Kasper Asgreen bate Van der Poel e vence Tour de Flanders

HomeCompetições

Kasper Asgreen bate Van der Poel e vence Tour de Flanders

Dinamarquês derrota Mathieu van der Poel na chegada da segunda clássica Monumento; confira a chegada e o Top 10 da prova na Bélgica

Asgreen na vitória do Tour de Flanders 2021

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O campeão dinamarquês Kasper Asgreen (Deceuninck-QuickStep) bateu o holandês Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) na chegada do Tour de Flanders, neste domingo (4 de abril), com 254,3 km de percurso na Bélgica. Van der Poel, que venceu a edição anterior da segunda clássica Monumento do calendário, e Asgreen foram os mais fortes na subida final ao Oude Kwaremont e seguiram juntos o trecho final.

Van der Poel era o favorito para a chegada e começou um sprint longo. Mas Asgreen acelerou nos 100 metros finais e Van der Poel não suportou o ritmo, terminando em 2º, balançando a cabeça. O vencedor conseguiu conquistar a maior vitória de sua carreira e se tornou o primeiro ciclista da Dinamarca campeão do Tour de Flanders desde Rolf Sorensen em 1997.

O belga Greg van Avermaet (AG2R Citroën Team) venceu o sprint pelo 3º lugar.

“Eu me senti bem nos últimos quilômetros então decidi tentar e confiar no meu sprint. Indo para o último quilômetro eu coloquei Mathieu na frente e ouvi que ainda tínhamos mais de 30 segundos, então sabia que poderia decidir quando acelerar. Foi uma corrida muito difícil. Estávamos ambos no limite. Era uma questão de margens no final “, disse Asgreen.

“O plano era começar a escapar depois da segunda vez no Kwaremont e foi o que fizemos. Fizemos uma corrida perfeita o dia todo. A equipe foi incrível e deixo um grande agradecimento a eles. E um enorme agradecimento a Tom (Steels) e Wilfried (Peeters) no carro da equipe. Eles prepararam esta corrida muito bem e nós conhecemos cada metro do percurso”, completou.

Asgreen e Van der Poel no grupo da frente

Campeão mundial Alaphilippe no pelotão

A 27 km para o final da corrida, Van der Poel e Asgreen se juntaram a Wout van Aert (Jumbo-Visma) e o trio abriu uma vantagem de 20 segundos sobre o grupo onde estavam o campeão mundial Julian Alaphilippe (Deceuninck-Quickstep), Marco Haller (Bahrain Victorious) e Anthony Turgis (Total Direct Energie).

Os três líderes entraram na penúltima subida do Oude Kwaremont com vantagem mas, enquanto o percurso subia, Van der Poel acelerou. Van Aert sobrou, mas Asgreen conseguiu diminuir a diferença na curta descida. A dupla escalou a última subida ao Paterberg lado a lado, enquanto Van Aert era alcançado pelo grupo de perseguição a 10 km do final.

Mathias Norsgaard na ponta do grupo escapado

A Monumento começou com uma fuga com Stefan Bissegger (EF Education-Nippo), Mathias Norsgaard (Movistar), Jelle Wallays (Cofidis), Fabio Van Den Bossche (Sport Vlaanderen Baloise), Mathijs Paasschens (Bingoal WB), Hugo Houle (Astana-Premier Tech) e Nico Denz (Team DSM).

Yevgeniy Fedorov (Astana-Premier Tech) lançou um ataque, mas foi rapidamente marcado por Otto Vergaerde (Alpecin Fenix). Fedorov não aceitou levar o ciclista da Alpecin na roda e reagiu. Vergaerde foi para o lado do adversário e empurrou-o com o ombro. Embora nenhum deles tenha caído no incidente, os oficiais da UCI agiram rapidamente e expulsaram os dois da corrida.

Enquanto isso, a fuga já tinha uma vantagem de 11 minutos, mantida até o momento em que enfrentaram o Kwaremont pela primeira vez, a 140 km para o final. Mas, no Eikenberg, a diferença caiu para oito minutos.

Kevin Geniets (Groupama-FDJ), Davide Ballerini (Elegant-QuickStep), Edvald Boasson Hagen (Total Direct Energie), Edward Theuns (Trek-Segafredo), Nathan van Hooydonck (Jumbo-Visma), Luke Rowe (Ineos Grenadiers), Joris Nieuwenhuis (Team DSM), Bryan Coquard (B&B Hotels), Boy van Poppel (Intermarché-Wanty-Gobert), Oscar Riesebeek (Alpecin-Fenix) e Stan Dewulf (AG2R-Citroën) seguiram forte, mas o pelotão perseguidor contra-atacou.

Seguindo para os 80 km finais, os escapados estavam com vantagem de 3min10s. A 66 km da meta, um acidente cortou o grupo, com Oliver Naesen, Michael Matthews, Alexander Kristoff, Kasper Asgreen e Julian Alaphilippe ficando para trás. A Alpecin-Fenix ​​perdeu dois ciclistas na queda, mas houve um reagrupamento geral antes de começar uma corrida frenética até a base do Oude Kwaremont. Na subida, os escapados seguraram a vantagem e seguiam a 1min36s.

Pódio do Tour de Flanders 2021

No topo do Kwaremont, Van der Poel acelerou e apenas Asgreen foi capaz de acompanhar o ritmo. Faltavam 54 km e o grupo, novamente com Alaphilippe, Van Aert, Van der Poel, Asgreen, Haller e Teuns chegou ao Kruisberg com 12 segundos de vantagem. O campeão mundial estabeleceu um ritmo implacável, mas Van Aert respondeu rápido. A 27 km da meta, Alaphilippe perdeu as forças.

Asgreen, que venceu a clássica belga E3 Saxo Bank Classic em março e foi segundo colocado no Tour de Flanders de 2019, soube administrar as forças e comemorou.

A CHEGADA

ATAQUE DECISIVO

TOP 10
1 Kasper Asgreen (Din) Deceuninck-QuickStep 6:02:12
2 Mathieu van der Poel (Hol) Alpecin-Fenix m.t.
3 Greg Van Avermaet (Bel) AG2R Citroën Team 0:00:32
4 Jasper Stuyven (Bel) Trek-Segafredo 0:00:33
5 Sep Vanmarcke (Bel) Israel Start-up Nation 0:00:47
6 Wout Van Aert (Bel) Jumbo-Visma m.t.
7 Gianni Vermeersch (Bel) Alpecin-Fenix m.t.
8 Anthony Turgis (Fra) Total Direct Energie m.t.
9 Florian Senechal (Fra) Deceuninck-QuickStep m.t.
10 Dylan van Baarle (Hol) Ineos Grenadiers m.t.

LEIA MAIS
Tour de Flanders no Bikemagazine

Site oficial do evento