Avancini encara Schurter em sua estreia na Europa em 2021

HomeCompetições

Avancini encara Schurter em sua estreia na Europa em 2021

Número 1 do ranking mundial consegue liberação para viajar e estreia temporada internacional nesta segunda-feira na Internazionali d'Italia Series

Avancini, número 1 do ranking mundial, na disputa no Mundial em Leogang em 2020 Foto: Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) finalmente conseguiu autorização para ir para a Europa. Por causa das restrições sanitárias devido à pandemia, o líder do ranking mundial de MTB XCO da UCI estava tendo dificuldades para ser liberado para competir na Europa. Mas a Itália flexibilizou as regras e, enfim, Avancini vai estrear no calendário internacional de 2021.

A primeira prova será nesta segunda-feira (5 de abril), na Capoliveri Legend XCO, etapa da Internazionali d’Italia Series, na Ilha de Elba. “Estou motivado para recuperar o tempo perdido”, disse o brasileiro, que acaba de completar 32 anos.

 

“Tem sido uma missão e tanto conseguir chegar à Europa, tentar viajar. Eu não consegui realizar três competições que eu já tinha planejado desde o começo do ano. A gente foi cancelando provas e replanejando, sempre tentando pensar no que faria sentido logisticamente, de uma forma que eu pudesse competir com um mínimo de condições de desempenhar bem. Então, não é só o ponto de chegar à competição, mas o ponto de chegar e competir bem. E agora chegou em uma situação que precisamos traçar uma estratégia para tentar competir nas etapas da Copa do Mundo, em maio. A Itália foi o país que, talvez, foi o que mais se esforçou para flexibilizar e permitir minha entrada para que eu pudesse competir”, contou Avancini.

“A Itália é uma segunda casa para mim devido às minhas origens. Minha carreira profissional começou na Itália, ganhei meu primeiro pódio na Copa do Mundo e também meu primeiro título mundial”, destacou.

Avancini, que não pôde disputar o Campeonato Pan-Americano, em Porto Rico, devido às barreiras sanitárias impostas aos brasileiros, diz que a Internazionali d’Italia, que terá Nino Schurter, Maxime Marotte e Luca Braidot, será um grande desafio. Veja inscritos aqui

“É um evento sem público e com start list de bastante alto nível. Acredito que vai ser um grande desafio. Eu chego na Europa no domingo para competir na segunda, então óbvio que a preparação para essa prova vai ser longe do ideal, mas eu já fico muito feliz de estar na Europa e aos poucos construir minha forma, competir com os melhores e me preparar para as Copas do Mundo e posteriormente para os Jogos Olímpicos”, completa o brasileiro.

Para Avancini, a Internazionali d’Italia Series será ideal para começar sua temporada, onde estão no foco os Jogos de Tóquio e o Mundial de MTB em Val di Sole, na Itália. “O circuito cresceu muito, teremos muitos campeões e farei de tudo para encontrar as melhores sensações. O percurso parece muito bom, então obviamente uma coisa é assistir a um vídeo, outra é pedalar. Os organizadores da Internazionali d’Italia Series fizeram o possível para ter os grandes nomes na largada, apesar da situação complexa. Um compromisso recompensado pelo status conquistado por este circuito que hoje é um dos mais importantes do mundo”, afirmou.

Avancini continua como número 1 do ranking mundial e está feliz por poder defender a liderança. “Perder o número 1 sem ter a chance de defendê-lo teria sido minha maior frustração. Perdi muito terreno, mas ainda estou no topo do ranking.”

LEIA MAIS
Henrique Avancini no Bikemagazine

Site oficial do evento