Paris-Nice: Roglic cai duas vezes e perde o título; Schachmann é o campeão

HomeCiclismo

Paris-Nice: Roglic cai duas vezes e perde o título; Schachmann é o campeão

Magnus Cort vence o sprint da etapa final; esloveno encerrou a 2min16s, na 15ª colocação

Sprint da etapa final da Paris-Nice

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/ASO

Primoz Roglic (Jumbo-Visma) perdeu na última etapa o título de campeão da Paris-Nice depois de cair duas vezes na etapa reduzida de 92,7 quilômetros de Le Plan-du-Var a Levens neste domingo (12 de março).

Magnus Cort (EF Education-Nippo) venceu a etapa, que terminou em sprint. Christophe Laporte (Cofidis) foi o 2º e Pierre Latour (Total Direct Energie) o 3º.

 

O esloveno, que largou com 52 segundos de vantagem sobre Max Schachmann (Bora-Hansgrohe), caiu pela primeira vez em um trecho de descida logo no início da disputa.

Roglic voltou rapidamente ao pelotão, com a roupa rasgada e machucados no quadril esquerdo, mas depois caiu novamente, sem ser visto pelas câmeras de televisão, a 25 km da linha. O ciclista da Jumbo-Visma começou a perder tempo e, na marca dos 15 quilômetros restantes, Schachmann, vencedor da Paris-Nice do ano passado, já estava com a camisa amarela virtual.

Max Schachmann é o bicampeão da Paris-Nice

Roglic perde o título no último dia após duas quedas na etapa

Roglic, que terminou a etapa com o ombro deslocado, a 3min08s, encerrou a Paris-Nice em 15º na classificação geral, a 2min16s.

Na chegada, Steven Kruijswijk, companheiro de equipe de Roglic, explicou o que havia acontecido: “Ele bateu na última vez na descida, em uma das últimas curvas, e não conseguiu colocar a corrente de volta, então ficou um pouco preso atrás, e na frente é claro que começaram a puxar”, disse o holandês. “Havia muito vento e, com apenas três ou quatro de nós, não conseguimos fechar a lacuna. Tentamos o mais rápido possível, mas não conseguimos voltar.”

“Depois da primeira queda, onde ele caiu muito forte, nós o colocamos de volta na frente e tentamos assumir o controle da corrida. A última queda foi realmente inesperada, caso contrário poderíamos ter mantido a camisa, eu acho”, completou. “Ele lutou até o fim, foi o mais forte na corrida, mas tudo pode acontecer até o último dia. ”

TOP 10 DA ETAPA
1 Magnus Cort (Din) EF Education-Nippo 2:16:58
2 Christophe Laporte (Fra) Cofidis m.t.
3 Pierre Latour (Fra) Total Direct Energie m.t.
4 Dylan Teuns (Bel) Bahrain Victorious m.t.
5 Warren Barguil (Fra) Team Arkea-Samsic m.t.
6 Dylan van Baarle (Ned) Ineos Grenadiers m.t.
7 Ion Izagirre Insausti (Spa) Astana-Premier Tech m.t.
8 Matteo Jorgenson (USA) Movistar Team m.t.
9 Yves Lampaert (Bel) Deceuninck-QuickStep m.t.
10 Maximilian Schachmann (Ger) Bora-Hansgrohe m.t.

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL FINAL
1 Maximilian Schachmann (Ale) Bora-Hansgrohe 28:49:51
2 Aleksandr Vlasov (Rus) Astana-Premier Tech 0:00:19
3 Ion Izagirre Insausti (Esp) Astana-Premier Tech 0:00:23
4 Lucas Hamilton (Aus) Team BikeExchange 0:00:41
5 Tiesj Benoot (Bel) Team DSM 0:00:42
6 Guillaume Martin (Fra) Cofidis 0:01:14
7 Jack Haig (Aus) Bahrain Victorious 0:01:18
8 Matteo Jorgenson (EUA) Movistar Team 0:01:29
9 Aurélien Paret Peintre (Fra) AG2R Citroën Team 0:01:31
10 Gino Mäder (Sui) Bahrain Victorious 0:01:32

ÚLTIMO KM

AS ETAPAS
Etapa 1 – 7 de março – Saint-Cyr-L’École – Saint-Cyr-L’École -166km
Etapa 2 – 8 de março – Oinville-sur-Montcient – Amilly – 188km
Etapa 3 – 9 de março – Gien – Gien (ITT) – 14,4km
Etapa 4 – 10 de março – Chalon-sur-Saône – Chiroubles – 187,5km
Etapa 5 – 11 de março – Vienne – Bollène – 200km
Etapa 6 – 12 de março – Brignoles – Biot – 202,5km
Etapa 7 – 13 de março – Nice – Valdeblore La Colmiane 119 km
Etapa 8 – 14 de março – Le Plan-du-Var – Levens – 92,7 km

LEIA MAIS
Paris-Nice no Bikemagazine