Bulgarelli vence L’Étape Brasil pelo 3º ano seguido

HomeCompetiçõesCiclismo nacional

Bulgarelli vence L’Étape Brasil pelo 3º ano seguido

Tota Magalhães vence no feminino; prova em Campos do Jordão (SP) teve percurso de 107 km e 66 km. Confira os vencedores

Bulgarelli na vitória do L’Étape 2020 Foto: StreetFilmes

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

Otávio Bulgarelli, campeão brasileiro de ciclismo de estrada de 2012, venceu o L’Étape Brasil by le Tour de France pela terceira vez seguida. A prova, realizada neste domingo, em Campos do Jordão (SP), teve 107 quilômetros de percurso. Bulgarelli escapou depois da subida da última montanha e abriu vantagem para cruzar a linha de chegada em 3h04min35s. Felipe Fossati foi o 2º, com 3h05min02s, e Guilherme Couto o 3º, com 3h06min50s.

A prova com 2.330 metros de altimetria acumulada teve trechos com chuvas e muita neblina.

 

Bulgarelli baixou em mais de dois minutos a marca do ano passado, que era de 3h07min02s. ”Foi um ano mais difícil, com competidores mais fortes. Mas dessa vez cheguei solo, pois estava mais preparado. A experiência falou mais alto. Consegui atacar no final e saí vencedor”, comemorou Bulgarelli, que dedicou a conquista ao pai Clerson Bulgarelli, já falecido, que faria aniversário no sábado. ”Foi emocionante e lembrei dele na chegada. Ele me deu mais gás”.

Chuva e neblina na edição de 2020 Foto: StreetFilmes

Com apenas 20 anos, a carioca Tota Magalhães venceu pela primeira vez no L’Étape Brasil com a marca de 3h28min06s. ”A gente ainda está passando por uma pandemia, em um momento complexo, mas ter uma prova dessa anima a galera para treinar e foi super organizado. Estava todo mundo com vontade de sofrer. O mais importante é que todo mundo se divertiu e fez seu esforço. Eu me diverti bastante, não coloquei pressão e poupei a perna para a Serra Velha e acho que foi meu diferencial para ter uma boa colocação”, contou.

No feminino, Bia Neres ficou em 2º lugar, com o tempo de 3h29min30s, e Mariana Brugger foi a 3ª, com 3h33min17s.

Na versão com percurso de 66km, Daniel Ferreira venceu com 1h52min09s375. A sequência teve Flávio Roberto Ferreira (1h52min09s542) e Walter Miguel Ribeiro (1h53min07s188). Entre as mulheres, a vencedora foi Carolina Weber (2h07min14s), seguida por Camila Angulo (2h07min45s) e Flavia Lorenzetti (2h10min41s).

”Estou muito feliz da gente conseguir todo apoio para fazer o L’Étape em um ano tão complicado, tão difícil, mas de muito aprendizado e conscientização. Mostramos que da maneira correta, que o governo exige, todos podem fazer o seu esporte”, declarou Fábio Bodra, diretor do L’Étape Brasil.

Medalhas foram entregues embaladas

O L’Étape Brasil não fez premiação e todos os atletas e organização utilizaram máscaras, além de respeitarem o distanciamento social. As medalhas foram entregues embaladas individualmente. Os protocolos e medidas de segurança foram elaborados seguindo orientações do setor da saúde para a execução de competições ao ar livre. Incluindo padrões divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Veja mais no site oficial