, no dia 20, com uma etapa de 173 km, entre Irun a Arrate, com chegada ao alto em Eibar. A etapa conta com quatro escaladas categorizadas e os 25 km finais prometem testar as pernas. A subida final termina a cerca de um quilômetro da meta.

Mais um dia de subidas, com três escaladas categorizadas na 2ª etapa

A 2ª etapa, na quarta-feira, dia 21 de outubro, terá 151,6 km, de Pamplona a Lekunberri. Outro dia de montanha, desta vez com três escaladas categorizadas. A etapa conta com uma subida de categoria 1 antes de uma rápida descida de 17 km até a linha.

Subida de categoria 1 na chegada da 3ª etapa

A 3ª etapa, na quinta-feira, dia 22 de outubro, de Lodosa a Laguna Negra, com 166,1 km, será um dia de escalada constante até a meta, novamente uma subida de categoria 1.

A 4ª etapa deve ser a primeira para velocistas

A 4ª etapa, na sexta-feira, dia 23 de outubro, de MGarray. Numancia a Ejea de los Caballeros, terá 191,7 km e deverá ser a primeira etapa para os velocistas, apesar das ondulações do percurso.

Duas escaladas de categoria 2 e uma de categoria 3 na 5ª etapa

A 5ª etapa, no sábado, dia 24 de outubro, será novamente nas montanhas. A etapa de 184,4 km, de Huesca a Sabiñánigo, será de muito sobe e desce, com duas escaladas de categoria 2 e uma de categoria 3. O trecho final será em uma descida rápida e técnica.

Primeira semana termina no Col du Tourmalet

A primeira semana termina na 6ª etapa, no domingo, dia 25 de outubro, com um grande dia nas montanhas. A etapa tem uma escalada de categoria 1 para começar e duas de categoria especial, com a chegada no Col du Tourmalet, a 2.115 metros de altitude.

O Alto de Orduña é o desafio da 7ª etapa

Segunda semana
Depois do primeiro dia de descanso, a Vuelta recomeça na 7ª etapa, na terça-feira, dia 27 de outubro, com 159,7 km entre Vitoria-Gasteiz a Villanueva de Valdegovia. A etapa inclui duas escaladas ao Alto de Orduña, de categoria 1, em mais um dia de sobe e desce.

Alto de Moncalvillo na chegada da 8ª etapa

A 8ª etapa, na quarta-feira, dia 28 de outubro, com 164 km, de Logroño ao Alto de Moncalvillo, conta com uma subida de categoria 2 e final em subida, até Moncalvillo, a 1.490 metros de altitude.

Percurso para velocistas na 9ª etapa

A 9ª etapa, na quinta-feira, dia 29 de outubro, com 157,7 km, de B.M. Cid Campeador. Castrillo del Val a Aguilar de Campoo, será finalmente mais um dia para os velocistas, com um percurso rápido.

Série de subidas curtas ao estilo de uma clássica na 10ª etapa

A 10ª etapa, na sexta-feira, dia 30 de outubro, com 185 km, de Castro Urdiales a Suances, será uma etapa ao estilo de uma clássica, com uma série de subidas não categorizadas.

Cinco escaladas categorizadas na 11ª etapa

A 11ª etapa, no sábado, dia 31 de outubro, de Villaviciosa. Alto de La Farrapona até Lagos de Somiedo, com 170 km de percurso, é considerada uma das mais difíceis, com cinco escaladas categorizadas, quatro das quais de categoria 1, incluindo a chegada ao alto, a 1.708 metros de altitude.

Escalada ao Alto de l’Angliru na 12ª etapa

A segunda semana termina no domingo, dia 1º de novembro. A 12ª etapa, de La Pola Llaviana ao Alto de l’Angliru, com 109,4 km, é curta, mas será implacável com a mítica subida de 1.560 metros de altitude no final.

Contrarrelógio individual abre a terceira semana

Terceira semana
A terceira e última semana da Vuelta começa na terça-feira, 3 de novembro, com a 13ª etapa, com uma contrarrelógio individual de 33,7 km, de Muros. Mirador de Ézaro a Dumbría, a única prova de crono da competição de 2020, com uma subida nos últimos 2 quilômetros que pode complicar.

