Giro: Geoghegan Hart vence 15ª etapa; Almeida luta e segura maglia rosa

HomeCompetiçõesCiclismo

Giro: Geoghegan Hart vence 15ª etapa; Almeida luta e segura maglia rosa

Na dura etapa com chegada ao alto, o português João Almeida conseguiu manter a liderança, apesar da vantagem ter caído para 15 segundos

Tao Geoghegan Hart na vitória da 15ª etapa

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

Tao Geoghegan Hart (Ineos Grenadiers) conquistou neste sábado (18 de outubro) sua primeira vitória Grand Tour ao vencer a 15ª etapa do Giro d’Italia, com dura chegada ao alto em Piancavallo, após percurso de 185 km. Hart encerrou a etapa com o tempo de 4h58min52s, a uma velocidade média de 37.140km/h. Wilco Kelderman (Sunweb) ficou em 2º, a 2 segundos, e se companheiro de equipe Jai Hindley foi o 3º, a 4 segundos.

“Não posso acreditar, tivemos um Giro muito difícil até agora, depois de perder Geraint Thomas, mas esta equipe é extraordinária e estamos todos mostrando do que somos capazes, etapa a etapa”, comemorou o vencedor.

A etapa largou da Base Aérea de Rivolto, sede da Freccia Tricolori, que fez acrobacias aéreas que encheram os olhos dos fãs.

Frecce Tricolori na largada da etapa na base aérea de Rivolto

João Almeida sofreu, mas segurou a liderança

O maglia rosa João Almeida (Deceuninck-QuickStep), que começou o dia com 56 segundos à frente de Kelderman e 2min11s sobre Pello Bilbao (Bahrain McLaren), dois bons escaladores, sabia que a etapa poderia significar o fim de sua liderança, mas, depois de resistir heroicamente nos últimos quilômetros ao ataque de Kelderman, o português sem conseguir disfarçar a dor e – literalmente – com a língua de fora, conseguiu manter a preciosa camisa rosa.

Almeida finalmente cruzou na quarta colocação, a 37 segundos. Perdeu tempo, mas manteve a liderança, agora com 15 segundos de vantagem sobre Kelderman. “Com certeza estou muito feliz”, disse Almeida. “Fui no meu limite, foi sofrido até o final, fiz tudo o que podia para manter a camisa e consegui.”

João Almeida cruzou a meta na quarta colocação – Foto Massimo Paolone/LaPresse

A etapa difícil, com quatro subidas categorizadas que incluíram três subidas de categoria dois em Sella Chianzutan (65 km), Forcella di Monte Rest (105 km), Forcella di Pala Barzana (143 km) e a chegada em Piancavallo, de categoria 1, a 1.290 metros de altitude, complicou as chances de lutar na classificação geral dos italianos Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo) e Domenico Pozzovivo (NTT Pro Cycling), que perderam tempo na subida final. Nibali cruzou em 10º, a 1min36s, e caiu para a 7ª colocação na classificação geral, a 3 min29s. Pozzovivo perdeu quase 2 minutos e caiu para o 8º lugar, a 3min50s.

Na classificação das camisas houve mudança na maglia azzurra, da classificação de montanha, que agora tem como líder Giovanni Visconti (Vini Zabu’ – Brado – KTM). Almeida segue com a branca de melhor jovem e Arnaud Demare (Groupama-FDJ) com a ciclamino da classificação por pontos.

Kelderman, Geoghegan e Hindley no ataque a Almeida – Foto Fabio Ferrari/LaPresse

TOP 10 DA ETAPA
1 Tao Geoghegan Hart (GBr) Ineos Grenadiers 4:58:52
2 Wilco Kelderman (Hol) Team Sunweb 0:00:02
3 Jai Hindley (Aus) Team Sunweb 0:00:04
4 João Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep 0:00:37
5 Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe 0:01:22
6 Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe 0:01:29
7 James Knox (GBr) Deceuninck-Quickstep 0:01:36
8 Pello Bilbao (Esp) Bahrain McLaren m.t.
9 Jakob Fuglsang (Din) Astana Pro Team m.t.
10 Vincenzo Nibali (Ita) Trek-Segafredo m.t.

