Gaudu vence 17ª etapa; Roglic perde tempo, mas segura liderança

HomeCompetiçõesCiclismo

Gaudu vence 17ª etapa; Roglic perde tempo, mas segura liderança

Francês conquista vitória solo na última etapa de montanha da Volta a Espanha; Carapaz ataca, mas não consegue superar vantagem de Roglic, que lidera com 24 segundos

Gaudu conquista vitória solo

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/Unipublic

David Gaudu (Groupama-FDJ) venceu neste sábado a 17ª e penúltima etapa da Volta a Espanha 2020, a despedida do pelotão das montanhas. O francês, que estava no grupo escapado, faturou uma vitória solo no Alto de La Covatilla, a 1.965 metros de altitude, com o tempo de 4h54min32s. O suíço Gino Mäder (NTT Pro Cycling) ficou em 2º, a 28 segundos, e o espanhol Ion Izaguirre (Astana) foi o 3º, a 1min05s.

 

Os desafios das escaladas finais da Vuelta movimentaram muitos atacantes. Logo no início da etapa, 34 escaparam, incluindo David Gaudu, que já tinha vencido a 11ª etapa da Vuelta 2020. O grupo chegou a abrir 4min07s de vantagem, com o francês sempre em ritmo forte. “Foi indescritível. Fizemos um ótimo trabalho em equipe e no final eu estava forte”, comemorou.

Na batalha da classificação geral, o equatoriano Richard Carapaz (Ineos-Grenadiers) fez um forte ataque final, mas não conseguiu superar a vantagem de Primoz Roglic (Jumbo-Visma) com a camisa vermelha. A um dia do fim, Roglic está bem perto de sua segunda vitória seguida na Vuelta. O esloveno perdeu tempo, mas ainda lidera a classificação geral, agora com 24 segundos sobre Carapaz, e segue na liderança da classificação por pontos.

Roglic bem perto de sua segunda vitória seguida na Vuelta

Hugh Carthy (EF Pro Cycling), 3º na classificação geral, foi o primeiro a colocar Roglic sob pressão em La Covatilla, forçando o esloveno a reagir. Com apenas Roglic, Carapaz, Enric Mas (Movistar) e Alexander Vlasov (Astana) ainda com ele, Carthy fez mais dois ataques, mas foi Carapaz quem deu o golpe decisivo, escapando sozinho no meio da subida. “Foi emocionante. Eu sabia que, se eu seguisse meu próprio ritmo, deveria ser o suficiente”, disse Roglic.

ÚLTIMO KM

TOP 10 DA ETAPA
1 David Gaudu (Fra) Groupama-FDJ 4:54:32
2 Gino Mäder (Sui) NTT Pro Cycling 0:00:28
3 Ion Izaguirre Insausti (Esp) Astana Pro Team 0:01:05
4 David De la Cruz Melgarejo (Esp) UAE Team Emirates
5 Mark Donovan (GBr) Team Sunweb 0:01:53
6 Michael Storer (Aus) Team Sunweb
7 Guillaume Martin (Fra) Cofidis 0:02:23
8 Richard Carapaz (Equa) Ineos Grenadiers 0:02:35
9 Hugh Carthy (GBr) EF Pro Cycling 0:02:50
10 Primoz Roglic (Slo) Team Jumbo-Visma 0:02:56

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 Primoz Roglic (Slo) Team Jumbo-Visma 69:17:59
2 Richard Carapaz (Equa) Ineos Grenadiers 00:00:24
3 Hugh Carthy (GBr) EF Pro Cycling 00:00:47
4 Daniel Martin (Irl) Israel Start-Up Nation 00:02:43
5 Enric Mas Nicolau (Esp) Movistar Team 00:03:36
6 Wout Poels (Hol) Bahrain McLaren 00:07:16
7 David De la Cruz Melgarejo (Esp) UAE Team Emirates 00:07:35
8 David Gaudu (Fra) Groupama-FDJ 00:07:45
9 Felix Grossschartner (Aut) Bora-Hansgrohe 00:08:15
10 Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team 00:09:34

Etapa final
A Vuelta 2020 termina neste domingo com uma etapa de 139,6 km entre o Hipódromo de la Zarzuela e Madrid, um dia para celebrar e a oportunidade final dos velocistas comemorarem uma temporada de Grand Tour bem diferente das que estávamos acostumados.

AS ETAPAS
Etapa 1 – 20 de outubro – Irun Arrate – Eibar – 173 km
Etapa 2 – 21 de outubro – Pamplona – Lekunberri – 151,6 km
Etapa 3 – 22 de outubro – Lodosa – Laguna Negra – 166,1 km
Etapa 4 – 23 de outubro – MGarray. Numancia – Ejea de los Caballeros – 191,7 km
Etapa 5 – 24 de outubro – Huesca – Sabiñánigo 184,4 km
Etapa 6 – 25 de outubro – Biescas – Aramon Formigal 146,4 km
26 de outubro – Dia de descanso
Etapa 7 – 27 de outubro – Vitoria-Gasteiz – Villanueva de Valdegovia 159,7 km
Etapa 8 – 28 de outubro – Logroño – Alto de Moncalvillo 164 km
Etapa 9 – 29 de outubro – B.M. Cid Campeador. Castrillo del Val – Aguilar de Campoo 157,7 km
Etapa 10 – 30 de outubro – Castro Urdiales – Suances 185 km
Etapa 11 – 31 de outubro – Villaviciosa. Alto de La Farrapona – Lagos de Somiedo 170 km
Etapa 12 – 1 de novembro – La Pola Llaviana – Alto de L’Angliru 109,4 km
2 de novembro – Dia de descanso
Etapa 13 – 3 de novembro – Muros. Mirador de Ézaro – Dumbría 33,7 (contrarrelógio)
Etapa 14 – 4 de novembro – Lugo – Ourense 204,7 km
Etapa 15 – 5 de novembro – Mos – Puebla de Sanbria 230,8 km
Etapa 16 – 6 de novembro – Salamanca – Ciudad Rodrigo – 162 km
Etapa 17 – 7 de novembro – Sequeros – Alto de La Covatilla – 178,2 km
Etapa 18 – 8 de novembro – Hipódromo de la Zarzuela – Madrid 139,6 km