Temporada 2021: Peter Sagan testa positivo para Covid-19

HomeCompetiçõesCiclismo

Temporada 2021: Peter Sagan testa positivo para Covid-19

Sagan e seu irmão Juraj, mais o companheiro de equipe Erik Baška, foram contagiados durante treinamento na Espanha

Sagan no treinamento na Espanha

Do Bikemagazine
Foto de divulgação

A equipe Bora-Hansgrohe confirmou que Peter Sagan, seu irmão Juraj Sagan e o companheiro de equipe Erik Baška testaram positivo para Covid-19 após passarem por um período de treinamento em Gran Canaria, na Espanha.

Os três apresentam sintomas leves e farão quarentena, informa a equipe.

“Há algumas semanas, meu irmão Juraj, nosso companheiro de equipe Erik Baška e eu temos treinado em Gran Canaria”, relata Peter Sagan no comunicado à imprensa da equipe. “No dia 29 de janeiro, fizemos um teste de PCR em um laboratório local para poder voar de volta para casa. Infelizmente, os resultados não foram os que esperávamos e todos os três testamos positivo. Estamos nos sentindo bem, mas, obviamente, desde aquele dia, permanecemos em quarentena. Desde o momento em que recebemos os resultados positivos do teste, tivemos todo o apoio da equipe e gostaria de agradecer ao nosso gerente Ralph Denk e ao nosso departamento médico por isso”, completa.

“Embora estejamos a milhares de quilômetros de distância e isolados, sempre nos sentimos como se estivéssemos bem ao lado deles. Somos mantidos sob supervisão remota contínua e permaneceremos aqui o tempo que for necessário. Esperançosamente, nossos próximos resultados de teste serão negativos para que possamos retomar nossa programação normal de treinamento o mais rápido possível. ”

O chefe médico de Bora-Hansgrohe, Christopher Edler, disse que os três já tinham testado positivo para o vírus outras vezes, o que significa que as chances de falsos positivos – que afetaram pilotos, incluindo Jonas Rutsch da EF Education-Nippo neste ano – são baixas.

“Peter, Erik e Juraj testaram positivo para o vírus SARS-Cov-2 várias vezes por meio de testes de PCR independentes”, disse Edler. “Todos os três estão exibindo sintomas gerais de doença leves e, no momento, podem permanecer em quarentena doméstica de acordo com as diretrizes estaduais até que se recuperem. Mantém-se uma comunicação próxima com a equipe médica. Assim que a quarentena for concluída, avaliações médicas mais abrangentes serão planejadas. ”

O chefe da equipe, Ralph Denk, acrescentou que a data de início da temporada é agora uma dúvida. Pela programação, Peter Sagan devefria iniciar 2021 na Omloop Het Nieuwsblad e na Kuurne-Bruxelas-Kuurne nos dias 27 e 28 de fevereiro. Baška, por sua vez, estava confirmado no Tour de la Provence, que começa dia 11 de fevereiro.

“O que isso significa para o início da temporada ainda não pode ser conhecido exatamente. Primeiro, todos os três devem estar totalmente saudáveis ​​novamente e receber autorização médica, e então poderemos considerar quais serão os próximos passos”, afirmou Denk.

Sagan, que iria estrear 2021 na Volta de San Juan, na Argentina, mudou os planos depois que a corrida foi cancelada. Em 26 de janeiro, no dia de seu aniversário, sofreu uma queda, mas logo estava recuperado e em treinamento. O ano também começou complicado para sua equipe, depois que sete ciclistas do time foram atropelados por um carro durante um treinamento na Itália no mês passado. Wilco Kelderman e Andreas Schillinger foram os mais atingidos, com vértebras fraturadas.