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 João Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep 59:27:38
2 Wilco Kelderman (Hol) Team Sunweb 0:00:15
3 Jai Hindley (Aus) Team Sunweb 0:02:56
4 Tao Geoghegan Hart (GBr) Ineos Grenadiers 0:02:57
5 Pello Bilbao (Esp) Bahrain McLaren 0:03:10
6 Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe 0:03:18
7 Vincenzo Nibali (Ita) Trek-Segafredo 0:03:29
8 Domenico Pozzovivo (Ita) NTT Pro Cycling 0:03:50
9 Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe 0:04:09
10 Fausto Masnada (Ita) Deceuninck-QuickStep 0:04:12

MELHORES MOMENTOS

Próxima etapa
Nesta segunda-feira o pelotão terá seu segundo dia de descanso. Na terça-feira, a terceira e última semana do Giro começa com uma longa etapa, de 229 km, entre Udine e San Daniele del Friuli. A 16ª etapa, será mais um dia ao estilo “clássica”, com seis subidas categorizadas, todas de terceira categoria, exceto a primeira, a Madonnina del Domm, que começa após 19km de corrida, com pouco menos de 11 km de comprimento e uma média de 7,1% de inclinação.

Depois vem o Monte Spig e a Monteaperta antes do circuito de chegada, que é percorrido três vezes, com duas subidas nele, a primeira muito curta, até o Castello di Susans, e a segunda, muito mais difícil, ao Monte di Ragogna, que tem uma média de 10,4% em 2,8 quilômetros, mas chega a atingir os 16%. O final do percurso conta com uma última rampa, com 20% no quilômetro final enquanto a estrada sobe a San Daniele del Friuli.

A 16ª etapa tem seis subidas categorizadas

AS ETAPAS
Etapa 1 – 3 de outubro – Monreale – Palermo – 15,1 km Contrarrelógio individual
Etapa 2 – 4 de outubro – Alcamo – Agrigento – 149 km
Etapa 3 – 5 de outubro – Enna – Etna (Linguaglossa Piano Provenzana) – 150 km
Etapa 4 – 6 de outubro – Catania – Villafranca Tirrena – 140 km
Etapa 5 – 7 de outubro – Mileto – Camigliatello Silano – 225 km
Etapa 6 – 8 de outubro – Castrovillari – Matera – 188 km
Etapa 7 – 9 de outubro – Matera – Brindisi – 143 km
Etapa 8 – 10 de outubro – Giovinazzo – Vieste (Gargano) – 200 km
Etapa 9 – 11 de outubro – San Salvo – Roccaraso (Aremogna) – 208 km
12 de outubro – Descanso
Etapa 10 – 13 de outubro – Lanciano – Tortoreto – 177 km
Etapa 11 – 14 de outubro – Porto Sant’Elpidio – Rimini – 182 km
Etapa 12 – 15 de outubro – Cesenatico – Cesenatico – 204 km
Etapa 13 – 16 de outubro – Cervia – Monselice – 192 km
Etapa 14 – 17 de outubro – Conegliano – Valdobbiadene – Contrarrelógio individual 34,1 km
Etapa 15 – 18 de outubro – Base Aerea Rivolto (Frecce Tricolori) – Piancavallo – 185 km
19 de outubro – Descanso
Etapa 16 – 20 de outubro – Udine – San Daniele del Friuli – 229 km
Etapa 17 – 21 de outubro – Bassano del Grappa – Madonna di Campiglio – 203 km
Etapa 18 – 22 de outubro – Pinzolo – Laghi di Cancano (Parco Nazionale dello Stelvio) – 207 km
Etapa 19 – 23 de outubro – Morbegno – Asti – 253 km
Etapa 20 – 24 de outubro – Alba – Sestriere – 198 km
Etapa 21 – 25 de outubro – Cernusco sul Naviglio – Milão – Contrarrelógio – 15,7 km

LEIA MAIS
Giro d’Itália no Bikemagazine