Altimetria da 14ª etapa, com percurso misto

A 14ª etapa, na quarta-feira, dia 4 de novembro, de Lugo a Ourense, com 204,7 km, conta com um percurso misto, com estradas onduladas que tanto podem favorecer uma fuga quanto uma chegada em sprint – se os velocistas ainda tiverem forças depois de tantas montanhas.

Cinco subidas de categoria 3 no trajeto reformulado da 15ª etapa

A 15ª etapa, na quinta-feira, dia 5 de novembro, de 230,8 km, de Mos a Puebla de Sanabria, é uma das etapas modificadas da Vuelta de 2020. A princípio, o percurso deveria seguir para o sul, da cidade galega de Mos, até Porto, a segunda maior cidade de Portugal. Com a mudança para a cidade espanhola de Puebla de Sanabria, no noroeste da Espanha, a etapa terá cinco subidas de categoria 3. O terreno ondulado e o provável mau tempo que predomina na área no outono serão dificuldades extras.

Alto de Robledo é o desafio da 16ª etapa

A 16ª etapa, na sexta-feira, dia 6 de novembro, será de Salamanca a Ciudad Rodrigo, com 162km. A etapa vai levar o pelotão às montanhas remotas da Sierra de Francia, com uma subida de categoria 2 no meio do percurso e o Alto de Robledo, de categoria 1, a 35 quilômetros do final.

Chegada ao Alto de La Covatilla na penúltima etapa

A 17ª e penúltima etapa da Vuelta, no sábado, dia 7 de novembro, será de Sequeros ao Alto de La Covatilla, com 178,2 km de escaladas categorizadas antes do grande final em La Covatilla, a 1965 metros de altitude.

Percurso da etapa final até Madrid

A etapa final, dia 8 de novembro, será de 124,2 km, entre o Hipódromo de la Zarzuela e Madrid, um dia para celebrar e a oportunidade final dos velocistas comemorarem uma temporada de Grand Tour bem diferente das que estávamos acostumados.

PERCURSO DA VUELTA 2020

AS ETAPAS
Etapa 1 – 20 de outubro – Irun Arrate – Eibar – 173 km
Etapa 2 – 21 de outubro – Pamplona – Lekunberri – 151,6 km
Etapa 3 – 22 de outubro – Lodosa – Laguna Negra – 166,1 km
Etapa 4 – 23 de outubro – MGarray. Numancia – Ejea de los Caballeros – 191,7 km
Etapa 5 – 24 de outubro – Huesca – Sabiñánigo 184,4 km
Etapa 6 – 25 de outubro – Biescas – Col du Tourmalet 136,6 km
26 de outubro – Dia de descanso
Etapa 7 – 27 de outubro – Vitoria-Gasteiz – Villanueva de Valdegovia 159,7 km
Etapa 8 – 28 de outubro – Logroño – Alto de Moncalvillo 164 km
Etapa 9 – 29 de outubro – B.M. Cid Campeador. Castrillo del Val – Aguilar de Campoo 157,7 km
Etapa 10 – 30 de outubro – Castro Urdiales – Suances 185 km
Etapa 11 – 31 de outubro – Villaviciosa. Alto de La Farrapona – Lagos de Somiedo 170 km
Etapa 12 – 1 de novembro – La Pola Llaviana – Alto de L’Angliru 109,4 km
2 de novembro – Dia de descanso
Etapa 13 – 3 de novembro – Muros. Mirador de Ézaro – Dumbría 33,7 (contrarrelógio)
Etapa 14 – 4 de novembro – Lugo – Ourense 204,7 km
Etapa 15 – 5 de novembro – Mos – Puebla de Sanbria 230,8 km
Etapa 16 – 6 de novembro – Salamanca – Ciudad Rodrigo – 162 km
Etapa 17 – 7 de novembro – Sequeros – Alto de La Covatilla – 178,2 km
Etapa 18 – 8 de novembro – Hipódromo de la Zarzuela – Madrid 124,2 km

LEIA MAIS
Volta a Espanha no Bikemagazine