Tirreno-Adriático: Pogacar vence na subida e é o novo líder

HomeCompetiçõesCiclismo

Tirreno-Adriático: Pogacar vence na subida e é o novo líder

Esloveno atacou a 5,5 km da chegada na estação de esqui de Prati di Tivo, a 1.450 metros, e cruzou com 6 segundos de vantagem sobre Simon Yates

Pogacar é o novo líder da Tirreno-Adriático

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

O esloveno Tadej Pogacar (UAE Emirates), campeão do Tour de France do ano passado, venceu neste sábado (13 de março) a 4ª etapa da Tirreno-Adriático e faturou a liderança da classificação geral.

A 4ª etapa testou a forma dos escaladores e muitos dos principais nomes do pelotão se destacaram no percurso de 148 km nos Apeninos, de Terni até a estação de esqui de Prati di Tivo, a 1.450 metros, com uma subida de 14,5 km com 22 curvas fechadas e uma inclinação média de 7%, com máxima de 12%.

 

Pogacar cruzou sozinho, com vantagem de 6 segundos sobre o perseguidor Simon Yates (Team BikeExchange). Sergio Higuita (EF Education-Nippo) venceu Mikel Landa (Bahrain Victorious) na disputa da 3ª colocação, a 29 segundos.

O então líder Wout van Aert (Jumbo-Visma) sucumbiu a vários ataques no quilômetro final, terminando 45 segundos depois. O belga passou para a 2ª colocação na geral, a 35 segundos, com Higuita empatado em terceiro.

A etapa com escalada final também fez com que Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) e Julian Alaphilippe (Deceuninck-Quickstep) ficassem de fora do novo Top 10 (veja abaixo).

Pogacar atacou a 5,5 km da meta

Pogacar atacou a 5,5 km da meta, o português João Almeida (Deceuninck-Quickstep) foi o primeiro a reagir, mas não foi páreo para um poderoso contra-ataque de Yates, Landa e Egan Bernal (Ineos-Grenadiers). No quilômetro final, Yates reduziu a diferença de 17 segundos para 6 segundos, mas o esloveno seguiu acelerado e imbatível.

Pogacar agora tem uma etapa ao estilo clássica e um dia plano para os velocistas antes do contrarrelógio de encerramento de terça-feira. “Agora estou na liderança, mas amanhã temos outra etapa muito difícil e com a crono final tudo ainda pode acontecer”, afirmou.

“Hoje foi uma etapa muito difícil. A minha equipe fez um excelente trabalho ao diminuir a diferença para a fuga e depois fiz o meu melhor na subida: estou muito satisfeito com esta vitória”, completou.

ÚLTIMO KM


TOP 10 DA ETAPA

1 Tadej Pogacar (Slo) UAE Team Emirates 3:51:24
2 Simon Yates (GBr) Team BikeExchange 0:00:06
3 Sergio Higuita Garcia (Col) EF Education-Nippo 0:00:29
4 Mikel Landa Meana (Esp) Bahrain Victorious m.t.
5 Nairo Quintana (Col) Team Arkea-Samsic 0:00:31
6 João Almeida (Por) Deceuninck-QuickStep 0:00:35
7 Matteo Fabbro (Ita) Bora-Hansgrohe 0:00:42
8 Simon Carr (GBr) EF Education-Nippo m.t.
9 Wout Van Aert (Bel) Jumbo-Visma 0:00:45
10 Jakob Fuglsang (Din) Astana-Premier Tech m.t.

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 Tadej Pogacar (Slo) UAE Team Emirates 17:53:21
2 Wout Van Aert (Bel) Jumbo-Visma 0:00:35
3 Sergio Higuita Garcia (Col) EF Education-Nippo m.t.
4 Mikel Landa Meana (Esp) Bahrain Victorious 0:00:38
5 Nairo Quintana (Col) Team Arkea-Samsic 0:00:41
6 João Almeida (Por) Deceuninck-QuickStep 0:00:45
7 Jakob Fuglsang (Din) Astana-Premier Tech 0:00:55
8 Simon Carr (GBr) EF Education-Nippo 0:01:03
9 Matteo Fabbro (Ita) Bora-Hansgrohe 0:01:12
10 Geraint Thomas (GBr) Ineos Grenadiers 0:01:25

AS ETAPAS
Etapa 1 – 10 de março – Lido di Camaiore – Lido di Camaiore – 156 km
Etapa 2 – 11 de março – Camaiore – Chiusdino – 202 km
Etapa 3 – 12 de março – Monticiano – Gualdo Tadino – 219 km
Etapa 4 – 13 de março – Terni – Prati di Tivo – 148 km
Etapa 5 – 14 de março – Castellalto – Catelfidardo – 205 km
Etapa 6 – 15 de março – Castelraimondo – Lido di Fermo – 169 km
Etapa 7 – San Benedetto del Tronto (CRI) – 10.1km

LEIA MAIS
Tirreno-Adriático no Bikemagazine
Site oficial