Vuelta 2020: Carthy vence no Angliru; Carapaz retoma liderança

HomeCompetiçõesCiclismo

Vuelta 2020: Carthy vence no Angliru; Carapaz retoma liderança

Roglic deu sinais de cansaço e cruzou em 5º, a 10 segundos de Carapaz, que terminou em 4º; pelotão descansa nesta segunda-feira e retorna com contrarrelógio na terça-feira

Hugh Carthy conquista a etapa com chegada no Angliru

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/Unipublic

O britânico Hugh Carthy (EF Pro Cycling) conquistou a 12ª etapa da Volta a Espanha, com chegada ao Alto do Angliru, neste domingo (1 de novembro), e festejou sua primeira vitória em um Gran Tour. Aleksandr Vlasov (Astana) e Enric Mas (Movistar) ficaram em 2º e 3º, a 16 segundos.

“É um sonho que se torna realidade vencer qualquer corrida profissional, mas para vencer uma etapa de Grand Tour em uma escalada mítica, não existe nada melhor do que isso”, disse Carthy, que atacou em ziguezague à medida que a inclinação ao topo diminuía até conseguir uma vantagem sólida. Com a vitória, Carthy ultrapassou Dan Martin (Israel Start-Up Nation) e passou a ocupar o 3º lugar na classificação geral, a 32 segundos do novo líder, Richard Carapaz (Ineos-Grenadiers).

O grupo da ponta na escalada ao Angliru

Carapaz, que passou os últimos três dias empatado com Primoz Roglic (Jumbo-Visma) no topo da classificação geral, conseguiu recuperar a camisa vermelha ao abrir 10 segundos de vantagem sobre o esloveno, na 4ª colocação da etapa.

“Essa subida fez uma seleção natural. Já gastamos muita energia ontem e foi uma etapa muito difícil hoje. Lembrei-me de 2017, mas tem sido incrível. Tentei no final, Mas e Carthy também, eu continuei no meu ritmo e isso me deu uma vantagem de 10 segundos. Isso é ótimo para nós, estamos indo em direção ao contrarrelógio com a ideia de dar o nosso melhor e defender a liderança”, disse o equatoriano.

“Estou muito feliz por usar a camisa vermelha novamente. É uma coisa boa para mim, para a equipe e para tudo o que temos feito”, completou.

Roglic perde a camisa vermelha antes do segundo dia de descanso

A 3,5 km do topo, Enric Mas acelerou e movimentou o grupo escapado, com dez ciclistas. Alguns metros depois, Roglic mostrou que estava sem forças e acabou terminando em 5º. “Foi uma escalada muito difícil, não tive o melhor dia, mas no final está tudo bem. Agora vamos continuar com o contrarrelógio na terça-feira. Definitivamente, será muito difícil. Farei o meu melhor e veremos”, comentou.

ÚLTIMO KM

¨¨¨¨¨¨

TOP 10 DA ETAPA
1 Hugh Carthy (GBr) EF Pro Cycling 03:08:40
2 Aleksandr Vlasov (Rus) Astana Pro Team 00:00:16
3 Enric Mas Nicolau (Esp) Movistar Team 00:00:16
4 Richard Carapaz (Ecu) Ineos Grenadiers 00:00:16
5 Primoz Roglic (Slo) Team Jumbo-Visma 00:00:26
6 Sepp Kuss (EUA) Team Jumbo-Visma 00:00:26
7 Daniel Martin (Irl) Israel Start-Up Nation 00:00:26
8 Wout Poels (Hol) Bahrain McLaren 00:01:35
9 Michael Woods (Can) EF Pro Cycling 00:01:35
10 Felix Grossschartner (Aut) Bora-Hansgrohe 00:02:15

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 Richard Carapaz (Ecu) Ineos Grenadiers 48:29:27
2 Primoz Roglic (Slo) Team Jumbo-Visma 00:00:10
3 Hugh Carthy (GBr) EF Pro Cycling 00:00:32
4 Daniel Martin (Irl) Israel Start-Up Nation 00:00:35
5 Enric Mas Nicolau (Esp) Movistar Team 00:01:50
6 Wout Poels (Hol) Bahrain McLaren 00:05:13
7 Felix Grossschartner (Aut) Bora-Hansgrohe 00:05:30
8 Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team 00:06:22
9 Aleksandr Vlasov (Rus) Astana Pro Team 00:06:41
10 Mikel Nieve Iturralde (Esp) Mitchelton-Scott 00:06:42

Nesta segunda-feira a Vuelta tem seu dia de descanso e, na terça-feira, será disputado um contrarrelógio individual de 33,7 km, de Muros. Mirador de Ézaro a Dumbría, a única prova de crono da competição de 2020, com uma subida nos últimos 2 quilômetros.

Contrarrelógio individual abre a terceira semana

AS ETAPAS
Etapa 1 – 20 de outubro – Irun Arrate – Eibar – 173 km
Etapa 2 – 21 de outubro – Pamplona – Lekunberri – 151,6 km
Etapa 3 – 22 de outubro – Lodosa – Laguna Negra – 166,1 km
Etapa 4 – 23 de outubro – MGarray. Numancia – Ejea de los Caballeros – 191,7 km
Etapa 5 – 24 de outubro – Huesca – Sabiñánigo 184,4 km
Etapa 6 – 25 de outubro – Biescas – Aramon Formigal 146,4 km
26 de outubro – Dia de descanso
Etapa 7 – 27 de outubro – Vitoria-Gasteiz – Villanueva de Valdegovia 159,7 km
Etapa 8 – 28 de outubro – Logroño – Alto de Moncalvillo 164 km
Etapa 9 – 29 de outubro – B.M. Cid Campeador. Castrillo del Val – Aguilar de Campoo 157,7 km
Etapa 10 – 30 de outubro – Castro Urdiales – Suances 185 km
Etapa 11 – 31 de outubro – Villaviciosa. Alto de La Farrapona – Lagos de Somiedo 170 km
Etapa 12 – 1 de novembro – La Pola Llaviana – Alto de L’Angliru 109,4 km
2 de novembro – Dia de descanso
Etapa 13 – 3 de novembro – Muros. Mirador de Ézaro – Dumbría 33,7 (contrarrelógio)
Etapa 14 – 4 de novembro – Lugo – Ourense 204,7 km
Etapa 15 – 5 de novembro – Mos – Puebla de Sanbria 230,8 km
Etapa 16 – 6 de novembro – Salamanca – Ciudad Rodrigo – 162 km
Etapa 17 – 7 de novembro – Sequeros – Alto de La Covatilla – 178,2 km
Etapa 18 – 8 de novembro – Hipódromo de la Zarzuela – Madrid 124,2 km

LEIA MAIS
Volta a Espanha no Bikemagazine