Marc Hirschi assina contrato de 3 anos com a UAE Emirates

HomeCompetiçõesCiclismo

Marc Hirschi assina contrato de 3 anos com a UAE Emirates

Suíço de 22 anos, um dos destaques do Tour de France de 2020, negociou saída amigável com a equipe Sunweb e já treina com o novo time

O suíço Marc Hirschi já está treinando com a UAE Emirates

Do Bikemagazine
Foto de divulgação/UAE

O suíço Marc Hirschi assinou contrato de três anos com a equipe UAE Emirates depois de negociar uma saída amigável da equipe Sunweb, que em 2021 se chamará Team DSM. Um dos nomes de destaque entre a nova geração, que chamou atenção durante o Tour de France de 2020, o suíço de 22 anos já se juntou aos colegas de equipe para o primeiro training camp, nos Emirados Árabes.

 

“Em primeiro lugar, gostaria de agradecer minha equipe anterior por tudo o que fizeram por mim nos últimos três anos. Agora estou feliz e muito animado com a nova oportunidade”, disse Hirschi. “Compartilhamos a mesma abordagem e objetivos. A equipe dos Emirados Árabes Unidos está caminhando na direção certa e tem crescido muito nos últimos anos. Espero me beneficiar dessa dinâmica, tanto para a equipe quanto para o desenvolvimento da minha carreira.”

Hirschi se tornou profissional com a Sunweb em 2019, após vencer o título mundial de ciclismo de estrada Sub-23 na Áustria. Em 2020, após um bem-sucedido Tour de France, venceu a Flèche Wallonne e ficou em 3º lugar no Mundial. Na UAE Emirates, Hirschi terá presença garantida nas clássicas de Primavera.

O suíço recebeu o apoio do compatriota Fabian Cancellara, que disse: “Vocês não podem imaginar como estou orgulhoso daquele garoto da minha cidade, Ittigen. Trabalhar com um atleta como Marc adiciona outra dimensão ao meu trabalho pós-carreira profissional. Como orientador, é importante para mim que o atleta possa trabalhar em um ambiente que desafia e incentiva na mesma medida. E sei que é isso que ele encontrará em sua nova equipe”.

Toda a equipe já foi vacinada contra o novo coronavírus, que reúne 27 ciclistas e 32 funcionários. Eles receberam a vacina desenvolvida pela Sinopharm CNBG, da China, que foi aprovada pelo Ministério da Saúde dos Emirados Árabes Unidos.